Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil: Nordeste é região com maior número de atendidos em julho

Dados do Ministério da Cidadania apontam que o Nordeste é, mais uma vez, a região com mais atendidos no Auxílio Brasil

Dados do Ministério da Cidadania revelam que mais uma vez os nordestinos são maioria entre os usuários do programa Auxílio Brasil do Governo Federal. Segundo informações da pasta, os nove estados da região contam com quase 9 milhões de beneficiários do projeto. Os números são semelhantes aos que se registraram nos últimos meses.

Em números totais, o Ministério afirma que pouco mais de 8,6 milhões de nordestinos estão dentro da folha de pagamentos de julho do Auxílio Brasil. Em segundo lugar vem o Sudeste com cerca de 5,2 milhões de usuários. A lista se completa com o Norte (2,1 milhões), Sul (1,2 milhão) e Centro-Oeste (941 mil).

Entre os estados, a Bahia mais uma vez aparece como a unidade da federação que mais conta com usuários do Auxílio Brasil. O estado tem 2,26 milhões de beneficiários em julho. Outros sete estados registram mais de 1 milhão de atendidos. São eles: São Paulo (2,18 milhões), Pernambuco (1,44 milhão), Minas Gerais (1,43 milhão), Rio de Janeiro (1,33 milhão), Ceará (1,32 milhão), Pará (1,15 milhão) e Maranhão (1,1 milhão).

Ao todo, o Ministério da Cidadania aponta que o Auxílio Brasil prevê atender pouco mais de 18,13 milhões de pessoas neste mês de julho. Os números não são muito diferentes daqueles que foram registrados nos últimos meses. O Governo até chegou a prometer a entrada de mais de 2 milhões de cidadãos, mas o processo só acontecerá em agosto.

O mesmo vale para o valor dos pagamentos do programa. De acordo com o Ministério da Cidadania, a elevação dos repasses de R$ 400 para R$ 600 só será concretizada na prática a partir de agosto. Para este mês de julho segue valendo a regra de que cada família recebe, no mínimo, R$ 400. A média geral ficou na casa dos R$ 408.

Mudanças

Como dito, a PEC dos Benefícios ainda não tem um impacto concreto nos pagamentos do Auxílio Brasil neste mês de julho. A partir de agosto, duas mudanças serão formalizadas: o aumento no valor e a elevação no número de usuários.

Segundo a PEC, o Auxílio Brasil passará dos atuais R$ 400 para R$ 600. Já o número de usuários poderá crescer dos atuais 18 milhões para pouco mais de 20 milhões. O Ministério acredita que poderá zerar a fila de espera em agosto.

Além do Auxílio Brasil, a PEC dos Benefícios também prevê mudanças nos valores do vale-gás nacional. Hoje, o programa paga sempre algo em torno dos R$ 50. A partir de agosto, cada família poderá receber R$ 120.

Inscrição no Auxílio

O Ministério da Cidadania explica que o cidadão não precisa se preocupar com o processo de inscrição para o Auxílio Brasil turbinado. A pasta afirma que as regras de entrada e de seleção seguem as mesmas.

Nesse sentido, é importante lembrar que não existe um processo de inscrição nem para o Auxílio Brasil e nem para o vale-gás nacional. Basta manter os dados atualizados e esperar pela escolha automática do Ministério da Cidadania.

A mesma regra de seleção automática, aliás, valerá também para os pagamentos dos novos benefícios sociais, tais como o Pix Caminhoneiro e o auxílio-taxista. Ambos também começam a fazer repasses a partir do mês de agosto.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.