Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso AGU 2021: Resolução é publicada e critério de edital é alterado

Nesta sexta-feira, 16 de julho, o órgão alterou os critérios disciplinadores do certame. O documento foi publicado no Diário Oficial da União.

A Advocacia-Geral da União tem expectativa de abrir um novo edital de concurso (Concurso AGU 2021/2022) em breve. Nesta sexta-feira, 16 de julho, o órgão alterou os critérios disciplinadores do certame. O documento foi publicado no Diário Oficial da União.

O ato publicado altera a comprovação de prática jurídica. Antes da publicação da norma, somente era aceito o estágio realizado durante a graduação. Agora, com a nova resolução, o próximo concurso aceitará apenas atividades realizadas após a conclusão do curso de bacharel em Direito.

De acordo com informações do procurador federal, João Marcelo Oliveira, a mudança deixa claro a intenção de realizar um novo concurso para os cargos de Procurador e Advogado. A resolução dos trâmites internos seria um adiantamento para abrir a possibilidade de um novo concurso.

Assim, quando o concurso for autorizado oficialmente, não há nada que possa impedir ou atrasar o edital.

Concurso AGU 2021 é solicitado com 300 vagas

Um novo certame foi solicitado ao Ministério da Economia para um total de 300 vagas. Segundo informações do Conselho Superior da AGU, foi solicitado à pasta o atesto de disponibilidade orçamentária para a abertura da seleção.

Do quantitativo de 300 vagas, 100 são para a carreira de advogado da união, 100 para procurador da fazenda nacional e 100 para procurador federal.

“Ressalte-se, todavia, que o tema ainda está sob análise no âmbito do Ministério da Economia”, confirmou o Conselho.

Os cargos solicitados pela AGU exigem nível superior em Direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense. Os salários chegam a R$21.472,49, já com R$458 de auxílio-alimentação.

AGU abriu edital em 2018

Advocacia Geral da União abriu seu último edital de concurso público em 2018. Na época, foram 50.482 inscritos. O certame foi divulgado para o preenchimento de 100 vagas em sete cargos no órgão. O Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (IDECAN) organizou o certame.

O cargo mais procurado foi o de Analista-Técnico Administrativo, cuja exigência é de nível superior em qualquer área. De acordo com os dados divulgados pela banca,  o cargo recebeu 26.472 inscritos, o que resulta em uma concorrência de 2.647 candidatos/vaga. Veja o quantitativo de inscritos:

  • Analista Técnico-Administrativo: 26.472 inscritos;
  • Administrador: 11.020 inscritos;
  • Arquivista: 453 inscritos;
  • Bibliotecário: 469 inscritos;
  • Contador: 5.420 inscritos;
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 4.858 inscritos; e
  • Técnico em Comunicação Social: 1.790 inscritos.

O edital do concurso da AGU 2018 contou com oportunidades para os cargos de Administrador (48 vagas), Analista Técnico Administrativo (10 vagas), Arquivista (02 vagas), Bibliotecário (01 vaga), Contador (32 vagas), Técnico em Assuntos Educacionais (02 vagas) e Técnico em Comunicação Social (05 vagas). Os salários chegaram  a até R$ 6.203,34.

As provas objetivas de múltipla escolha e discursivas foram realizadas nas capitais dos 26 (vinte e seis) Estados e no Distrito Federal, com data inicialmente prevista para o dia 09 de dezembro de 2018 (domingo), com duração de 4h30min (quatro horas e trinta minutos) para sua realização, em dois turnos.

Foram aplicadas provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, abrangendo matérias de Língua Portuguesa (10), Raciocínio Lógico (05), Noções de Informática (05), Conhecimentos Gerais (10) e Conhecimentos Específicos (30).

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, constaram de 60 (sessenta) itens, valendo 1 (um) ponto cada item, e tiveram pontuação total variando do mínimo de 0 (zero) ponto ao máximo de 60 (sessenta) pontos. Foi considerado aprovado o candidato que obteve, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) de aproveitamento dos pontos das provas objetivas de múltipla escolha e que tenha acertado pelo menos uma questão de cada disciplina.

Sobre a AGU

A Advocacia-Geral da União é uma instituição pública que tem como objetivo a representação da União no campo judicial e extrajudicial, sendo-lhe, ainda, reservadas as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do poder executivo, nos termos do art. 131 da Constituição Federal.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.