Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

1/5 - (1 vote)

Auxílio Brasil: Bolsonaro pede que senadores não alterem PEC

De acordo com o Presidente Jair Bolsonaro, o melhor cenário seria não alterar a PEC que mexe com o Auxílio Brasil

Os próximos dias prometem ser decisivos para os pagamentos do Auxílio Brasil. É que o Senado Federal deve colocar em votação a PEC dos Precatórios. Esse é o texto que, em tese, abre espaço dentro do teto de gastos e, por consequência, acabaria possibilitando o aumento do novo Bolsa Família.

Esse texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados em dois turnos e agora está seguindo para o Senado Federal. Por lá, a expectativa mais otimista para o Governo Federal é começar essa votação já na próxima semana. Mas não se sabe o que pode acontecer de fato durante os próximos dias em Brasília.

Nesta quarta-feira (24), o Presidente Jair Bolsonaro decidiu falar mais uma vez sobre o assunto. Desta vez, ele pediu para que o Senado não aprove nenhuma alteração no texto do benefício. E por que ele acha isso? É que se as alterações acontecerem, o documento vai precisar voltar para a Câmara dos Deputados.

“Está sendo discutido outras coisas no Senado, algumas alterações. Eu espero que não altere nada para não ter que voltar para a Câmara”, disse o Presidente. De acordo com ele, se o texto voltar para a outra casa legislativa, isso pode significar mais demora para repassar o aumento do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 400.

Neste momento, de acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 14,5 milhões de brasileiros estão recebendo o novo Bolsa Família. São as mesmas pessoas que receberam o dinheiro do programa até outubro do ano passado. Pelo que se sabe até aqui, ninguém mais entrou no benefício neste meio tempo.

Mudanças irão acontecer

O curioso em toda essa história, é que as mudanças irão acontecer. Isso já é um fato. Mesmo com o pedido de Bolsonaro, o fato é que os senadores irão alterar pelo menos 7 pontos do texto que chegou da Câmara dos Deputados.

E quem está dizendo que isso vai acontecer é o próprio líder do Governo Federal no Senado, o Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Foi ele, aliás, que abriu caminho para essas mudanças no texto original.

Entre as alterações, ele disse que inseriu um dispositivo que deve tornar o Auxílio Brasil um programa definitivo e não mais temporário como vinha se imaginando até este momento. Pelo menos foi isso o que Coelho disse

Quando o Auxílio de R$ 400 vai chegar?

De acordo com o próprio Senador que representa o Governo Federal no Senado, a ideia é começar a pagar o Auxílio de R$ 400 ainda neste ano. De acordo com ele, o objetivo é fazer com que todos recebam o valor ainda antes do natal.

Mas vale sempre lembrar que isso ainda é apenas uma ideia. De definitivo eles ainda não possuem muita coisa. De acordo com as informações oficiais, tudo vai depender mesmo é da aprovação da PEC dos Precatórios.

Em caso de liberação do texto, o Governo Federal está prometendo adicionar pelo menos 2,4 milhões de pessoas ao programa. Assim, a partir de dezembro se espera que cerca de 17 milhões de brasileiros recebam este benefício.

1/5 - (1 vote)

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.