Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.9/5 - (30 votes)

Auxílio emergencial: 25 milhões estão FORA da lista

Cerca de 25 milhões de pessoas que hoje recebem o dinheiro do Auxílio Emergencial perderão benefício a partir de novembro

Entra dia e sai dia e o Governo Federal ainda não decidiu o que vai fazer com as pessoas que ficarão “órfãs” do Auxílio Emergencial. É que o programa está chegando ao fim no final deste mês de outubro. Pelas contas do próprio Ministério da Cidadania, cerca de 25 milhões perderão esse benefício dentro de mais alguns dias.

Veja também: Vale Gás: 1ª parcela de R$100 liberada

A ideia inicial para ajudar essas pessoas seria prorrogar o programa por mais alguns meses. Muito se falou que o Auxílio Emergencial poderia chegar até o final de 2022. Mas essas conversas esfriaram e o Governo Federal bateu o martelo decidindo não prorrogar mais o benefício.

Com isso, a situação volta a ser a mesma. São 25 milhões de pessoas sem saber o que vai acontecer com a vida delas a partir de novembro. Há cerca de três semanas, o Ministro da Cidadania, João Roma, disse que o Governo Federal estaria montando uma espécie de plano para ajudar esses indivíduos.

Só que de lá até aqui, nada mais sobre esse assunto foi falado. Nem mesmo internamente há notícias de que o Governo estaria pensando em uma solução para este impasse. Então o que resta para essas pessoas é esperar. Muita gente está aproveitando este tempo para tentar fazer pressão em membros do Legislativo para que eles tentem prorrogar o Auxílio Emergencial por mais algum tempo.

Talvez o plano do Governo seja mesmo seguir o conselho do Ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista recente, ele disse que o ideal seria dar emprego para essas pessoas. Assim, elas não precisariam mais destes auxílios do Palácio do Planalto. Só que há quem diga que o Planalto não vai conseguir criar tantas vagas assim dentro de mais alguns dias.

Novo Bolsa Família

O fato é que o Governo Federal optou por aumentar o foco no Bolsa Família, e diminuir a atenção no Auxílio Emergencial. Então eles decidiram manter apenas um de forma turbinada enquanto acaba com o outro.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, a atual versão do Bolsa Família atende cerca de 14 milhões de brasileiros. Eles recebem mensalidades médias de R$ 189. Pelo menos é isso o que mostram os dados oficiais mais recentes.

Na semana passada, o Presidente Jair Bolsonaro anunciou que vai subir. Como dito, serão 17 milhões de brasileiros recebendo um valor mínimo de R$ 400. O residual adicional é o que seria usado para pagar a prorrogação do Auxílio Emergencial.

Número maior

Então é fato que enquanto os usuários do Bolsa Família ganham um aumento, milhões que hoje recebem o Auxílio Emergencial acabarão ficando sem nada. E isso quem está dizendo é o próprio Ministro da Cidadania, João Roma.

Pelas contas dele, algo em torno de 25 milhões de brasileiros estarão nesta situação. Só que se entende que esse número é bem maior. É que Roma considerou apenas o universo das pessoas que estão recebendo o Auxílio neste momento.

Só que existe uma massa da população que está em situação de vulnerabilidade e que mesmo assim não está recebendo nenhuma ajuda. Eles não estão conseguindo pegar o dinheiro nem do Auxílio Emergencial e nem do Bolsa Família. É por isso que imagina-se que são muito mais de 25 milhões de brasileiros necessitados que ficarão sem benefício em novembro.

3.9/5 - (30 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

19 Comentários
  1. Carlos Diz

    Porque pobre é desamparado só sabi ter fihlo são animais irresponsáveis se vc não se banca nen vc i quer ter filho e ser irresponsável é por isto que é é Brasil de merda populoso

  2. Valeria moreira Diz

    Ola boa noite , o auxílio emergencial doperia acabar coko ja acabou o Governo podia da emprego a esses 25 milhões de pessoas ja que tem todos cadastrados seria fácil mais como a direita a esquerda que mesko que posso se lasque simplesmente não farão nada , temos um país tão rico e cheio de pessóas ganaciosas que se aproveitam ate mesmo de pandemia . BRASIL SÓ DEUS PRA NÓS LIVRAR DESSE DRAGÃO 🐉

  3. Sandeson passos de Santana Diz

    Muitas pessoas precisam desse auxílio emergencial

  4. Fernando Rosas Diz

    E O BOZO, TÁ CONTENTE PRA CARALHO, COMO GOSTA DE FAZER O POBRE DE BESTA. SÓ ESPERO QUE NA ELEIÇÃO DO ANO QUE SE APROXIMA, O POVO BRASILEIRO, PONHA BEM NO BURACO DELE, CHAMADO DE ÂNUS, MAIS CONHECIDO COMO “CU” ARROCHE ELE ATÉ O TALO.

