Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil: ala ainda quer subir valor para R$ 600 de forma permanente

De acordo com membros do partidos da oposição, o melhor mesmo seria pagar um Auxílio de R$ 600 de forma permanente

O Governo Federal começou ainda na última semana os pagamentos do seu mais novo Auxílio Brasil. Para quem não sabe, esse é o programa que está substituindo o Bolsa Família já a partir deste mês de novembro. Só que mesmo depois do início dos repasses, muita coisa ainda não está definida.

Um dos pontos que ainda carecem de definição é o valor do programa em questão. Como se sabe, neste primeiro momento, o benefício está pagando uma média de R$ 220. Nas redes sociais, alguns usuários estão relatando que estão ganhando menos do que R$ 100. Mas o plano do Governo é mudar isso.

A ideia é que a partir de dezembro o Auxílio Brasil passe a pagar valores turbinados. Só resta saber de quanto seria esse novo patamar. O Governo fala em repassar R$ 400. O Presidente Jair Bolsonaro, aliás, já adiantou que essa é uma questão fechada. Para ele, esse deve ser o valor mínimo dos repasses em questão.

Mas parte do Congresso Nacional quer ir além. Membros de partidos de oposição como PT e PSOL, por exemplo, estão dizendo que o Auxílio Brasil precisa pagar R$ 600, no mínimo, para todos os vulneráveis. Eles argumentam que esse valor seria um pouco mais condizente com a situação que o país está enfrentando neste momento.

Além de partidos de esquerda, membros do próprio Centrão também estão querendo aumentar esse valor. Eles acreditam que o Presidente Jair Bolsonaro precisa fazer isso para tentar buscar uma reeleição com um pouco mais de tranquilidade no próximo ano. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui.

O que Bolsonaro acha disso

O Presidente Jair Bolsonaro aparentemente não gosta nada desta ideia. Em entrevista recente, ele chegou a dizer que seus aliados estavam mesmo pedindo para que ele subisse o valor do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 600.

Mas ainda de acordo com o chefe do executivo, ele decidiu recusar essa ideia. Bolsonaro disse que pagar um Auxílio com esse valor poderia ser muito ruim para as contas públicas. De acordo com ele, o país “chegou ao limite”.

Em declaração nesta quarta-feira (24), Bolsonaro pediu para que os senadores e deputados trabalhem com mais pressa para que eles aprovem a PEC dos Precatórios o quanto antes. De acordo com o Presidente, isso vai fazer toda a diferença para o ano de 2022.

Quem recebe o Auxílio Brasil

De acordo com as informações oficiais, o Auxílio Brasil é o programa que neste primeiro momento está atendendo apenas as pessoas que já faziam parte do Bolsa Família até o último mês de outubro.

Nós estamos falando portanto de algo em torno de 14,5 milhões de cidadãos. Só que esse número deve aumentar a partir de dezembro. De acordo com o Governo Federal, a ideia é inserir mais 2,4 milhões de brasileiros nesta lista.

Isso, no entanto, só deve acontecer mesmo caso a PEC dos Precatórios seja aprovada pelo Congresso Nacional. Esse texto já passou pelo crivo da Câmara dos Deputados em dois turnos e agora está em tramitação no Senado Federal.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.