Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial liberado para saques e transferências; veja quem pode

Os segurados que ainda não podem ter o dinheiro em mãos, conseguem movimentar o valor do auxílio através do aplicativo Caixa Tem.

Os beneficiários do auxílio emergencial que se inscreveram via aplicativo, site e CadÚnico, e nasceram em fevereiro, já podem sacar ou transferir a terceira parcela do benefício desde a última sexta-feira (02). O calendário de liberação segue até o dia 19 de julho.

Os segurados que ainda não podem ter o dinheiro em mãos, conseguem movimentar o valor do auxílio através do aplicativo Caixa Tem. Na plataforma, o cidadão pode pagar boletos e contas pessoais, fazer recarga no celular, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR, entre outras possibilidades.

No que tange o atual calendário, este foi antecipado por decisão do Governo Federal e da Caixa Econômica Federal. A liberação ia ocorrer inicialmente, a partir do dia 15 de julho, mas foi antecipado em quase duas semanas.

Segundo o presidente da instituição financeira, Pedro Guimarães, a possibilidade de antecipar os calendários de pagamento do auxílio emergencial, surgiu devido a adesão dos serviços tecnológicos do aplicativo por parte dos beneficiários.

Este ano, o programa foi concedido em quatro parcelas, previstas nos meses de abril, maio, junho e julho. O valor do benefício é variado, conforme a composição familiar.

Neste sentido, famílias compostas por um único membro, recebem R$ 150, famílias com dois ou mais integrantes, recebem R$ 250 e famílias chefiadas por mulheres, recebem R$ 375.

Critérios de concessão

Conforme estabelecido na Medida Provisória que viabilizou o auxílio emergencial em 2021, podem receber o benefício:

  • Famílias que possuem renda mensal de, no máximo, três salários mínimos (R$ 3.300), sendo a renda per capita mensal igual ou inferior a meio piso nacional (R$ 550);
  • Cidadãos que foram beneficiados com o auxílio emergencial em 2020; e
  • Inscritos do Bolsa Família que tenham o benefício mais vantajoso pago pelo auxílio emergencial.

Veja também: Auxílio Emergencial: Caixa disponibiliza calendário da 4ª parcela

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.