Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

CadÚnico: Como fazer, consultar e quais benefícios podem ser concedidos

Por meio do cadastro, o Ministério da Cidadania tem acesso a informações de cada pessoa cadastrada, tais como a renda, escolaridade, situação de trabalho e residência.

O Cadastro Único é um registro que deve ser incluído no sistema do Governo Federal, para identificar as famílias de baixa renda existentes no país. Por meio do cadastro, o Ministério da Cidadania tem acesso a informações de cada pessoa cadastrada, tais como a renda, escolaridade, situação de trabalho e residência.

Esse cadastro, possibilita e facilita o processo de concessão a programas sociais concedidos pelo Governo. Desta forma, as famílias que se encaixam em alguns deles, podem ser beneficiadas.

Benefícios sociais que o Cadastro Único garante

  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Auxílio Emergencial;
  • Bolsa Família;
  • Bolsa estiagem;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI?;
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único?

Os cidadãos que desejam se inscrever no CadÚnico, precisam:

  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550); ou
  • Ter renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); ou
  • Possuir renda superior a três salários mínimos, desde que o registro esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

Como fazer o cadastro?

O cidadão pode comparecer em uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de sua cidade para realizar o cadastro. Caso o desejo é registrar a família completa, os dados de cada membro devem ser apresentados.

Sendo assim, o chamado Responsável pela Unidade Familiar (RF), precisa:

  • Ser membro da família, morar na mesma casa, ter pelo menos 16 anos de idade e ser, preferencialmente, mulher;
  • Apresentar seu CPF ou Título de Eleitor;
  • Mostrar ao menos um documento de identificação de cada membro da família, como certidão de nascimento ou casamento; CPF; RG; certidão administrativa de nascimento do indígena, RANI; carteira de trabalho; ou título de eleitor); e
  • Comprovante de residência, caso seja exigido para o preenchimento do cadastro.

 Como consultar o CadÚnico?

Para verificar a situação no sistema do CadÚnico, o cidadão pode acessar o site do Ministério do Desenvolvimento Social em “Consulta Cidadão Cadastro Único”. Na ocasião, será necessário informar o nome completo, a data de nascimento e o nome da mãe.

Além desse meio, o cadastrado também pode realizar a consulta pelo aplicativo de celular “Meu Cadúnico” ou por telefone ligando para 0800 707 2003. No último caso, a ligação é gratuita e pode ser realizada das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 16h durante os finais de semana e feriados.

Veja também: FGTS 2021: CAIXA vai liberar a distribuição do lucro aos trabalhadores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.