Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (16 votes)

Auxílio Brasil: quem terá direito ao saldo de R$ 600 a partir de agosto?

De acordo com projeções do Ministério da Cidadania, Auxílio Brasil no valor de R$ 600 começa a ser pago já no próximo mês de agosto

Falta menos de um mês para o início dos pagamentos do Auxílio Brasil de R$ 600. Conforme as últimas sinalizações do Governo Federal, a ideia é repassar o valor turbinado para os brasileiros já na primeira quinzena do mês de agosto. Nesse sentido, alguns usuários já querem saber quem é que vai poder receber o dinheiro.

O Ministério da Cidadania explica que a PEC dos Benefícios, que foi oficialmente promulgada pelo Congresso, fez alterações apenas no valor e na quantidade de usuários do programa. A questão das regras de entrada seguem as mesmas. Assim, o cidadão ainda precisa seguir as normas antigas para poder ter uma chance de entrada no projeto social.

E quais são as regras? Segundo o Ministério da Cidadania, a primeira exigência é ter um cadastro ativo e atualizado no Cadúnico. Trata-se da lista do Governo Federal que reúne os nomes dos cidadãos que estão em situação de vulnerabilidade social. Para entrar no cadastro, é preciso consultar como é feita a seleção pela prefeitura da sua cidade.

Além de ter uma conta no Cadúnico, o cidadão também precisa respeitar os limites de renda. Quem recebe entre R$ 0 e R$ 105 de maneira per capita está em condição de extrema-pobreza e tem direito ao benefício. Quem recebe entre R$ 106 e R$ 210 também pode receber o dinheiro desde que resida com uma gestante ou ao menos um menor de 21 anos.

Vale lembrar que mesmo as pessoas que cumprem todas as exigências acima, ainda não estão garantidas nos recebimentos do Auxílio Brasil. Na maioria dos casos, é necessário esperar até que o Ministério da Cidadania faça a sua seleção. Novas entradas são confirmadas todos os meses pelo Governo Federal.

Fila de espera

As pessoas que cumprem todas as regras de entrada e mesmo assim não são selecionadas, estão na chamada fila de espera. É uma espécie de grupo virtual que reúne os cidadãos que aguardam por uma vaga no programa social.

Segundo o Ministério da Cidadania, pouco mais de 700 mil usuários estavam nesta situação no último mês de maio. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que já são quase 3 milhões, considerando os números de abril.

Para conseguir zerar a fila de espera para o Auxílio Brasil, o Governo Federal teria que preparar uma grande nova entrada. Segundo informações de bastidores, é justamente o que eles pretendem fazer no próximo mês de agosto deste ano.

Novas entradas no Auxílio Brasil

Todos os meses, o Governo Federal promove novas entradas na folha de pagamentos do Auxílio Brasil. Contudo, normalmente o número de abertura de vagas não é suficiente para acabar com a fila de espera para o programa.

Para este mês de agosto, o Governo poderá mudar de estratégia. A ideia é inserir mais de 2 milhões de pessoas de uma só vez no programa. Pelas contas do Ministério da Cidadania, o montante é suficiente para zerar a fila de espera.

Já a CNM acredita que não será possível conseguir zerar a lista com esta quantidade de novas entradas. De toda forma, mesmo que o Governo consiga acabar com a fila em agosto, é possível e provável que ela volte a se formar já a partir de setembro.

3.7/5 - (16 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

3 Comentários
  1. Elenice Ropke Diz

    Eu por exemplo cuido da minha mae e não ganho nada

  2. Darlene Diz

    Preciso de ajuda pix darlenrbar31@gmail.com. obrigada a todos

  3. Antonio Diz

    Como você gosta de encher linguiça com vento.
    Repetitivo e cansativo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.