Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (7 votes)

Auxílio emergencial: CAIXA volta a pagar 7ª parcela de até R$375

Os beneficiários do Bolsa Família voltam a receber nesta segunda-feira, 25 de outubro, mas um ciclo de pagamento do auxílio emergencial. Esta é a última parcela confirmada oficialmente. Assim, recebem valores entre R$ 150 e R$ 375 aqueles que participam do Bolsa Família e possuem NIS (Número de Identificação Social) com final 6.

Para os trabalhadores informais inscritos no auxílio via site ou CadÚnico não serão realizados pagamentos nesta segunda-feira (25). A liberação dos valores para esse grupo só voltarão na próxima terça-feira, 26 de outubro. Os beneficiados serão os nascidos em junho.

Obedecendo o seu calendário, os participantes do Bolsa Família começam a receber a sétima e última parcela desde a última segunda-feira (18). Para receber o Auxílio Emergencial, este grupo ficou com o Bolsa Família suspenso e, assim, seguirão recebendo no próximo mês. Isso ocorreu visto que estes cidadãos cumpriam os requisitos de ambos os programas. Portanto, o Governo Federal estabeleceu que poderiam receber aquele de maior valor.

Veja quando estes beneficiários poderão receber a sétima e última parcela do Auxílio Emergencial:

  • 18 de outubro, segunda-feira: recebem aqueles com NIS de final 1.
  • 19 de outubro, terça-feira: recebem aqueles com NIS de final 2.
  • 20 de outubro, quarta-feira: recebem aqueles com NIS de final 3.
  • 21 de outubro, quinta-feira: recebem aqueles com NIS de final 4.
  • 22 de outubro, sexta-feira: recebem aqueles com NIS de final 5.
  • 25 de outubro, segunda-feira: recebem aqueles com NIS de final 6.
  • 26 de outubro, terça-feira: recebem aqueles com NIS de final 7.
  • 27 de outubro, quarta-feira: recebem aqueles com NIS de final 8.
  • 28 de outubro, quinta-feira: recebem aqueles com NIS de final 9.
  • 29 de outubro, sexta-feira: recebem aqueles com NIS de final 0.

Sétima parcela do Auxílio Emergencial 2021: público geral

Mês de nascimento

Data do pagamento

Saques e transferências

Janeiro

20 de outubro

1º de novembro

Fevereiro

21 de outubro

3 de novembro

Março

22 de outubro

4 de novembro

Abril

23 de outubro

5 de novembro

Maio

23 de outubro

9 de novembro

Junho

26 de outubro

10 de novembro

Julho

27 de outubro

11 de novembro

Agosto

28 de outubro

12 de novembro

Setembro

29 de outubro

16 de novembro

Outubro

30 de outubro

17 de novembro

Novembro

30 de outubro

18 de novembro

Dezembro

31 de outubro

19 de novembro

Último ciclo do Auxílio Emergencial

Este é o último pagamento do Auxílio Emergencial para os usuários do público em geral.. Assim como também é o derradeiro para aqueles que fazem parte do Bolsa Família e possuem o NIS terminando em 6.

Para os informais, essa é uma notícia um pouco mais dramática. É que pelo que se sabe, o programa em questão vai deixar de existir e a partir de novembro eles não terão mais nada para receber. Pelo menos é o que se sabe até aqui.

Para os usuários do Bolsa Família não chega a ser uma notícia muito ruim. Isso porque eles irão passar a receber o dinheiro do novo Auxílio Brasil a partir de novembro. Os pagamentos do benefício serão de, no mínimo, R$ 400.

Mais informações sobre a rodada 2021 do Auxílio

O Auxílio Emergencial foi criado em abril do ano passado pelo Governo Federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada 2021 do Auxílio Emergencial é composta de sete parcelas mensais de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil:

  • Para quem mora sozinho: R$ 150;

  • Famílias com mais de uma pessoa e que não são chefiadas por mulheres: R$ 250;

  • Famílias chefiadas por mulheres solteiras: R$ 375.

Em todos os casos, o Auxílio Emergencial apenas é pago a quem foi apto a receber o benefício em dezembro de 2020, pois não houveram nova fase de inscrição. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à atual rodada.

4/5 - (7 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. maria aparecida de oliveira Diz

    O auxílio emergencial, poderia continuar pra quem presta servíço por conta própria.Com a pandemia, houve uma escassês de trabalho pra nós.Muitos, ainda contribuem com a previdência social.

  2. Roseli Diz

    Com esse final de auxílio emergencial para quem não faz parte do bolsa família, muitos ficarão sem nem uma ajuda do governo, e será mais difícil para pessoas que recebiam e que ainda não estão empregados principalmente pessoas que teem acima de 50 anos , poderiam pelo menos fazer um pente fino e continuar doando para muitos que mais necessitam , 150,00 é pouco? Mas ajudou! Quanto a nós diaristas sem registro e desempregadas, como será meu Deus que vamos fazer sem esses 150,00? Só Deus pra ter misericórdia mesmo!😥

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.