Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Capitalismo Periférico: Entenda como funciona o sistema 

O Capitalismo Periférico pode ser compreendido como o sistema capitalista em nações em desenvolvimento. 

Trata-se de um conceito econômico, utilizado para alguns países que adotaram o capitalismo como sistema, contudo, continuam apresentando características de nações subdesenvolvidas. 

Desse modo, muitos países localizados no continente africano, na Ásia, América Central e do Sul são considerados nações que se enquadram no capitalismo periférico. 

O tema poderá aparecer em provas de vestibulares de todo país, assim como no Enem. Por isso vale a pena ficar ligado no assunto, acompanhe!

Características do Capitalismo Periférico

Podemos destacar as principais características das nações adeptas do capitalismo periférico:

  • Processo de industrialização baixo e tardio, utilização de tecnologias ultrapassadas. Ou seja, poucas indústrias possuem tecnologia de ponta 
  • Economia pautada na exportação agrícola, agropecuária e de minérios
  • Economicamente o país sofre constantemente com períodos de grande instabilidade como inflação, recessão econômica, câmbio extremamente oscilante. 
  • Ademais, a sociedade apresenta um elevado grau de desigualdade social e econômica. Isso significa que a concentração da renda fica em poder da minoria, e consequentemente o restante da população é pobre. 
  • O país depende da importação de produtos industrializados possuidores de alta tecnologia 
  • Boa parcela dos países que o capitalismo periférico está presente possui uma robusta dívida externa 

Veja alguns exemplos de países capitalistas periféricos:

  • Bolívia
  • Paraguai
  • Costa Rica 
  • Costa do Marfim
  • Nigéria
  • Honduras
  • Tunísia
  • Suriname
  • Angola
  • Guatemala 
  • Peru
  • Entre outros

E o Brasil?

A saber, o Brasil nas últimas décadas conseguiu apresentar um elevado desenvolvimento industrial e econômico e passou a figurar entre as maiores economias do mundo. 

No entanto, continua apresentando características presentes no capitalismo periférico, como por exemplo, Instabilidade econômica, desigualdade social exorbitante, corroborando para o alto nível de pobreza. 

Contudo, mesmo apresentando esse cenário o Brasil não pode ser considerado um país de capitalismo periférico. 

Afinal de contas possui investimento de grandes empresas, indústrias com tecnologia de ponta, polos que buscam o desenvolvimento tecnológico, sistema financeiro consistente, enorme nível de urbanização. 

Desse modo, o Brasil passou a ser considerado nas últimas décadas como um país emergente, alcançando bons números e grandes avanços nas últimas décadas. 

E então, gostou de conhecer melhor sobre os tópicos principais do capitalismo periférico?

Não deixe de ler também – Capitalismo financeiro: Entenda de vez como funciona o sistema.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.