Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$300: Veja o que receber após o fim do benefício

O presidente Jair Bolsonaro confirmou que o auxílio emergencial seguirá sendo pago até dezembro de 2020. Dessa forma, os desamparados poderão procurar outros meios para conseguir o sustento.

Uma série de programas tem sido disponibilizadas pelo Governo Federal com a finalidade de amenizar os impactos financeiros causados pela pandemia do novo coronavírus.

Uma das principais ferramentas que têm sido utilizadas para a implementação de programas assistenciais no país é o Cadastro Único, mais conhecido como CadÚnico.

Através do Cadastro Único os estados e municípios têm acesso às informações dos cidadãos, sendo possível conhecer melhor a realidade socioeconômica de cada região.

No cadastro, além da identificação de cada integrante da família, também são registradas informações sobre a residência, grau de escolaridade, situação de trabalho e renda, dentre outras informações.

Através do CadÚnico é possível selecionar os cidadãos que podem ser incluídos em pelo menos 22 programas sociais, são eles:

  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Programa Minha Casa Minha Vida
  • Carteira do Idoso
  • Bolsa Família
  • Telefone Popular
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
  • Programas Cisterna
  • Água para Todos
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)
  • Bolsa Estiagem
  • Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural
  • Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • Crédito Instalação
  • ENEM
  • Serviços Assistenciais
  • Programa Brasil Alfabetizado
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)
  • Identidade Jovem (ID Jovem)
  • Carta Social

Este ano, os dados do Cadastro Único também foram utilizados para garantir o acesso ao auxílio emergencial, criado pelo governo como uma ajuda aos trabalhadores informais que tiveram sua renda comprometida em razão da pandemia do coronavírus.

Quem pode se cadastrar?

O requisito principal para efetivar o cadastro é a renda familiar. Os cidadãos que possuem a renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou três salários mínimos no total para o sustento de todos os dependentes, podem se cadastrar no CadÚnico.

A pessoa deve procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). Agentes do município, ligados às secretarias municipais de Ação Social também podem realizar a inscrição.

Para se cadastrar, o responsável maior de 16 anos deve apresentar os documentos pessoais dos integrantes da família como certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho ou Título de Eleitor.

As famílias indígenas e quilombolas, também podem apresentar Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) ou Carteira de Trabalho.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
27 Comentários
  1. Irene Diz

    Recebia o benefício do meu filhor.. aí passaram o pente fino.so por que meu esposo está acamado e recebe um salário mínimo e pago água e energia vai tudo..e eu tb so duheite esse Bolsonaro acha que é muito me nois que se lasca

  2. Edna Moura da Silva Diz

    Estou lutando pelo bpc e até agora nada aff tudo nesse país é difícil a juíza concedeu pra ele receber mas teve um desembargador e foi contra eo INSS também recorreu agora está em sengunda instancia e olha que foi TD comprovado meu filho não anda não fala cuido dele até vieram aqui com o auxílio cuidei dele comprando os suplementos

  3. Ana salles Diz

    Uma pena que essa merda desse presidente está cortando todos os auxílios à população, e inclusive modificando políticas públicas! O que eles querem é enfiar dinheiro no c* enquanto o povo vive na miséria!

    1. Rita de cassia Diz

      Eu. Acho esse governo tão ladra que eles vão bota mais pessoa. Pra roubarem quando o auxilio acabar as pessoa. Se emprego vai ser uma derrota I

  4. Maria José Severino Botelho Diz

    Eu

  5. Edna aparecida cândido Diz

    Oi sou divorciada,sem trabalho.acabando o auxílio . será prolongado o auxílio?

  6. Natalia Honorio Helena da Silva Diz

    Eu nem tenho esperança de receber bolsa família mais o tanto que já tentei refis várias vezes nunca obtive uma resposta,já entreguei nas mãos de Deus ele sabe oque é melhor pra mim,pq se depender do governo federal vamos viver as migalhas

  7. washington luis dos santos dantas Diz

    Sou autônoma, minha renda é de $1.600 reais mensais, pago $ 600 reais de aluguel na casa onde moro e $ 500 reais de aluguel da loja a qual trabalho, fora às contas de luz de ambos imóveis, tenho 55 anos , tenho direito ao bolsa família, moro sozinha e tds às despesas é só comigo!

  8. Zilar saugo Diz

    Meu Deus o dinheiro do auxilio emergencial vai acabar e agora?sou autonoma e doente pos preciso desse dinheiro do auxilio.Por favor governo estenda mais porque a pandemia esta esta estendendo

  9. Gildenice Oliveira Morais Diz

    Vcs do governo acha que com 170 reais vcs acha que da pra sobreviver um familia.

  10. CLAUDIA APARECIDA SOUZA PAULA Diz

    O do meu filho e do meu marido voltou em análise não sei oq faço alguém poderia me ajudar pq estava ajudando muito. Esta fazendo falta.

