Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Auxílio Emergencial: veja quem pode sacar quarta parcela nesta sexta, 13

De acordo com o calendário oficial do Auxílio Emergencial, mais um grupo de trabalhadores pode sacar quarta parcela

Mais um grupo de trabalhadores ganhou o direito de sacar a quarta parcela do Auxílio Emergencial. Nesta sexta-feira (13) é a vez daqueles que nasceram no mês de setembro. De acordo com informações da própria Caixa Econômica Federal, o dinheiro está na conta deles desde as primeiras horas da manhã.

Os informais desse grupo na verdade receberam o montante da quarta parcela do Auxílio Emergencial ainda no último dia 27 de julho. Naquele primeiro momento, no entanto, eles só podiam usar a quantia de forma digital. E para isso, ainda de acordo com informações da Caixa, eles precisavam usar o app Caixa Tem ou ainda o Internet Banking.

De lá até aqui, esses usuários só podiam usar o dinheiro para realizar algumas atividades específicas. Era possível pagar boletos e até mesmo fazer algumas compras online ou presenciais. O fato, no entanto, é que nem todos os estabelecimentos aceitavam essa quantia do Auxílio, o que limitava as opções dessas pessoas.

A partir de agora, no entanto, isso mudou. Quem nasceu em setembro pode se dirigir até um banco e retirar o dinheiro em espécie. Quem não gastou nada dessa quarta parcela de maneira digital, vai agora ter a possibilidade de retirar a quantia de forma integral. E agora não terá mais nenhum impedimento para o uso do montante.

De acordo com o Ministério da Cidadania, pouco mais de 2 milhões de pessoas fazem parte deste grupo de trabalhadores. No entanto, nem todos irão realizar os saques. Isso acontece justamente porque muita gente optou por usar a quantia de forma digital. O saque não é portanto uma prática obrigatória dentro do Auxílio Emergencial.

Não é o último saque

O plano inicial do Governo Federal era pagar apenas quarta parcela desse programa. Assim, como os pagamentos começaram em abril, o objetivo final era terminar tudo até, no máximo, o último mês de julho.

Entretanto o Governo esqueceu de combinar isso com a pandemia. E como os níveis de mortes e de novos casos seguiu crescendo, então eles acharam por melhor prorrogar os pagamentos do benefício por mais três meses.

Com a mudança, dá para dizer que o Auxílio Emergencial vai seguir fazendo repasses até, pelo menos, o próximo mês de novembro. Pelo menos essa é a ideia. Logo depois, o plano é começar os pagamentos do novo Bolsa Família.

Auxílio Emergencial

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros são usuários do Auxílio Emergencial neste momento. Esse número não deve sofrer grandes alterações nos meses adicionais do projeto.

Na verdade, pouca coisa vai mudar durante a prorrogação do benefício. Membros do próprio Governo Federal estão garantindo isso. Os valores do programa, por exemplo, deverão seguir os mesmos nos meses adicionais.

Segundo informações do Ministério da Cidadania, o patamar de pagamentos do Auxílio Emergencial varia atualmente entre R$ 150 e R$ 375. Esses valores não irão passar por um alteração. Pelo menos é isso o que o Governo Federal está garantindo.

5/5 - (1 vote)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.