Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsonaro afirma que paga ‘até R$ 1.000’ se auxílio emergencial sair do salário de deputados

Atualmente o auxílio emergencial paga três parcelas de R$ 600

Ontem, 9 de junho, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a prorrogação do auxílio emergencial e o valor das duas novas parcelas. Atualmente, o auxílio paga três parcelas de R$ 600. As duas novas parcelas devem ser de valor menor.

O presidente afirmou que sua ideia, assim como de sua equipe econômica, é de pagar mais duas parcelas de R$ 300. Ele relembrou que há parlamentares que desejam que as duas novas parcelas sejam de R$ 600. “Se tirar dos salários dos parlamentares, tudo bem, por mim eu pago até R$ 1.000”, disse o presidente. A declaração foi dada após a reunião que aconteceu no Palácio da Alvorada com o conselho do governo.

Bolsonaro alegou que não devem deixar o grupo beneficiado “sem emprego e sem auxílio. Agora, auxílio tem limite”. Ele também afirmou que não há chance da dívida brasileira continuar crescendo como está.

Paulo Guedes, ministro da Economia, havia afirmado durante a reunião que o benefício seria prorrogado em dois meses, mas sem citar o valor. Mesmo sem confirmar valor, as duas novas parcelas de R$ 300 é a opção mais provável.

Atualmente, a Caixa está no processo de liberação de saque e transferência para quem recebeu a segunda parcela.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. J Campos Diz

    Não se preocupe, Sr. Presidente, que isso eles não vão deixar, pois só fazem graça com o chapéu dos outros. Mulambada!

    1. Zangado Diz

      Com certeza!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.