AUXÍLIO BRASIL: Quem terá direito a mensalidade de R$ 800?

Para impulsionar sua campanha eleitoral, Bolsonaro fez mais uma promessa relacionada ao Auxílio Brasil, o seu carro chefe nessas eleições. Além do benefício mínimo de R$ 600, o atual presidente declarou que pretende conceder um abono de até R$ 800.

Para impulsionar sua campanha eleitoral, Bolsonaro fez mais uma promessa relacionada ao Auxílio Brasil, o seu carro chefe nessas eleições. Além do benefício mínimo de R$ 600, o atual presidente declarou que pretende conceder um abono de até R$ 800 aos beneficiários empregados.

Isso significa que, além do salário mensal do novo emprego, o beneficiário ainda teria direito a receber um benefício turbinado de R$ 800. Devido a atualização do programa, passando de Bolsa Família para Auxílio Brasil, o governo Bolsonaro vem sofrendo com muitas críticas.

Em sua defesa, Bolsonaro afirmou que o antigo programa social impedia que os cidadãos recebessem o benefício trabalhando com a carteira assinada. O contrário do Auxílio Brasil, que continua concedendo o benefício ao empregado por até dois anos de sua contratação.

 

Especialista fala sobre o Auxílio Brasil de R$ 800

De acordo com o senador Marcelo Castro, relator do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2023, o presidente Jair Bolsonaro tem autonomia e já poderia informar qual será a fonte de recursos para custear o programa.

Contudo, é importante ressaltar que a proposta orçamentária enviada pelo Governo Federal ao Congresso no final do mês de agosto, mantém Auxílio Brasil de R$ 400. Ou seja, não há valores maiores previsto para o Auxílio Brasil.

Neste sentido, a promessa de R$ 800 para os trabalhadores foi considerada pelo senador como “palavras ao vento”.

 

Quem pode receber o Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil contempla o mesmo público anteriormente atendido pelo Bolsa Família, sendo:

  • Famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita mensal de R$ 105; e
  • Famílias em situação de pobreza, com renda familiar mensal por pessoa entre R$ 105,01 a R$ 210, porém, desde que tenha em sua composição gestante, nutriz ou pessoa de até 21 anos incompletos;
  • Lembrando que é necessário ter inscrição ativa no Cadastro Único (CadÚnico).

Além desses critérios básicos, existem três possibilidades de entrar no Auxílio Brasil, segundo o Ministério da Cidadania. Confira:

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um CRAS para registro, sem garantia de receber.

 

Calendário do Auxílio Brasil

Confira o calendário de pagamentos do Auxílio Brasil referente ao mês de setembro:

  • 19 de setembro – NIS final 1;
  • 20 de setembro – NIS Final 2;
  • 21 de setembro – NIS final 3;
  • 22 de setembro – NIS final 4;
  • 23 de setembro – NIS final 5;
  • 26 de setembro – NIS final 6;
  • 27 de setembro – NIS final 7;
  • 28 de setembro – NIS final 8;
  • 29 de setembro – NIS final 9;
  • 30 de setembro – NIS final 0.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.