Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa Tem: Apple é culpada por problemas no app do auxílio de R$ 600, diz Onyx

O aplicativo Caixa Tem é a única forma de receber o auxílio emergencial de R$ 600 para aqueles não possuem conta em banco

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band, sobre as dificuldades apontadas por trabalhadores ao tentar acessar o aplicativo Caixa Tem, Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, culpou o “fabricante do iPhone”, a Apple, pelos problemas.

O aplicativo Caixa Tem é a única forma de receber o auxílio emergencial de R$ 600 para aqueles não possuem conta em banco. Para essas pessoas, a caixa abriu automaticamente uma poupança digital, que pode ser acessada apenas pelo app.

De acordo com o ministro, os problemas no acesso estariam ocorrendo apenas com usuários de iPhone, devido à demora da Apple em homologar a última atualização da versão do aplicativo para iPhone. “Se está tendo problema, o problema não é do governo, é do fabricante do iPhone”, declarou o ministro.

Até o momento, não houve posicionamento da Apple a respeito da situação.

Segundo Lorenzoni, poucas pessoas estão sendo atingidas com o problema, pois a “grande maioria” dos usuários do aplicativo Caixa Tem usa o sistema Android do Google, que roda na maioria dos celulares de marcas concorrentes da Apple. O ministro ainda diz que, a última versão do aplicativo para Android já foi homologada. “No Android não temos problema”, afirmou.

No entanto, muitas reclamações estão sendo feitas por usuários do sistema Android, que também não conseguem acessar o aplicativo.

Durante a última semana, muitos trabalhadores relataram dificuldades para acessar o aplicativo, afirmando, por exemplo, que não conseguiam fazer a transferência do valor creditado na conta ou sequer conseguiam acessar o aplicativo.

Nesta quarta-feira, 22 de abril, a Caixa Econômica Federal (CEF) continua com o cronograma de pagamentos do auxílio emergencial de R$600, pago por conta dos impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. Hoje, serão efetuados os depósitos para cerca de 7,2 milhões de brasileiros.

Veja quem pode sacar o benefício nesta quarta (22):

  • 1,2 milhão são de beneficiários do Cadastro Único que não recebem Bolsa Família;
  • 4,1 milhões de cadastrados através do aplicativo e site; e
  • 1.924.261 de pessoas cadastradas no Bolsa Família.

Até a manhã da última terça-feira (21), a Caixa já havia creditado os valores referente ao auxílio para 24,2 milhões de brasileiros, totalizando a quantia de R$16,3 bilhões. Foram pagos:

  • 9,3 milhões de inscritos Cadastro Único que não recebem Bolsa Família;
  • 5,8 milhões de beneficiários do Bolsa Família; e
  • 9,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site.

A partir de amanhã, quinta-feira (23), a Caixa vai iniciar os pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial. Os valores serão liberados aos trabalhadores que estão no Cadastro Único e não recebem Bolsa Família e para os que se inscreveram através do site e do aplicativo.

Quem recebe o Bolsa Família segue o calendário oficial do benefício. A segunda parcela dos beneficiários vai cair na conta nos últimos dez dias úteis de maio.

Caixa divulgou três calendários diferente para pagamentos do auxílio emergencial:

  • um deles é para quem se cadastrou para receber o Auxílio Emergencial via aplicativo ou do site;
  • um segundo para os beneficiários que recebem o Bolsa Família; e
  • um terceiro para os inscritos no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e mulheres chefes de família.

Os saques em dinheiro vão começar a ser pagos a partir da próxima segunda-feira, 27 de abril, para quem optou por receber através da poupança digital da Caixa. Antes disso, no entanto, os recursos poderão ser movimentados digitalmente.

