Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Com aulas presenciais, Amazonas tem 342 professores infectados com Covid-19

Após meses sem aulas, Amazonas (AM) registra casos de professores contaminados com Covid-19 cerca de 20 dias decorridos da abertura das escolas da rede pública de ensino. De acordo com a Fundação de Vigilância da Saúde são 342 casos de professores com Covid-19.

O AM foi o primeiro estado brasileiro a permitir a volta às aulas. Na rede privada de ensino, o retorno presencial foi liberado por meio do decreto estadual nº 42.461, de 3 de julho. Assim, creches, escolas e faculdades particulares reabriram no dia 6 do mesmo mês.

Contudo, apesar de todas as medidas e protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelo governo, como o uso obrigatório de máscaras e de álcool em gel e rodízio de alunos, o vírus tem se alastrado nas escolas. A situação preocupa, desse modo, pais de alunos e profissionais da educação.

A Escola Estadual José Bernardino Lindoso foi a que registrou maior número de professores contaminados, com 28 casos positivos. As escolas Severiano Nunes e a Samuel Benchimol vêm em seguida, cada uma com dez casos.

Por conta da gravidade da situação e do temor dos professores, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do AM (Sinteam) solicitou nova suspensão das aulas presenciais e a volta às atividades online. No entanto, a Secretaria de Educação do Estado ainda não se pronunciou.

Casos de outros países

O retorno das atividades presenciais de ensino tem sido um grande desafio para muitos países. Ainda que com a aplicação de todas as medidas sanitárias de precaução, a volta às aulas tem registrado surto de Covid-19 pelo mundo.

Mesmo em países que são referência no combate ao novo coronavírus, como a Coreia do Sul, a volta às aulas trouxe problemas. Assim, mais de 200 escolas foram fechadas em um curto período após a reabertura por conta de um surto da Covid-19 em Seul, capital do país.

Além da Coreia, países como França, Israel e Estados Unidos também enfrentaram problemas no retorno das aulas com a contaminação de alunos, professores e demais profissionais da educação.

E aí? Gostou do texto? Então deixe seu comentário!

Clique aqui para ver mais sobre a área de educação.
Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.