Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.9/5 - (15 votes)

Auxílio Brasil vai chegar a mais pessoas; veja quem poderá

De acordo com as informações oficiais, mudanças aprovadas na MP do Auxílio Brasil farão programa chegar a mais pessoas

A Câmara dos Deputados aprovou ainda no final da última semana a MP do Auxílio Brasil. O texto ainda passar pela aprovação do Senado até o próximo dia 7 de dezembro para começar a valer de fato. De qualquer forma, algumas mudanças feitas pelo Congresso já começam a dar uma dimensão do projeto em questão.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o Auxílio Brasil está chegando neste momento na casa de cerca de 14,5 milhões de brasileiros. São cidadãos que estavam recebendo o Bolsa Família até o último mês de outubro. Isso quer dizer que quem não fazia parte do programa ainda não ganhou o direito de entrar neste.

O plano do Governo Federal era aumentar o número de vagas já agora no segundo pagamento, que está previsto para acontecer no próximo mês de dezembro. O plano é elevar essa quantidade de usuários dos atuais 14,5 milhões para 17 milhões de pessoas. Mas isso pode não acontecer mais.

Com as mudanças aprovadas nesta MP, a ideia agora é que o programa acabe ficando maior. Com isso, ele vai passar a atender pelo menos 20 milhões de pessoas. E aí eles poderão inserir não apenas quem estava no Bolsa Família até o último mês de outubro, mas também quem não estava.

Como dito, essas mudanças ainda não estão petrificadas. Elas ainda precisam passar pelo crivo do Senado Federal. A tendência, no entanto, é que isso não demore muito para acontecer. Isso porque aparentemente governistas e oposicionistas gostaram do texto. Na Câmara, o projeto passou com unanimidade.

O que mudou de fato?

Algumas mudanças cruciais na MP do Auxílio Brasil ajudam a entender o porquê dessa projeção de crescimento. Vale lembrar que essas alterações foram promovidas pelo relator do texto, o Deputado Federal, Marcelo Aro (PP-MG).

Ele mudou, por exemplo, o limite de renda que o Governo tinha apresentado. Agora o limite de extrema pobreza será de R$ 105 e não de R$ 100. Além disso, o limite de pobreza será de R$ 210 e não de R$ 200, como o Planalto tinha apresentado.

E não é só isso. Aro também determinou que o Governo Federal não vai mais permitir a formação de filas no programa. Então todo mundo que tem direito ao projeto vai ter que receber o dinheiro sem ter que esperar mais por isso.

O que falta para aumentar o número de usuários do Auxílio Brasil?

Vale lembrar, no entanto, que não é só a MP do Auxílio Brasil que o Governo precisa aprovar para começar a aumentar o tamanho do programa. De acordo com o Ministério da Economia, ainda vai ser preciso aprovar a PEC dos Precatórios.

O Ministério da Economia diz que a aprovação deste documento vai permitir a abertura de mais espaço dentro do teto de gastos. E aí, ainda de acordo com eles, o valor do Auxílio Brasil poderia subir um pouco mais.

O plano do Governo é aumentar o número de usuários dos atuais 14,5 milhões para cerca de 20 milhões já em dezembro. Além disso, eles também querem aumentar os valores dos pagamentos para um mínimo de R$ 400 para todos os usuários.

3.9/5 - (15 votes)
2 Comentários
  1. Anna de lá salette Silva couto de castro Diz

    eu tenho direito a receber o auxílio Brasil

  2. Anna de lá salette Silva couto de castro Diz

    annacoutocastro@gmail.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.