Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial poderá ter mais cancelamentos nos próximos dias

De acordo com informações oficiais, Dataprev e CGU estão de olho nas contas do Auxílio Emergencial do Governo Federal

O Auxílio Emergencial do Governo Federal está próximo de chegar ao fim. De acordo com as informações oficiais, o programa em questão deverá fazer o seu último pagamento no próximo mês de outubro. Mas mesmo com pouco tempo para seu término, o projeto deve registrar ainda mais cancelamentos. É o que se sabe.

De acordo com informações oficiais, a Dataprev vai seguir realizando as análises nas contas das mais de 35 milhões de pessoas que recebem o benefício. A ideia é procurar por possíveis irregularidades na documentação desses indivíduos. Isso leva a crer portanto que mais cidadãos poderão perder o direito de recebimento nesta reta final. Essa é a ideia.

Além disso, a Controladoria Geral da União (CGU) também segue analisando todas essas contas. Ao primeiro sinal de irregularidade, eles poderão solicitar o bloqueio preventivo nos perfis de alguns usuários. De acordo com dados oficiais, eles já ajudaram a cancelar perfis de algo em torno de 1,7 milhão de usuário apenas neste ano.

Este ano, o número de cancelamentos do Auxílio Emergencial chama atenção. É que a ideia do Governo Federal neste momento é tentar evitar que fraudes aconteçam em um mesmo nível que se viu por aqui em 2020. Por isso, eles estão aumentando a fiscalização diante dessas contas.

Para se ter uma ideia do tamanho do processo, o Governo começou a pagar o Auxílio Emergencial este ano para algo em torno de 39 milhões de pessoas. De acordo com a última atualização oficial do Ministério da Cidadania, o projeto está atendendo agora cerca de 35 milhões de brasileiros. Isso quer dizer portanto que muita gente deixou de receber o benefício neste processo.

Reclamações do Auxílio

Em diversas ocasiões esses bloqueios no Auxílio Emergencial são recebidos com protestos por parte dos usuários. Nas redes sociais, por exemplo, muitos internautas afirmam que foram injustiçados com a suspensão do benefício.

Alguns deles não concordam com o motivo que o Ministério da Cidadania apresentou para o cancelamento. Há casos de pessoas que afirmam que seguem todas as regras do programa, mas que mesmo assim não estão recebendo as quantias.

Sobre isso, a Dataprev e o Ministério da Cidadania afirmam que as pessoas podem pedir uma contestação do resultado da negativa. Isso, no entanto, precisa ser feito em até 10 dias contando da data do bloqueio.

Contestação

Acontece que essa não é uma possibilidade para todo mundo. De acordo com as informações oficiais, há casos em que as pessoas não conseguem achar sequer o botão de contestação para fazer esse pedido.

Segundo o Ministério da Cidadania, há de fato casos em que os cidadãos não podem pedir a contestação do resultado negativo. De acordo com eles, isso acontece quando o bloqueio é considerado definitivo.

Nessa situação, uma dica é procurar uma sede da Defensoria Pública mais próxima. É por lá que o cidadão pode conseguir ajuda para tentar reverter o resultado da negativa do Auxílio Emergencial. Em alguns casos, o cidadão pode inclusive entrar na Justiça.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.