Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa: Seguro-desemprego pode ser pago na conta poupança social digital

Agora, os cidadãos que não indicaram uma conta no requerimento de pagamento do seguro-desemprego e não possuem outra espécie de poupança na Caixa Econômica Federal, devem receber o benefício via poupança social digital do aplicativo Caixa Tem.

Dessa forma, as contas digitais serão abertas automaticamente pela instituição financeira. O processo não exige documentação específica ou comparecimento do cidadão à agencia da Caixa.

“Para quem já tem outro tipo de conta na Caixa, os créditos serão realizados nas contas existentes e os valores poderão ser movimentados com a utilização do cartão da conta ou ainda pelo Internet Banking ou pelo aplicativo do banco. Nos casos em que o valor do Seguro-Desemprego não possa ser creditado em conta existente ou em conta poupança social digital, o trabalhador poderá realizar o saque com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, além das agências”, explicou em nota a instituição financeira.

Seguro-desemprego

O seguro-desemprego é um benefício que tem como objetivo ajudar trabalhadores que foram dispensados do emprego sem justa causa. O auxílio é em dinheiro e pode ser distribuído em quatro ou cinco meses, alternadas ou consecutivas. O valor e a quantidade de parcelas variam conforme o tempo de trabalho e a remuneração mensal no exercício do trabalho.

A Caixa é a responsável em gerenciar os pagamentos deste benefício. Os recursos para o seguro-desemprego sãos extraídos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O benefício auxilia, ainda, o pescador artesanal, empregado doméstico e o trabalhador resgatado. Para este, o valor é de um salário mínimo.

O cidadão que têm direito ao seguro-desemprego é o:

  • Trabalhador com vínculo empregatício formal e doméstico, visto que a dispensa foi sem justa causa, ou indireta;
  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso devido a participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo próprio empregador;
  • Pescador profissional com tempo considerável;
  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.