Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio: fraudes de mulheres são mais difíceis de serem descobertas, diz CGU

O Ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, disse em entrevista que algumas fraudes no Auxílio Emergencial são especialmente mais difíceis de serem descobertas. Ele citou, por exemplo, alguns golpes de mulheres que informam que são solteiras e que na verdade vivem com os maridos.

“Tem algumas (fraudes) que são mais difíceis de detectar, por exemplo, como eu vou saber se uma mãe cuida daquele filho sozinha ou não?”, disse ele em entrevista para o programa Sem Censura, da TV Brasil. De acordo com ele, o Governo não tem ferramentas para descobrir se aquela mulher está falando a verdade ou não.

Explica-se: do ponto de vista do Auxílio Emergencial, a informação sobre o estado civil da mulher pode fazer toda a diferença. É que as mulheres que cuidam de filhos menores de idade sozinhas possuem o direito de receber mais. Este ano, por exemplo, essas mulheres recebem o maior valor do programa, que é o de R$ 375.

Acontece que algumas dessas mulheres podem alegar que são solteiras sem necessariamente estarem sozinhas. Para isso, basta não se casar oficialmente em um cartório civil. Assim, ela vai poder viver com o marido e mesmo assim se registrar no programa como uma mulher solteira que cuida de filhos menores de idade.

De acordo com membros da CGU, isso se trata de uma fraude assim como qualquer outra. E nesse sentido, se entende que algumas pessoas acabam fazendo exatamente isso na hora de se registrar no programa Bolsa Família. Apesar de ser difícil, essas cidadãs também podem ser pegas e estão propensas a perderem o benefício.

Fraudes no Auxílio

Nesta mesma entrevista, o Ministro da CGU disse também que o Governo Federal evitou a perda de R$ 7,1 bilhões em pagamentos indevidos no Auxílio Emergencial do ano passado. Pelo menos essa é a estimativa oficial.

Ele explicou que a CGU conseguiu salvar esse montante justamente ao cancelar as contas de milhares de pessoas no ano passado. Assim, se entende que esses brasileiros poderiam tirar ainda mais dinheiro do Governo de forma indevida.

Ainda não há, no entanto, uma estimativa do tamanho das possíveis fraudes no Auxílio Emergencial este ano. Acontece que a CGU ainda não entregou as informações. O que se sabe mesmo é que o Governo aumentou o nível de segurança para evitar ao máximo que esses golpes sigam acontecendo.

Prorrogação

Inicialmente o que se sabe até aqui é que o Auxílio Emergencial de 2021 tem quatro parcelas. Dessa forma, o programa deve seguir fazendo pagamentos até o próximo mês de julho. No entanto isso deve mudar.

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Governo Federal deve anunciar uma prorrogação do programa pelo menos por mais dois ou três meses. O próprio Presidente Jair Bolsonaro deverá fazer esse anúncio.

Segundo informações de bastidores, a prorrogação do Auxílio deve seguir com os mesmos 39,1 milhões de beneficiários. Além disso, os valores seguirão os mesmos. Serão mais duas ou três parcelas de montantes que variam entre R$ 150 e R$ 375.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.