Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (3 votes)

Auxílio emergencial será afetado com nova decisão do Governo Federal. Entenda!

Ministério da Saúde decidiu retirar o estado de emergência da pandemia no Brasil, e isso afeta um possível retorno do Auxílio Emergencial

Neste momento, um possível retorno dos pagamentos do Auxílio Emergencial se torna uma realidade um pouco mais distante. Nesta segunda-feira (18), o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o Brasil vai sair do sistema de estado de emergência por causa da melhora nos números da pandemia do coronavírus em solo nacional.

Mas, o que isso tem a ver com os pagamentos do Auxílio Emergencial? Segundo informações que circulam pelo Ministério da Economia, um ponto tem total relação com o outro. Isso porque a decisão da pasta da saúde joga panos quentes na ideia de que a situação do país em relação ao período pandêmico estaria piorando.

Ainda no final do ano passado, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que existia a possibilidade de retorno do Auxílio Emergencial. No entanto, ele deixou claro que isso só aconteceria caso a situação da pandemia piorasse no Brasil. Com a decisão do Ministério da Saúde, fica claro que não é isso o que está acontecendo.

A avaliação dentro do Palácio do Planalto é que o Auxílio Emergencial foi criado para ajudar as pessoas que não estavam conseguindo trabalhar por causa dos fechamentos de serviços que se tornaram realidade em vários estados. O intuito era diminuir a disseminação do vírus no país naquele momento.

Com a diminuição no número de casos,  poucos serviços estão fechados neste momento. Nesta semana, por exemplo, cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, deverão realizar o carnaval que havia sido adiado em março. Cidades importantes do nordeste também confirmaram a realização das festas juninas este ano.

Auxílio Brasil segue

No entanto, a decisão do Ministério da Saúde  não afeta o Auxílio Brasil em nenhum ponto. De acordo com o Governo Federal, esse programa foi criado para se tornar fixo independente da situação da pandemia.

Então mesmo que os números do coronavírus voltem a piorar ou passem por uma grande melhora, a situação do Auxílio Brasil seguirá inalterada. Neste momento, o programa atende pouco mais de 18,06 milhões de pessoas. Todas recebem pelo menos R$ 400 por mês.

As regras em evidencia seguirão valendo pelo menos até o fim deste ano. A partir de 2023, o Auxílio Brasil poderá contar com novas regras, porém, isso não aconteceria por causa da pandemia e sim por causa do fim da validade da Medida Provisória (MP) que cria o benefício.

Período de calamidade pública

Vale lembrar que o período de emergência que o Brasil vivia não permitia gastos para além dos previstos no orçamento do ano. A decisão do Ministério da Saúde apenas afasta ainda mais as chances de que essa permissão possa acontecer.

Durante boa parte do ano de 2020, o país entrou em uma espécie de período de calamidade pública. Com a decisão do Congresso Nacional, o Governo teve liberdade para gastar para além do teto de gastos públicos.

Foi justamente por isso que o Planalto conseguiu pagar benefícios de R$ 600 e de até R$ 1,2 mil por mês no Auxílio Emergencial. Os números caíram em 2021 porque na nova fase do programa, o país não estava mais no período de calamidade pública.

3.7/5 - (3 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

9 Comentários
  1. Claudia Diz

    Eu estou desempregada e com 3 crianças sei que minha obrigação sustentalo mais minhas vendas diminuirão muito perdi minha loja ..já que o governo está ajudando então e meu direito estou dentro dos critérios…o auxílio estava me ajudando a comprar o material para mim trabalhar em casa…agora estou um pouco apertada pois não contava com este bloqueio …sem nem um motivo me disseram que iam atualizar meus dados e demora de 2 a3 meses…sabe eu acho que se o governo bloquear 50%de quem estáva recebendo por mais que seja de direito da pessoa aí fica 3meses sem pagar estas pessoas os 400 reais meus amigos vão voltar para os cofres muito dinheiro destas pessoas vocês concordam que isso e de propósito?

  2. Raimundo Aildo Santos de Lima Diz

    Sem uma justificativa plausíve o governo cancelou milhares de auxílio emergências sob alegações das mais estúpidas possíveis será que governo não tem competência para saber quem está desempregado e ferrado se não tem basta ele verificar o nós de cada cidadão que ele verá quem está trabalhando de forma legal agora cortar o auxílio e nos humilhar bem pleno ano de eleição isso foi um tiro pé do governo federal não apoiamos ladrão mais aceitaremos ser humilhado dessa forma covarde como está agindo ficam humilhado nos postos dos CRAS e nem assim o governo consegue ver quem realmente precisa é lamentável isso capitão você agiu covardemente nesse caso.

  3. Kamylla Diz

    Uma enrolada danada pra liberar esse auxílio emergencial pra todos. A população ficou sem trabalho e as coisas só aumenta a cada dia.

  4. Rosana luiza da silva Diz

    Eu ano passado recebi mais esse ano não recebi

  5. Rosilda Diz

    Precisamos e de empregos e salários dignos para poder manter pelo menos nosso pão de cada dia .

  6. Maria Elisa Diz

    Eu não estou vendo como nós que precisamos do auxílio emergencial vamos fazer pq não a explicação decente para que possamos entrar pq ninguém informa nada direito.

  7. Damião Pinheiro Diz

    Eu quero estou sem trabalhar

  8. Danielly Diz

    Esse governo não me representa como cidadã. O Queiroga querer dizer que o povo não precisa de auxílio emergencial? Só os públicos do Auxílio Brasil? Será mesmo? Quem é ele pra decidir. Vocês humilham quem trabalhou muito e hoje se encontra desempregados. E não temos direitos? Só os escritos nesses programas? Vocês acham que somos ricos? Pior GOVERNO, E NUNCA VI TANTAS NOTICIAS RUINS SOBRE TODOS QUE PARTICIPAM DESSE GOVERNO. MAS AS ELEIÇÕES CHEGANDO O POVO VAI DECIDIR. E VAI LEMBRAR DE DE TODOS!

  9. Antonio Raimundo da Silva Diz

    Esse governo é muito bom…tatica…estrategia…esperteza….mas ele deve usar isso no militarismo…o povo civil necessita de casa comida e trabalho…nao de palhaçada estratégica militar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.