  5. Msrio Sérgio Diz

    O gg

  6. Leonardo Diz

    Com isso o salvador chamado bolsonaro de bosta não ganha mais nem no inferno kkkk

  7. Izailda Miguel Diz

    Como pose bolsa família tem gente que recebe sem precisar eles falam que vai fiscalizar , outros sem trabalho não ganham nada, como pode uma injustiça dessa.

  8. Luciene de Santana Silva Diz

    Me chamo Luciene de Santana Silva tenho 24 anos tenho 4 filhos já tentei no CRAS fazer minha inscrição mais chegando lá não e fácil fazer já venho tentando anos fazer este cadastro e não consegui, tava vivendo do auxílio e meus afazeres autônomo e agora o que irei fazer numa pandemia dessa vocês não tem meu cadastro do auxílio emergencial sabe que preciso por que não coloca somente os que precisa nestes programa sei lá, não podemos ficar abandonados nesta crise que estamos passando.

  9. Claudio Diz

    faz um decreto pra vcs políticos recebererem ao invés de 400.00 reais faz de 4.000.00 cérto.

  10. isaac Diz

    lamentável no meu caso é de muitos que vivem sozinhos, agora nem $150, terão, sem exoectativa de sobrevivência fome aumentará

  11. Luciana Diz

    Gente o desemprego está de mais queria eu está trabalhando e fácil para as pessoas q já tem seu emprego falar para sair sedo e, ir atrás de emprego ,se fosse fácil assim eu já estava trabalhando . porque saio tudo dia e a única coisa que ganho e as portas batendo na minha cara e vário não tem vaga .e fácil ir no celular e digitar o que quiser não e porque já tem seu aluguel pago e sua comida na mesa ,vamos ver quando estiver na mesma situação de muitos por Raí se vai abrir a boca e falar a mesma coisa sim tem muitos acomodado mais nem todos são iguais .da um emprego pra ver se muitos não trabalha .e fácil falar né quando se tem de tudo .

  12. Maria Diz

    Muitos mentiram para terem acesso e conseguiram.

  13. Maria Diz

    Não todas, mas muita gente, milhares de pessoas mentiram para receber este auxílio. Pessoas que realmente tinham direito não receberam. Neste benefício era para terem sido usados os mesmos critérios do bolsa família e ter sido feito pelo CRAS ou Creas e etc. Não por aplicativo, muita gente mentiu, eu conheço algumas. O cadastro único, na minha opinião se feito por aplicativo para entrar no programa bolsa família, muitos irão mentir novamente, pois não tem como ser investigado pessoalmente.

  14. Selma Diz

    Sera muita gente passando fome e as coisas vai fica dificil e principalmente pra quem tem filhos quando o auxilio emergencial acaba

  15. Paulo Nei Diz

    Enquanto isso Os políticos brasileiros aprovam todas as pec a seu favor e deixam a parte da escória da sociedade mais miserável possível. Aí chega a eleição e eu sou obrigado a ouvir esse bando de mentirosos. A saída só uma o aeroporto.

  16. Maria do socorro varela Diz

    Acho que tá mais do que na hora das pessoas se virarem correrem atrás de seus objetivos e parar de esperar pelo governo, pular sedo correr atrás do seu sustento, sustento de sua família, tem gente que acorda ao meio dia e diz que não encontra trabalho, hora essa ,por isso que vive uma vida miserável, só esperando pelo governo, vivendo de doações….

  17. Jorgete Diz

    É desumano o que esse governo estar fazendo com os mais nessecitados, na pior faze do país , desamparar 25 milhões de pessoas que precisam demais do auxílio emergêncial.

  18. Verônica Diz

    Acho um absurdo esse tanto de gente ficar sem nenhuma ajuda, enquanto que políticos que roubam descaradamente continuem recebendo altos salários sem fazer nada, pq tbm não fazem uma varredura para tirar esses bandidos de colarinho que não fazem nada além de roubar a nação? Garanto que iria sobrar muito dinheiro nos cofres públicos para dá a quem realmente precisa, vejo eles receberem altos salários e mais mordomias enquanto os pobres estão morrendo de fome. Falam em gerar empregos mas é as pessoas que tem mais idades e que por sermos uma sociedade preconceituosa e descriminativa como vão ficar esses pais e mães de famílias? Se antes da pandemia já era difícil arranjar um emprego como ficará agora? Com a idade avançada e sem condições de voltar ao mercado de trabalho, vcs pensaram Nisso? É muito bom falar qdo se tem um emprego com alto salário e mordomias, vamos todos morrer de fome? O Brasil vai se tornar uma segunda Venezuela com o povo passando fome e morrendo nas ruas? E aí como vai ser.

  19. Carlos Henrique paulo Diz

    Boa noite o governo podia estudar um plano de nós da um emprego,temos juntos pensar uma maneira sensata , emprego já,o auxílio emergencial não pode acabar agora estamos numa situação péssima o desemprego não enche a nossas barrigas nem das nossas crianças.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.