Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial em R$ 600? STF pede explicações do Governo

De acordo com as informações oficiais, o STF quer que o Governo responda uma solicitação da OAB sobre o Auxílio Emergencial

Na última semana, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu se pronunciar sobre o Auxílio Emergencial. Para quem não lembra, a organização enviou um ofício para o Supremo Tribunal Federal (STF). O documento exige que o Governo Federal tome uma série de medidas. Entre elas, está o aumento do benefício para a casa dos R$ 600.

Nesta segunda-feira (4), o Ministro do STF, Dias Toffoli, decidiu dar andamento a esta questão. De acordo com informações oficiais, ele deu um prazo de 10 dias para que o Governo Federal se explique diante desta situação. Eles terão um prazo de até 10 dias para dar uma resposta sobre este assunto.

A ideia é que logo depois do envio desta réplica, o STF possa julgar o caso de fato. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, os valores do Auxílio Emergencial variam entre R$ 150 e R$ 375. Isso quer dizer, portanto, que o montante acaba sendo diferente a depender da situação de cada um dos usuários.

Ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, que é a pasta que responde pelo programa, cerca de 35 milhões de brasileiros recebem o dinheiro do benefício. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui. Esse número inclui não somente os informais, como também as pessoas que fazem parte do Bolsa Família.

Como se sabe, os números do programa em questão são bem mais baixos do que os que eles apresentaram no ano passado. Em 2020, eles chegaram a pagar parcelas de até R$ 1200 para mulheres que se apresentavam como chefes de família. O benefício chegou a atender algo em torno de 70 milhões de pessoas.

Argumento do Governo

Ainda não se sabe quando o Governo vai escrever esse argumento e nem o conteúdo dele. No entanto, tomando como base o que membros do poder executivo estão falando publicamente nos últimos dias, dá para se ter uma ideia.

Eles afirmam, em geral, que os pagamentos menores este ano se justificam porque o país não está mais sob a batuta do período de calamidade pública. Dessa forma, eles teriam que voltar a respeitar o teto de gastos.

A questão é que o próprio Governo não está disposto a retomar o período de calamidade pública este ano. De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, essa seria uma medida que atrapalharia o país.

Prorrogação do Auxílio Emergencial

Neste exato momento, membros do Governo Federal seguem discutindo a possibilidade de prorrogar o Auxílio Emergencial. Hoje, o que se sabe oficialmente é que o programa vai fazer o seu último pagamento agora na segunda metade de outubro.

No entanto, de acordo com o Ministro da Cidadania, João Roma, o Governo está preocupado neste momento com a situação de algo em torno de 25 milhões de pessoas que ficarão sem nada a partir de novembro.

Em entrevista recente, Roma disse que o Governo iria fazer algo para ajudar esses usuários. Ele não confirmou que estava falando da prorrogação, mas mais tarde confirmou que essa é uma possibilidade forte neste momento

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Renata Diz

    Boa noite ,eu renata de valenca bahia sou chefe de familia moro de aluguel e recibi 150.00 de auxilio e muito pouco pos o ganho de fazer bico nao tem muito rendimento ganho 100 e não dá pra se alimentar .pagar água luz e bojao de gas pois procuro emprego e não consigo em canto nenhum. E estou c poblemas de saude muito serio etc…vcs deveriam ter mas compaixao de 1200 eu recebi 600 depois 150 e muita miseria .

  2. Margho Diz

    Faço 61anos em dezembro e não consigo emprêgo como muitos da minha idade,não tenho nenhum tipo de renda,minha mãe com 81anos paga meu aluguel com a aposentadoria dela,sou viúva sem aposentadoria do meu marido,dependo da ajuda de pessoas que nem tem condições financeiras,não se tem mais direito a passagem de oníbus,trem e metrô,não se pode receber mais o LOAS,só quem tem acima de 65anos pq o COVAS e o GOVERNADOR tiraram esses nossos direitos injustamente,e ainda o GUEDES abaixou o auxílio?Isso é uma vergonha.Pq ele não vai ao mercado com esse 150,ou com 250,ou com 375reais??O auxílio deveria ser de pelo menos 800reais,td aumentando e só os pobres se ferrando??O preço do gás mais de 100reais,mas cada dia aumentando,a gasolina,o diesel,o etanol,o óleo,o arroz,o feijão,a carne mais cara que o ouro..onde vamos parar sr guedes???como sobreviver com esses valores de aux.emergêncial?Comer o que??
    Tenham consciência pq com certeza na sua mesa e na sua casa não te faltam nada não é mesmo???Acordem e façam o melhor por nós que pagamos seus salários com impostos altíssimos🤨🤨🤨🤨🧐🧐🧐🧐

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.