Caixa admite erro e faz duas cobranças em parcelas da casa própria. Veja como resolver

Por meio de nota, Caixa Econômica Federal admitiu que um erro tecnológico acabou gerando duas cobranças por cliente

Imagine que você vai checar a sua conta e percebe que o banco fez duas cobranças de uma mesma parcela e já realizou o desconto dobrado? Esta foi a situação vivida por mais de 2 mil clientes da Caixa Econômica Federal neste mês de dezembro. Alguns deles usaram as redes sociais para fazer a denúncia.

O banco decidiu se pronunciar sobre o ocorrido na tarde desta sexta-feira (8). De acordo com a Caixa, duas cobranças foram feitas ao mesmo tempo por causa de um erro tecnológico. Quem estava com o pagamento cadastrado em débito automático, acabou tendo as duas cobranças descontadas de uma só vez.

O que disse a Caixa

De acordo com o banco, o erro tecnológico no sistema acabou gerando duas cobranças para um grupo específico de contratos habitacionais. A instituição financeira disse ainda que o número exato de clientes prejudicados foi de 2.048 pessoas, o que representaria 0,03% da sua carteira de financiamento imobiliário.

O banco disse ainda que já está adotando medidas para regularizar a situação, e evitar que o problema se repita. Por fim, a Caixa Econômica Federal afirmou que vai estornar o valor da cobrança feita indevidamente, e o dinheiro estará de volta nas contas dos usuários prejudicados em até dois dias.

Mudanças na Caixa

Vale frisar que a Caixa Econômica Federal já está sob nova direção. Carlos Vieira assumiu o posto de presidente do banco, na cadeira que estava sendo comandada por Rita Serrano. Na prática, Lula retirou uma indicação pessoal, para colocar um nome do grupo político conhecido como centrão.

De todo modo, o fato é que o novo presidente do banco não assumiu o cargo prometendo muitas mudanças. Em entrevistas recentes, ele seguiu afirmando que vai manter os estudos que já estavam sendo realizados sobre novos projetos internos da Caixa Econômica Federal. Um dos pontos que seguem sendo estudados é o uso do Drex.

Caixa admite erro e faz duas cobranças em parcelas da casa própria. Veja como resolver
Carlos Vieira é o novo presidente da Caixa. Imagem: José Cruz/ Agência Brasil

Drex para Bolsa Família

Em breve, usuários do programa Bolsa Família poderão receber o saldo mensal do programa social através do Drex, a nova tecnologia desenvolvida pelo Banco Central (BC). Segundo informações de bastidores, a Caixa Econômica Federal quer usar este sistema para realizar as liberações do benefício.

A solução, aliás, poderia ser aplicada não apenas aos pagamentos do Bolsa Família, mas também a outros benefícios, como o seguro-desemprego, e o seguro-defeso.

“Quando o Drex passa para o cartão, já é registrado no sistema da Caixa que aquele benefício foi pago no token offline”, disse o vice-presidente de Finanças e Controladoria da Caixa, Marcos Brasiliano, em entrevista ao Valor Econômico.

O Drex é uma espécie de plataforma blackchain, que tem como objetivo abarcar as transações do sistema financeiro do Brasil. O plano do Banco Central é tokenizar o real para possibilitar compras e vendas através deste sistema.

Entre outros pontos, o Drex também poderá ser usado de maneira offline. No caso específico do Bolsa Família, por exemplo, o usuário poderia movimentar a quantia mesmo que ele não tenha acesso a internet, por exemplo.

Por este modelo, sempre que o beneficiário usar o cartão do Bolsa Família, o Drex vai ser transferido via criptografia de dados para a maquininha do vendedor. É neste momento que o saldo vai ser descontado.

Tais informações ficarão armazenadas localmente até que a maquininha tenha, em algum momento posterior, conexão com internet. “A atualização dessa transação [para o banco] se daria no momento em que a maquininha tivesse conexão à rede de internet”, diz Brasiliano.

“No momento em que esse ator [o dono da maquininha] estiver online, é a hora que ele de fato vai receber o dinheiro no banco, que toda a cadeia de informações será atualizada”, complementa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.