Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (2 votes)

Auxílio de R$ 1 mil: mais de 900 mil caminhoneiros receberão 6 parcelas do benefício

Plano do Governo Federal é pagar o auxílio de R$ 1 mil para os caminhoneiros entre os meses de julho e dezembro deste ano

Nesta semana, o Governo Federal está divulgando mais alguns detalhes sobre os pagamentos de um novo auxílio emergencial para os caminhoneiros. Na tarde desta terça-feira (28), o jornal O Estado de São Paulo divulgou novos detalhes sobre as liberações do atual benefício. Os pontos ainda estão em discussão pelo Planalto, mas já é possível observar alguns direcionamentos.

Segundo informações obtidas pelo jornal, o Governo Federal estima que pouco mais de 900 mil caminhoneiros tenham direito ao benefício. O número é notadamente menor do que o que se registra no vale-gás nacional, o qual atende quase 6 milhões. Também é menor que a folha de pagamentos do Auxílio Brasil, que atende mais de 18 milhões de brasileiros.

Os valores do programa para os caminhoneiros deverão se manter no patamar que o próprio Governo Federal vinha sinalizando nos últimos dias. A proposta é pagar seis parcelas de R$ 1 mil para cada um dos usuários. Assim, entre os meses de julho e dezembro, cada um dos caminhoneiros receberiam um montante total de R$ 6 mil.

Para chegar neste nível de pagamentos, o Palácio do Planalto calcula um gasto de pouco mais de R$ 5,4 bilhões. Este valor seria somado com o projeto de aumento do vale-gás e também do Auxílio Brasil. Dessa forma, os gastos com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) poderiam ultrapassar a marca dos R$ 30 bilhões.

Para selecionar os caminhoneiros, o Governo Federal pretende analisar os dados do Registro Nacional dos Transportes Rodoviários de Cargas. Trata-se de um cadastro que faz parte da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Todavia, há um problema: as informações contidas nesta lista estão desatualizadas desde o ano de 2017.

O valor do Pix Caminhoneiro

Como dito, o plano central do Governo Federal é pagar seis parcelas de R$ 1 mil para os caminhoneiros já a partir do mês de julho deste ano. Contudo, o Planalto só chegou a esse número depois de muita reclamação.

Inicialmente, o poder executivo sinalizou que o voucher pago aos caminhoneiros teria seis parcelas de R$ 400. O valor gerou revolta por parte líderes da categoria. Um dos representantes mais conhecidos, o Chorão, disse que a proposta era uma “esmola”.

“Caminhoneiro não quer assistencialismo para ficar refém de político que a qualquer momento pode fazer chantagem eleitoral. Quer política sustentável para administrar seu negócio sem interferência estatal”, disse o deputado federal Nereu Crispim (PSD-RS). Ele é o presidente da Frente Parlamentar dos caminhoneiros no Congresso.

Além do auxílio para caminhoneiros

No entanto, é importante lembrar que o Governo não discute neste momento apenas a criação de um auxílio para os caminhoneiros. Nesta semana, o Congresso Nacional também tem uma discussão em torno do aumento de valores de outros programas.

É o caso, por exemplo, do Auxílio Brasil. O plano do Governo Federal é aprovar um aumento de R$ 200 no valor já existente do programa. Assim, o patamar de R$ 400 do benefício passaria a ser de R$ 600 pelos próximos seis meses.

Além disso, o Congresso Nacional também debate nesta semana o aumento no valor do vale-gás nacional. Dessa forma, hoje, o programa social paga R$ 53 por família. A proposta do Governo prevê o aumento do patamar para a casa dos R$ 120.

5/5 - (2 votes)
4 Comentários
  1. Eronildo Diz

    Solta dinheiro pra quem tá trabalhando mais não solta pra quem realmente está desempregado.

  2. José Diz

    Mais uma esmola cujo custo recairá sobre os mesmos. Vamos lá, motocas… todos pra fila da CEF ou aguardar o PIX, né não? Enquanto isso, façam arminha com as mãos que o preço do combustível abaixa. Ou, então, se sujeitem à esse “cala a boca” pianinhos, hein? Kkkkkk

  3. fabiana Diz

    aprova logo o povo tà passando fome leite 7,00 reais aonde vamos para gàs 125,00!outubro vem aì!😠😠

  4. Rafael Diz

    Vergonha, ninguém q esmola queremos é trabalhar com dignidade e um preço justo do combustível ,se tiver será bom pra todos não só pra o caminhoneiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.