Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa anuncia redução de juros dos financiamentos imobiliários; Saiba como ficou

A Caixa Econômica Federal anunciou que os cidadãos poderão contrair financiamentos para a casa própria com juros menores. O banco realizou uma redução dos juros do crédito imobiliário e igualou as taxas do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) para as operações contratadas a partir do dia 10 de julho.

A taxa mais alta cobrada pelo banco caiu de 11% ao ano mais a Taxa Referencial (TR, atualmente em zero) para 9,75% ao ano mais a TR. A taxa mais baixa, paga pelos correntistas ou quem tem algum tipo de relacionamento com a Caixa, passou de 8,75% ao ano mais TR para 8,5% ao ano mais TR. Atualmente, a Caixa tem cerca de 70% do crédito imobiliário do país.

O banco unificou as taxas do SFH e do SFI. O primeiro é voltado para os financiamentos de imóveis de menor valor e tem parte das unidades financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), enquanto o segundo é para quem tem imóveis com valor acima de R$ 1,5 milhão sem cobertura do FGTS.

Por abranger unidades mais caras, tradicionalmente o SFI cobrava juros mais altos que o SFH. As novas taxas valerão não apenas para a aquisição de imóveis novos, mas também para o financiamento de imóvel usado, a compra de terreno para construção, a construção em terreno próprio, além de ampliações e reformas.

Além disso, o banco revelou que vai renegociar dívidas imobiliárias de pessoas físicas. Quem estiver devendo poderá pagar uma entrada à vista e incorporar as parcelas atrasadas nas prestações seguintes.

O tomador de empréstimo poderá abater das prestações o saldo do FGTS ou mudar a data de vencimento das parcelas. De acordo com o banco, o cliente também poderá procurar uma agência para tentar um acordo personalizado.

A Caixa está disposta a perdoar multas em alguns contratos. Conforme a Caixa, a renegociação beneficiará 600 mil famílias devedoras, com potencial de alcance de 2,3 milhões de pessoas.

Caixa disponibiliza cartão de crédito sem anuidade e com baixa taxa de juros

A Caixa Econômica Federal, em parceria com a Elo, lançou um novo cartão de crédito para aposentado ou pensionista do INSS, com menos de 75 anos, que quer curtir a vida com toda a segurança. De acordo com o banco, o cartão oferece as mesmas facilidades dos cartões de crédito convencionais para você fazer suas compras em lojas físicas e pela internet, no Brasil ou no exterior.

Ainda de acordo com o banco, o cartão conta com a facilidade do desconto de parte do pagamento da fatura, referente à margem de 5% no benefício INSS, sendo essa a principal diferença em relação ao cartão de crédito convencional: parte do valor da fatura é descontado automaticamente no benefício!

Além disso, 95% do limite de crédito pode virar dinheiro na conta, basta solicitar no momento da contratação. Sobre esse valor, incorre a cobrança de juros rotativos, mais IOF contabilizados do dia do crédito em conta ao dia do pagamento da fatura.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. Paulo Henrique Loureiro Diz

    Para os contratos antigos, haverá negociação? Ou teremos que ficar inadimplente pra ter o benefício de desconto?

  2. Gilcimar Viguini Diz

    Teria que dar desconto para quitação de imóvel, já que segundo Paulo Guedes a caixa não é para obter lucros

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.