Veja o calendário de saques (por grupo de beneficiários do auxílio)

1. Inscritos no aplicativo e site

primeira parcela para os inscritos no aplicativo e site foi iniciada no dia 14 de abril. Os pagamentos são feitos em até cinco dias úteis após o cadastro.

segunda parcela foi antecipada, conforme o calendário divulgado:

  • Quinta-feira – 23 de abril: vai sacar quem nasceu em janeiro e fevereiro
  • Sexta-feira – 24 de abril: vai sacar quem nasceu em março e abril
  • Sábado – 25 de abril: vai sacar quem nasceu em maio e junho
  • Segunda-feira – 27 de abril: vai sacar quem nasceu em julho e agosto
  • Terça-feira – 28 de abril: vai sacar quem nasceu em setembro e outubro
  • Quarta-feira – 29 de abril: vai sacar quem nasceu em novembro e dezembro.

terceira e última parcela do auxílio será paga em maio:

  • 26 de maio para nascidos de janeiro a março
  • 27 de maio para nascidos de abril a junho
  • 28 de maio para nascidos de julho a setembro
  • 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

2. Quem recebe o Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família vão receber nas mesmas datas e da mesma forma em que recebem esse benefício.

A primeira parcela do Auxílio Emergencial já foi paga àqueles cujo último dígito do NIS é igual a 1, 2 ou 3. Os demais seguem o calendário:

  • Quarta-feira (22): – 1.924.261 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 4
  • Quinta-feira (23): – 1.922.522 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 5
  • Sexta-feira (24): – 1.919.453 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 6
  • Segunda-feira (27): – 1.921.061 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 7
  • Terça-feira (28): – 1.917.991 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 8
  • Quarta-feira (29): – 1.920.953 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 9
  • Quinta-feira (30): – 1.918.047 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 0

Segunda parcela: últimos dez dias úteis de maio

Terceira parcela: últimos dez dias úteis de junho

3. Para os cadastrados no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família

primeira parcela deste grupo foi credita entre os dias 14 e 17 de abril. Outros 1,2 milhão de beneficiários cujos cadastros foram validados pelo Dataprev no último domingo recebem a partir do dia 22 de abril.

Segunda parcela:

  • 23 de abril para nascidos em janeiro e fevereiro
  • 24 de abril para nascidos em março e abril
  • 25 de abril para nascidos em maio e junho
  • 27 de abril para nascidos em julho e agosto
  • 28 de abril para nascidos em setembro e outubro
  • 29 de abril para nascidos em novembro e dezembro

Terceira e última parcela:

  • 26 de maio para nascidos de janeiro a março
  • 27 de maio para nascidos de abril a junho
  • 28 de maio para nascidos de julho a setembro
  • 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

Saques da poupança digital

Para evitar aglomerações, a Caixa liberou um novo calendário para os beneficiários que quiserem sacar em dinheiro o valor depositado nas poupanças digitais abertas para os trabalhadores. Veja as datas:

  • 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril – nascidos em marc?o e abril
  • 29 de abril – nascidos em maio e junho
  • 30 de abril – nascidos julho e agosto
  • 4 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 5 de maio – nascidos em novembro e dezembro

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70. Exigência excluída pela Câmara em 16/04/2020.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

A proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  • 1. O cidadão, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  • 2. Na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  • 3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  • 4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  • 5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  • 6. Feito isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  • 7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH;
  • 10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  • 11. Na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: Dois saques do PIS/PASEP são liberados com valor de até R$1.045

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
20 Comentários
  1. Djalmira Batista Orico Diz

    Negativo. Meu aplicativo é Android e estou em análise desde 8/04

  2. Monteiro Diz

    Estou a 7 dias tentando entrar neste App e também não consegui nada, e meu celular também é Android , aí o ministro vem com esse papo dizendo que quwm usa o sistema Android estão entrando normalmente. Vai te catar onix !!!

  3. CLAUDINE Diz

    Meu sistema é Android e desde sábado tento acessar o App caixatem mas não consigo, e aí qual o problema?

  4. Calvina Diz

    Essa informação não procede não!! Meu Android não consegue acessar também, desde o dia 15 aprovado e com a conta social digital aberta, mas só consigo acessar o App de madrugada, nos horários de funcionamento do banco e simplesmente impossível! O que era pra ser um “socorro” está dando muita dor de cabeça e sendo muito angustiante para quem realmente precisa. Além disso, pessoas que nem tem direito receberam, inclusive FUNCIONARIOS PUBLICOS! Quem realmente precisa está a ver navios!

  5. Delmira ribeiro de aquino Diz

    Fiz meu cadastro pra caixa digital tem dia 7 já fez 15dias até hoje fala que foi aprovado desde segunda mas não liberou o dinheiro acho injusto pois os mais velhos que precisam ainda não recebeu o vagabundo que vive nas drogas já receberam

  6. Tayane Diz

    Meu sistema é android e também nunca consegui acessar o app, benefício já aprovado, mais nunca consegui.