  11. Cleonice vales da silva Lira Diz

    Bom dia tenho 56 anos trabalho em casa cuidado de meus netos um de 4 anos e outra de 7 anos faço consertos de roupas pra ajudar no sustento da casa e aida tem um idoso de 65 anos obso q não trabalha e não é apusentado graças a Deus e o predidente que mi deu o direito do auxilio q ficar sem ele agora vai ser bem dificiu que Deus abençoe o presidente pra ele continua ajudando a todos q presiza e q eu seja icluida tambem no novo programa

  12. CLAUDIA OTILIA DE OLIVEIRA QUADROS Diz

    Sou separada moro com a minha mãe que recebe quinhentos reais, a minha irmã e sobrinha moram juntas ,sendo que eu e minha irmã trabalhávamos, juntas com costura ,eu recebia o auxílio me cortaram pq minha irmã recebe seiscentos reis, que já é pouco pra ela é minha sobrinha, fiquei numa situação muito difícil, sem ganhos, e na casa da minha aonde me encontro morando ,não chega a nem um salário mínimo.

  13. Marcia aparecida da silva dias Diz

    Eu sou faxineira a 20 anos pois sempre tinha serviço agora ta muito difícil e o auxílio me ajudou muito nao sEi como iam fazer e agora como vou fazer sim.ainda nao consigo trabalho igual antes preciso de ajuda

  14. Moiseis araujo Diz

    Moro na bahia o auxilio matou minha fome esses ultimos meses ñ minto sou peão de obra agora que estamos retornando os serviços sou grato e continuem se puder nos ajudando obr.

  15. ADRIANA CAVALCANTI VASCONCELLOS Diz

    SR. PRESUDENTE PORQUE NÃO LIBERAM MAIS 2 A 3 PARCELAS DO SEGURO DESEMPREGO, PARA QUEM FOI DEMITIDO NA PANDEMIA? FOI FEITA A PROPOSTA E FOI NEGADA. COM ISSO NÃO TEMOS. NEM COMO SE CADASTRAR PARA RECEBER O BENEFICIO, QUE SEJA DE R$300,00.
    PEÇO QUE REVEJA A PROPOSTA E NOS AJUDE.

  16. Rose Diz

    Acho um absurdo quem está recebendo sem precisar e olha conheço muita gente que realmente não precisa e recebe.
    Agora eu que estou desempregada não consegui receber, pois consta o CPF da minha filha que nem mora mais comigo. O pior é que não dao a opção de corrigir essa informação.
    Agora vejo o pessoal que recebeu sem necessidade gastando com churrasco e festinha todo fim de semana ou pagando parcelas de carro.
    Me digam isso é justo?
    Sem comentário afffiii.

  17. Zuleica Aparecida dos Santos e silva Diz

    Eu tenho uma renda mensal de 500,00.moro sozinha ,nao tenho filhos e pago aluguel ,vivo de vendas de artigos para animais o.que me dá uma renda de 500,00 que é o que eu consigo com as vendas.,mas com a pandemia nao consigui mais vender sou degrupo de risco e tenho que seguirnos protocolos pra nao infectar,atualmente a renda maior que tenho é do auxilio,alesar de esta tentando vender., não tenho capital.para compra de materia prima.precuiso muito desse auxilio

  18. Cibele Kátia Polidoro de lucas Diz

    Eu não trabalho sou obesa, e tenho dificuldade de arrumar serviço, trabalhei como manicure mas agora ta muito difícil, porque fiz uma cirurgia de uma hérnia quase do tamanho de um melão.
    Esse dinheiro do auxílio tem me ajudado muito, será que vou ter direito desse novo auxilio obg desde já.

    1. Cristina Barbosa Pessoa Diz

      Olá eu fiz meu cadastro único mais até hoje não me deram nenhuma resposta se eu vou conseguir moro sozinha com meu filho de 6 anos preciso muito desse bolsa família alguém sabe onde eu posso tá vendo se foi liberado ou não pq já fui no cras eles me dizem que não sabem e só quando acabar a pandemia

      1. Priscila Tomaz dos santos Diz

        Já tentou baixar o aplicativo auxílio emergencial ou pelo site Dataprev ou liga pra número 111

      2. VValéria Diz

        Bom dia aqui baixa o aplicativo do bolsa família e coloca seus dados pra ver se tem alguma mensagem. Deus abençoe.

  19. IDALIA SAMPAIO Diz

    PARABÉNS ótimas as informações

  20. Sheila Santos Diz

    Né q a doença está diminuindo ,e sim o salário do nosso povo , a doença desses políticos está no banco só almentado. Vamos acordar povo brasileiro, vote com consciência , é difícil vota em políticos bom ,mas vamos vê se tem algum q iram fazer algo bom pro nosso país.

  21. Elisabeth de Jesus Fonseca Diz

    Para mim vai ajudar muito pois o que recebi mal dar para viver agradeço a ajuda do Governo federal muito obrigada

  22. Judilene Costa de Souza Diz

    Sou autônoma e cuido de uma idosa de baixa renda ,quero saber se irei continuar a receber o auxílio emergencial

    1. Maria Das Graças Reis Dutra Diz

      Sou autônomo não tenho renda fixa gostaria de saber se me encaixo no programa bolsa família?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.