Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.3/5 - (10 votes)

Auxílio de R$ 1.200: Saiba quando serão iniciados os pagamentos

O novo auxílio ainda não foi concedido ou confirmado, sendo assim, não há previsões para o início dos pagamentos ou uma regulamentação definida para o auxílio de R$ 1.200 destinados as mães solos.

O Projeto de Lei 2099/20 que prevê a criação de um auxílio permanente para mães solteiras no valor de R$ 1.200, foi aprovado recentemente pela Comissão de Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados.

Veja também: Auxílio Brasil: MP assinada por Bolsonaro não muda nenhuma regra

A proposta atualmente está estagnada, precisando ainda ser votada pela Comissão de Seguridade Social e Família, pela Comissão de Finanças e Tributação, além da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Caso receba parecer favorável em todas as casas, será encaminhada ao Senado Federal para então chegar a sanção presidencial.

Quando começam os pagamentos?

O novo auxílio ainda não foi concedido ou confirmado, sendo assim, não há previsões para o início dos pagamentos ou uma regulamentação definida para o auxílio de R$ 1.200 destinados as mães solos.

De acordo com relatora do PL, a deputada Erika Kokay, a situação econômica do país “Para as mulheres provedoras de famílias monoparentais, a situação é ainda mais dramática, pois, em muitos casos, não contam com o apoio por parte dos pais de seus filhos e ainda assim devem sozinhas sustentar seus lares“, disse.

Quais os requisitos para receber o auxílio?

Como mencionado, terão direito ao auxílio vitalício apenas as mães solteiras que chefiam famílias monoparentais, ou seja, sem ajuda de um companheiro. Mas para isso, ainda é necessário:

  • Ter mais de 18 anos de idade para solicitar o pagamento;
  • Não possuir emprego formal ativo;
  • Não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial;
  • Não receber seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, exceto o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família);
  • Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550 em 2021) ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos (R$ 3.300 em 2021);
  • Estar inscrita no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal).
4.3/5 - (10 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

16 Comentários
  1. Eemilia vera Diz

    BOA noite. Esse dinheiro é pra todos .nesse mundo qye vivemos sei trabalho.ja t muito difícil pra nos mulher..

  2. Eduardo Diz

    Desconsiderar o penúltimo comentário!

  3. Jairo Diz

    Eu sou pai solteiro e estou desempregado eu tenho direito?

  4. Érica Matos Trindade Diz

    Estou desempregada. Não tenho nenhuma renda

  5. VANIA HINZ Diz

    Sou mae solteira e tenho 2 filhos e nao recebi nada esse ano 😔

  6. Maria Etelvina Oliveira Pereira Diz

    Desempregada.

  7. Vera Lúcia Verinha Diz

    tô desempregada

  8. Cinthia Diz

    Esse auxílio é uma benção, porque muita mãe solteira como viúvas, divorciadas ou abandonadas de alguma forma pelos pais das crianças não conseguem trabalho, muitas vezes recebem uma pensão de fome, ou nem recebem nada. É uma estupidez achar que é um absurdo. Tanto que se a mãe arrumar emprego fichado, ela perde o benefício. Mais que justo. Mães trabalhadoras sabem que esses 1200 é uma ajuda temporária até arrumar um bom emprego. Tomare que seja aprovado sim! Sem julgamentos porque cada um sabe da vida que leva 🙂

  9. Adriana Souza Diz

    Boa noite sou mãe solteira tenho um filho de 22 anos deficiente não recebo nenhum benefício só o renda Brasil Será que eu vou ter direito a esse de 1200 passo muita dificuldade vivo de ajuda

  10. Esmelina Diz

    Isso e uma baita injustiças pq nao destrubuam valores iguais pra todos pq eu nao sou mae mas to desempregada meu marido tambem e so eu recebo auxilio e vou receber 100 por mes que da nada

  11. rita Diz

    penso também, nas senhoras que viveram a vida toda casada cuidando da casa criando seus filhos, se separam e não tem um INSS pago pelo marido. vivem de ajuda dos outros

  12. Eliane Diz

    Ha casos e casos!!! Se a senhora conseguiu manter sua família agradece a DEUS .PRQ NEM TODAS MULHERES TEM CONDIÇÕES DE TRABALHAR FORA, SAÚDE , QUALIFICAÇÃO ETC! MUITA DAS VEZES AINDA PASSAM POR UM PROCESSO DIFÍCIL DEPRESSIVO ETC! POR UM CASAMENTO TÓXICO SOFRIDO. ENTÃO NÃO SE Incomode COM QUE ESTÃO PLANEJANDO PRA AJUDAR AS MULHERES QUE REALMENTE PRECISAM . CLARO QUE PRECISA VER CERTO DE QUEM REALMENTE PRECISA,PRQ TEM MULHERES SAUDÁVEL JOVEM .VAMOS TER MAIS AMOR EMPATIA NÃO NOS INCOMODAR COM QUEM QUER AJUDAR .QUE DEUS TOME OS CAMINHOS 🙏🙏🙏

  13. Everaldo Antônio Da Silva Diz

    Eu tenho uma filha sou pai solteiro tenho direito a receber essa conta de 600 estou desempregado já 3 anos como eu faço para saber

  14. Dahia Damasceno Prates Diz

    Eu estou drsesmprega

  15. MARCIA DO SOCORRO LAGES COSTA Diz

    Esse projeto de lei é um absurdo, uma renda vitalícia de R$ 1.200,00 pra mãe solteira, quando que quem trabalha pra caramba recebe um salário mínimo cujo valor e menor. Então faz mais nunhum sentido essas mulheres saírem pra trabalhar. Eu falo por que fui mãe solo e sempre trabalhei duro pra criar meu filho. Vocês tem que criar projetos de capacitação pra essas mães poderem ter o seu sustento.
    Nosso país envelheceu e quem está ficando velho e trabalhou duro uma vida inteira quando vai se aposentar fica com o dinheiro reduzido que mal da pra se sustentar. Aí vem uma uma lei que vai dá vitalíciamente uma pensão pra quem nunca trabalhou.

  16. Maria dasdoris Pereira pratis Diz

    Meu nis é 9 hoje foi saca o bosa familia tava 00 disse que estava bloqueado po que

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.