Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil: perdi meu emprego hoje, ainda vou poder receber?

Pessoas que ficaram sem renda nas últimas semanas também querem entrar no Auxílio Brasil. Ainda há tempo para essa entrada

O Governo Federal está seguindo nesta semana com os repasses do seu Auxílio Brasil. De acordo com as informações oficiais, nesta quarta-feira (23) é a vez dos usuários que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 8. Ao todo, estima-se que cerca de 18 milhões de pessoas estejam na folha de pagamento de fevereiro.

Segundo informações oficiais, algo em torno de 3,5 milhões de indivíduos entraram nesse programa desde o início deste ano. Conforme o Ministério da Cidadania, todos eles estão recebendo pelo menos R$ 400 neste momento e assim deverá seguir pelos próximos meses.

Para fazer parte do Auxílio Brasil, o cidadão vai precisar ter um cadastro ativo no Cadúnico. Além disso, ele precisa também ter uma renda per capita que se encaixe dentro dos limites exigidos pelo programa em questão, onde o teto é de R$ 210. Pelo menos é isso o que o Ministério da Cidadania está dizendo neste momento.

Porém, como fica a situação das pessoas que acabaram de perder o emprego? Imagine, por exemplo, que alguém está sendo demitido do trabalho nesta quarta-feira (23). Esse cidadão ainda vai ter chance de entrar no benefício? De acordo com informações do Ministério da Cidadania, a resposta é sim. Mas é preciso prestar atenção em alguns pontos.

Assim como qualquer cidadão, a pessoa que perdeu o emprego precisa estar dentro das regras de entrada no Auxílio Brasil. Desse modo, voltamos para a questão de ter um cadastro ativo no Cadúnico e estar dentro dos limites de renda. Além de tudo isso, é preciso ainda esperar que o Ministério da Cidadania selecione o seu nome.

Ainda não tenho Cadúnico

Algumas pessoas que possuem trabalho fixo optam por não ter Cadúnico. Isso é comum já que esses cidadãos não precisam receber esses auxílios com urgência. Então, é normal que você tenha sido demitido e não esteja nesta lista.

Nesse caso, o cidadão pode entrar em contato com a Prefeitura da sua cidade para saber como funciona a entrada no Cadúnico por lá. Não existe um limite de tempo para que você entre nesta lista do Governo Federal.

A grande questão é que quanto mais você demora a entrar nesse Cadúnico, mais tempo você vai levar para poder entrar no Auxílio Brasil. Acontece que na grande maioria das regiões, o sistema demora para fazer uma atualização.

Além do Auxílio

Vale lembrar, no entanto, que o Auxílio Brasil não é a única saída de ajuda para quem acabou de perder o emprego. O seguro-desemprego do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) existe justamente para isso.

Nesse caso, é preciso deixar claro que o cidadão precisa ter sido demitido sem justa causa. Caso contrário, ele não vai ter o direito de receber o benefício. Pelo menos é isso o que as regras oficiais dizem neste momento.

De toda forma, o que se sabe mesmo é que ao passar por uma demissão, o cidadão precisa sentar e analisar quais são as suas possibilidades. Não existe escolha certa ou errada. Existe a escolha que combina mais com a sua situação.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.