Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: Caixa se prepara para liberação da 4ª parcela

Caixa Econômica Federal está se preparando neste momento para começar as liberações da quarta parcela do Auxílio

A Caixa Econômica Federal está neste momento se preparando. O motivo: o Governo está prestes a liberar mais uma parcela do Auxílio Emergencial. Os pagamentos irão acontecer nesta parte final do mês de julho para cerca de 37 milhões de pessoas de todo o país. Pelo menos essa é a ideia do Palácio do Planalto.

Essa quarta parcela do Auxílio Emergencial seria a última do programa. No entanto, como a situação da pandemia ainda não apresentou uma melhora, o Governo decidiu prorrogar o benefício até, pelo menos, o próximo mês de outubro. Por isso, dá para dizer que depois deste ciclo de julho, o Planalto ainda vai liberar mais três montantes.

A Caixa afirma que precisa se preparar sempre antes do início de cada pagamento. É que o fluxo de pessoas que precisam receber o benefício é grande. Isso mesmo considerando que menos brasileiros estão recebendo as quantias do projeto agora se fizermos uma comparação com o que aconteceu no ano passado.

De qualquer forma, a Caixa informa que o ideal para todos esses 37 milhões de brasileiros é evitar ao máximo ir para a agência neste momento. Enfrentar fila no meio de uma pandemia de um vírus mortal pode não ser uma boa ideia. Então quem puder movimentar o dinheiro de maneira remota, deve fazer isso.

A ideia é deixar a agência apenas para os cidadãos que realmente precisam ir até esses locais. Quem teve um bloqueio no Caixa Tem, por exemplo, precisa ir até o banco. Aliás, quem não está conseguindo acessar o programa por falta de internet, precisa esperar a liberação do saque para tirar a quantia no banco.

Quando começa

De acordo com o calendário oficial da Caixa Econômica Federal, a liberação da quarta parcela do Auxílio Emergencial deve começar no próximo dia 19 de julho. Vale lembrar, no entanto, que nem todo mundo recebe neste mesmo dia.

Esta data inicial vai ficar reservada apenas para as pessoas que recebem o programa através do Bolsa Família e que tenham o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 1. Logo depois, o calendário segue respeitando esse mesmo ritmo.

Para os informais, os pagamentos do quarto ciclo começam no dia 23 de julho. Neste caso, essa data vale apenas para aqueles que nasceram no mês de janeiro. Na sequência, o calendário segue respeitando o mês de nascimento de cada um.

Auxílio Emergencial

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Auxílio Emergencial pode acabar tendo uma segunda prorrogação. Tudo isso, no entanto, vai depender do ritmo da vacinação em massa no Brasil nos próximos meses.

Se o país não conseguir reduzir drasticamente o número de óbitos neste momento é provável que o Auxílio passe por uma segunda prorrogação depois de outubro. Pelo menos foi isso o que o próprio Paulo Guedes garantiu.

Até aqui, no entanto, o que se sabe é que o programa deve seguir até outubro pagando os mesmos valores de sempre. São parcelas que variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender da pessoas que está recebendo o montante em questão. 

2 Comentários
  1. Cristina Aparecida Ruis Da Conceição Diz

    Boa tarde!!!
    Obrigado por nos informar, sobre o auxílio emergência.
    Porque a gente que mora em casa de aluguel não é fácil … assim como eu com um filho especial
    E muito que precisa tbm,
    Desde já lhe agradeço.

    1. Cristiane da Silva Santos Diz

      Eu sou sozinha c meus filhos e não recebo nada

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.