Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso SEFAZ DF: NOVO edital é anunciado para 2022

Um novo concurso SEFAZ-DF deve ser lançado para o cargo de Auditor Fiscal na especialidade Tecnologia da Informação (TI).

A Secretaria de Fazenda do Distrito Federal tem expectativa de abrir um novo edital de concurso público (Concurso SEFAZ DF) em breve. O certame foi anunciado e deve ser lançado no ano de 2022.

A confirmação de abertura do concurso SEFAZ-DF foi dada por meio do Secretário de Economia, André Clemente, em entrevista ao CB Poder.

“Devemos fazer outro concurso para Auditor de Receita, na área de Tecnologia,” disse ao ser questionado sobre novos concursos.

Sendo assim, um novo concurso SEFAZ-DF deve ser lançado para o cargo de Auditor Fiscal na especialidade Tecnologia da Informação (TI). O secretário, no entanto, não revelou mais detalhes, como previsão ou até mesmo se já teria autorizado.

A autorização do concurso SEFAZ-DF para carreira. Após isso, a pasta deve dar início aos preparativos para a publicação do edital do certame.

O concurso SEFAZ DF 

O último concurso da Secretaria de Fazenda do Distrito Federal ainda está em andamento. Recentemente, a pasta divulgou o resultado final das provas do último certame. Sendo assim, está próximo o fim do certame.

O concurso foi aberto para 120 vagas de auditor fiscal. Sendo assim, seriam chamados todos os candidatos das vagas imediatas.

Segundo informações da Febrafite, o compromisso estabelecido pelo secretário de Economia foi comemorado pelos dirigentes. Isso porque o quadro de pessoal da pasta responsável pelo fisco do DF está defesado hoje em dia.

Segundo dados da federação, a pasta conta atualmente com 391 auditores na ativa. No entanto, a lei estabelece um contingente de mil servidores para fiscalizar a receita tributária do DF.

A defasagem de servidores é fruto de anos sem novas contratações na pasta. A Febrafite relembra que as últimas nomeações aconteceram há 20 anos, em 2001 e 2002, que aconteceram após o último concurso.

“Essa era uma pauta permanente das entidades. Os novos concursados vão construir uma nova história do Fisco distrital e contribuir para o desenvolvimento de Brasília, que passa pelo trabalho da arrecadação e fiscalização dos impostos”, disse Rubens Roriz.

Provas do último concurso

A prova objetiva do concurso foi dividida entre I e II, somando, ao todo, 160 questões no total.

A primeira parte da prova trouxe 80 questões, distribuídas da seguinte maneira:

  • Língua Portuguesa (dez); Conhecimentos sobre o Distrito Federal (duas); Contabilidade Pública (oito); Direito Administrativo (dez); Direito Constitucional (dez); Direito Civil (dez); Direito Empresarial (dez); Direito Penal (dez); Economia e Finanças Públicas (dez); Tecnologia da Informação (dez); e Matemática Financeira, Estatística e Raciocínio Lógico (dez).

Na segunda parte da prova, foram 80 questões, distribuídas por disciplinas específicas, sendo elas:

  • Auditoria Fiscal do ICMS e do ISS (20); Contabilidade Geral e Contabilidade de Custos (15); Direito Financeiro (cinco); Direito Tributário (15); e Legislação Tributária (25).

A prova discursiva também aconteceu em duas partes, sendo a primeira uma dissertação de, no mínimo, 30 linhas, e, no máximo, 60 linhas, no valor de cinco pontos. Já a segunda parte será composta por duas questões, a serem respondidas em, no mínimo, dez linhas e, no máximo, 20 linhas cada, no valor de 2,50 pontos, totalizando cinco pontos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.