Quebra de paradigmas na empresa: O que isso quer dizer?

Quebra de paradigmas na empresa: O que isso quer dizer?

quebra de paradigmas na empresa pode fazer toda a diferença no crescimento da mesma. É essa quebra que abre novos caminhos, mais promissores e alinhados eticamente, além de fazer com que todas as pessoas, envolvidas com a empresa, possam crescer.

Pensando nisso, trouxemos neste guia algumas reflexões importantes sobre o assunto. Acompanhe e fique por dentro desse tema. 🙂

O que é quebra de paradigmas na empresa?

Antes de qualquer coisa, precisamos compreender e conceituar o que é um paradigma, certo? Basicamente, um paradigma pode ser compreendido como uma ideia enraizada nas pessoas, isto é, uma crença.

Essa crença nada tem a ver com religiosidade, mas sim, tem a ver com acreditar que algo só funciona de determinada maneira, e pronto.

A nível de exemplo, imagine quem inventou o computador… Se essa pessoa não tivesse quebrado o paradigma interno e pensado que a tecnologia poderia mudar o mundo, talvez ela tivesse desistido de sua empreitada.

Veja, portanto, que acreditar que “do jeito que está, tá bom”, não necessariamente é algo positivo. Afinal, é possível que boas chances de mudança passem despercebidas.

Em suma, podemos dizer que quebrar paradigmas na empresa é justamente isso: dar uma chance ao novo e não permitir que exista uma única forma, imutável, de fazer alguma coisa.

Por que essa quebra de paradigmas é importante?

É através da quebra de paradigmas na empresa que uma equipe e todo um negócio pode se desenvolver. É como diz o ditado: se queremos um resultado diferente, não podemos repetir a mesma coisa sempre.

Sendo assim, essa quebra de paradigma pode:

  • Trazer novas e promissoras formas de resolver problemas: Afinal, as pessoas terão mais liberdade criativa para pensar sobre soluções e formas de lidar com as mais diversas situações cotidianas. Logo, aqueles métodos extremamente antigos e enraizados (e até autoritários!) vão deixando de existir, dando espaço para uma atuação mais fluída e, até mesmo, saudável.
  • Quebrar com preconceitos enraizados: Os preconceitos também são quebrados a partir disso, uma vez que o preconceito, por si só, é um paradigma enraizado na vida e na mente das pessoas. Assim, com essa quebra de paradigmas, não há distinção entre as pessoas e todos têm o poder de dar boas ideias para o negócio crescer.
  • Fortalecer mudanças positivas: As mudanças positivas, em um primeiro momento, tendem a parecer mais “radicais” e “fora de cogitação”. Isso porque a nossa mente nunca está plenamente preparada para uma mudança – ela prefere o mesmo. Com a quebra de paradigmas na empresa, é possível dar mais voz a essas mudanças, viabilizando um crescimento mais sólido e exponencial.
  • Permitir que ideias se desenvolvam sem serem “podadas”: Muitas ideias surgem em momentos inesperados, e baseadas, inclusive, em conceitos “estranhos”. Mas, com a quebra de paradigmas é possível diminuir os episódios onde essas ideias são barradas e podadas. E assim, é possível percorrer um caminho muito mais promissor na hora de construir soluções positivas e em conjunto com todos os colaboradores.

E aí, você já quebrou um paradigma hoje? Tem alguma crença enraizada que sabe que deve ser repensada? Reflita com a gente!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.