AUXÍLIO-GÁS volta no mês de AGOSTO para a alegria dos brasileiros; veja calendário e o valor

O Auxílio-Gás é um dos principais benefícios pagos pelo Governo Federal às famílias em vulnerabilidade social do país. O benefício foi criado em 2021, durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, e continua assistindo milhões de pessoas no Brasil em 2023.

Os segurados do Auxílio-Gás aguardam ansiosamente pelo pagamento da próxima parcela do benefício. O governo Lula está garantindo o repasse de 100% do valor médio nacional do botijão de gás de 13 quilos aos beneficiários. Assim, as famílias ficam livres de preocupação com o gás de cozinha.

Em junho, o governo federal pagou uma parcela de R$ 109 a 5,62 milhões de pessoas inscritas no Auxílio-Gás. Os repasses aconteceram através da Caixa Econômica Federal, que realiza o pagamento de auxílios sociais e direitos trabalhistas no país.

Neste mês de julho, os repasses do Auxílio Gás foram interrompidos, mas os usuários já sabiam que isso iria acontecer. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, o pagamento do benefício ocorre bimestralmente, ou seja, a cada dois meses. Por isso que não houve repasses em julho.

Próxima parcela do Auxílio Gás

A retomada dos pagamentos do Auxílio-Gás só ocorrerá em agosto. Até 2024, o governo ainda realizará repasses em outubro e dezembro, seguindo a lógica dos repasses a cada dois meses.

Cabe salientar que o pagamento das parcelas segue a numeração final do Número de Identificação Social (NIS), nos 10 últimos dias úteis do mês. Assim, um novo grupo tem acesso ao valor em suas contas a cada dia útil.

Veja abaixo o calendário de pagamentos do Auxílio-Gás em agosto de 2023:

  • NIS de final 1: dia 18 de agosto (sexta-feira);
  • NIS de final 2: dia 21 de agosto (segunda-feira);
  • NIS de final 3: dia 22 de agosto (terça-feira);
  • NIS de final 4: dia 23 de agosto (quarta-feira);
  • NIS de final 5: dia 24 de agosto (quinta-feira);
  • NIS de final 6: dia 25 de agosto (sexta-feira);
  • NIS de final 7: dia 28 de agosto (segunda-feira);
  • NIS de final 8: dia 29 de agosto (terça-feira);
  • NIS de final 9: dia 30 de agosto (quarta-feira);
  • NIS de final 0: dia 31 de agosto (quinta-feira).

Qual será o valor do auxílio em agosto?

A saber, a expectativa é que o valor das parcelas se mantenha no mesmo patamar de junho, entre R$ 109 e R$ 112. Confira abaixo o valor do Auxílio-Gás pago em 2023:

  • Fevereiro: R$ 112;
  • Abril: R$ 110;
  • Junho: R$ 109.

Para quem não sabe, o governo analisa a base de dados do levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em síntese, a entidade divulga o valor médio nacional que o gás de cozinha teve em cada mês, e é a partir desse dado que o governo determina o valor da parcela do benefício.

Na semana passada, o preço médio do gás de cozinha caiu para R$ 101,86 no país. Isso quer dizer que o governo poderia até mesmo reduzir o valor da parcela paga. No entanto, isso não deverá acontecer, pois as parcelas estão vindo levemente acima do valor médio nacional.

Beneficiários torcem para que a parcela do Auxílio-Gás continue elevada em agosto
Beneficiários torcem para que a parcela do Auxílio-Gás continue elevada em agosto. (Imagem: Agência Brasil).

Quem pode receber o Auxílio Gás?

Em resumo, o pagamento do Auxílio-Gás é feito apenas para as pessoas que atenderem os seguintes requisitos:

  • Estar com a inscrição ativa no CadÚnico; e
  • Ter renda familiar mensal de até meio salário mínimo (R$ 660) por pessoa; ou
  • Possuir algum membro residente do domicílio que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Além disso, a lei que criou o programa social também estabeleceu que o auxílio deverá ser concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

Embora essas informações sejam muito positivas e indiquem muitas possibilidades para a inclusão de beneficiários no Auxílio-Gás, a realidade no país é bem diferente. Muitas pessoas atendem todos os requisitos, mas não conseguem a aprovação do benefício.

De todo modo, cabe salientar que os usuários do Bolsa Família têm preferência para receber o auxílio. Contudo, isso não é garantia para a aprovação do Auxílio-Gás. Na verdade, a única coisa que resta aos beneficiários é aguardar todos os meses para saber se irão receber o auxílio.

Faça o cadastro no Auxílio Gás pela internet

As pessoas que atendem os requisitos para receber o Auxílio-Gás devem seguir os passos abaixo para se cadastrarem e tentarem ser incluídas na folha de pagamento do benefício. Isso pode ser feito pela internet, o que facilita a vida dos brasileiros. Veja como se inscrever:

  • Baixe o aplicativo do Cadastro Único no smartphone;
  • Faça o pré-cadastro pelo aplicativo, informando os dados das pessoas que fazem parte da família;
  • O responsável familiar terá até 120 dias para ir ao Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

O terceiro passo só pode ser feito presencialmente. No CRAS, o responsável familiar deverá apresentar obrigatoriamente o CPF ou o título de eleitor para realizar o cadastramento. Já para os demais membros da família, o responsável deve apresentar qualquer um dos documentos abaixo:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

No CRAS, o responsável familiar passará por uma entrevista, com questionamentos sobre rendimentos, despesas e características do domicílio e dos membros da família. Após a entrevista, o cidadão receberá o Número de Identificação Social (NIS), caso ainda não tenha.

Por fim, as famílias só poderão participar de programas sociais se estiverem inscritas no CadÚnico. Para saber se a pessoa receberá o benefício, bem como o valor da parcela de agosto, só precisará ficar ligada nos canais oficiais do governo federal:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.