    1. Mária de Fatima de Araújo Silva Diz

      Consegue acessar as 2:00 da manhã e quando fui transferir o dinheiro, não consegui devido ao horario. E eu já possuo conta poupança na caixa e não entendi porque abriram outra, era só ter depositado lá.

  7. Sérgio Marques Borges Ramos Diz

    Estou em liberdade condicional e estou em dia com a justiça só que eu não posso votar e me cadastrei para receber o auxílio emergencial á mais de quinze dias eu consulto más só fala que estou em análise.

    1. Sérgio Marques Borges Ramos Diz

      E gostaria de saber se eu tenho direito ao auxílio emergencial pois sou ajudante geral de pintura e estou sem emprego e sem bicos pois é o que eu faço pra sobreviver…

  8. Adilson Diz

    O meu telefone não e aí fone mais não recebi meu login de confirmação já faz 4 dias EAI vai fala agora que é a operadora agora?

    1. Roberto Diz

      Boa noite
      Eu fiz o meu cadastro no dia 7/04 até hoje está em análise. Eu encaixo em todos requisitos do governo, é também sou contribuinte individual (INSS). O que eu tenho que fazer para receber.

  9. Daisy Diz

    Palhaçada então só ganha quem tem bolsa família. Quantas mulheres casadas fizeram cadastros e não colocaram o nome de seus conjugue é ganharam tirando de quem precisa. Palhaçada tem muita gente que precisa e não está ganhando.muita desorganização.é decepcionante.

  10. Ana Diz

    Sério isso! Vocês acham mesmo que pobre tem iPhone?? Isso e mentira o app não funciona mesmo em nenhum aparelho! Parem de contar mentira e resolvam o problema.

  11. Josiene Diz

    Estou tentando concluir o cadastro no caixa tem e não consigo porque o aplicativo não abre desde segunda feira agora faltou só cadastrar o código enviado por telefone que é do amigo meu e não consigo mais acessar

  12. Roseli Diz

    Meu celular é Android, e mesmo assim não consigo acessar o app caixa tem. Na sexta feira passada, qdo liberou meu auxílio, só consegui acessar na madrugada, optei por transferência, o app informa k será feito no primeiro dia útil, mas até agora não caiu o dinheiro. E não consigo a acessar o caixa tem de jeito nenhum, nem na madrugada. O que pode ser feito nessa situação? A gente sem dinheiro e essa demora só nos deixa com mais problemas.

  13. Vanessa Dias Diz

    Boa noite.. nao estou conseguindo acessar o aplicativo para ver meu saldo. Nao tenho conta em banco e tb nao recebo bolsa familia..nao sou casada e tb pago aluguel e ainda tenho uma filha de 10 anos.. to precisando muito. Ja tem 15 dias que fui aprovada e nao consigo acessar pra fazer a tranferencia

  14. Angela Diz

    Consegui entrar no caixa tem na segunda feira dia 20/04 fiz a transferência para o Banco Itau e ate hohe não entrou o crédito. E agora nao consigo entrar mas no caixa tem. E meu telefone e Android. O que devo fazer?

    1. Aliana Diz

      Liguei no 111 e de acordo com a gravação o valor ja foi depositado desde o dia 16/04, porém não consigo baixar o app pois aparece a msg que o dispositivo não é compatível com a versão. Mande e-mail para o desenvolvedor e até agora nada de resposta, minha mãe já possui uma conta poupança da caixa e a msm não foi localizada assim eles criaram essa tal conta social digital. Detalhe minha mãe foi em uma agência dia 22/04 porém la alegaram não ter acesso para transferência para essa conta que ela ja possui e mesmo quando liberarem o saque será preciso entrar no app para gerar um código. Enfim não sei o que fazer!

  15. Neuba Diz

    Olá, boa noite ! Muitos que fizeram o cadastro pelo o aplicativo e foi aprovado e que cadastrou sua conta seja ela da caixa ou outras instituições financeiras não receberam ainda nem a primeira parcela. O que essas pessoas devem fazer? Elas ainda vão receber?

  16. maico Diz

    Android tbm

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.