Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Atualidades: Entenda o conflito sunita versus xiita

O embate secular pode cair em provas de vestibulares e no ENEM. Que tal entender melhor?

As duas maiores potências no Oriente Médio consistem na Arábia Saudita, uma população árabe governada por uma maioria sunita, assim como no Irã, uma população persa governada por uma maioria xiita.

Ambos os grupos vivem em conflito há séculos. Nos tempos modernos, a divisão gerou batalhas por poder e recursos, as quais assolaram populações.

O embate entre sunitas e xiitas frequentemente aparece na mídia como estritamente religioso. Entretanto, poucos sabem que também se trata de uma batalha econômica entre sobre quem controlará o Estreito de Ormuz, passagem do Golfo Pérsico por onde transita 90% do petróleo da região.

Como o tema pode cair no ENEM, vestibular e demais avaliações, resolvemos explorá-los por aqui.

Divisão Sunita-Xiita atualmente

A saber, pelo menos 87% dos muçulmanos são sunitas. Eles são a maioria, mais precisamente, no Afeganistão, Arábia Saudita, Egito, Iêmen, Paquistão, Indonésia, Turquia, Argélia, Marrocos, assim como na Tunísia.

Por outro lado, os xiitas são maioria no Irã, Bahrein e Iraque. Além disso, eles também têm grandes comunidades preponderantes no Afeganistão, Arábia Saudita, Iêmen, Síria, Líbano e Azerbaijão.

Países sunitas e xiitas

Existem 11 países que se aliaram à Arábia Saudita sunita ou então ao Irã xiita. Conheça a lista completa.

Arábia Saudita

A Arábia Saudita é liderada pela família real de fundamentalistas sunitas. Ocupa a liderança da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, sendo um aliado dos EUA, assim como um importante parceiro comercial do petróleo.

Logo após dos xiitas tomarem o poder no Irã em 1979, os sauditas financiaram mesquitas e escolas religiosas centradas nos wahhabitas em todo o Oriente Médio. O wahabismo, a saber, é um ramo ultraconservador do islamismo sunita e da religião oficial da Arábia Saudita.

Irã

O Irã, pelo contrário, é liderado por fundamentalistas xiitas. Apenas 10% da população é sunita. O Irã é o quarto maior produtor de petróleo do mundo. O aiatolá é o líder supremo do Irã, que orienta todos os demais líderes eleitos.

Iraque

O Iraque é governado por uma maioria xiita de 65% a 70% logo após que os Estados Unidos derrubaram o líder sunita , Saddam Hussein. Essa queda de Saddam mudou o equilíbrio de poder no Oriente Médio. Os xiitas reafirmaram sua aliança com o Irã e a Síria.

Embora os Estados Unidos tenham eliminado os líderes da Al Qaeda, os insurgentes sunitas se tornaram o grupo do Estado Islâmico. Em junho de 2014, eles recapturaram uma grande parte do oeste do Iraque, incluindo Mosul. Já em janeiro de 2015, eles governavam 10 milhões de pessoas.

Síria

A Síria é governada por uma minoria xiita de 15% a 20%. Este país aliou-se ao Irã e ao Iraque governados por xiitas. Ele passa armas do Irã para o Hezbollah no Líbano. Além disso, persegue a minoria sunita, alguns dos quais fazem parte do grupo do Estado Islâmico.

Os Estados Unidos e os países sunitas vizinhos apoiam os rebeldes do grupo sunita não islâmico. Ademais, ogrupo do Estado Islâmico controla grande parte da Síria.

Líbano

O Líbano é governado conjuntamente por cristãos, que representam 34% da população, sunitas (31%) e xiitas (31%). A guerra civil durou de 1975 a 1990 e permitiu duas invasões israelenses. As ocupações israelenses e sírias seguiram nas duas décadas seguintes. A reconstrução foi atrasada em 2006, quando o Hezbollah e Israel lutaram no Líbano.

Egito

O Egito é governado por uma maioria sunita de 90%. 11 A Primavera Árabe de 2011 depôs Hosni Mubarak. 12 O candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Morsi, foi eleito presidente em 2012, mas foi deposto em 2013.

Jordânia

A Jordânia é um reino governado por uma maioria sunita de mais de 90%. 13 sírios representam 13% da população, graças à guerra em seu antigo país. Os palestinos são os próximos, com 6,7%.

Bahrain

Uma minoria sunita de 30% governa a maioria xiita. Essa minoria governante, a saber, é apoiada pela Arábia Saudita e pelos Estados Unidos. O Bahrein é a base da Quinta Frota da Marinha dos EUA, que guarda o Estreito de Hormuz, o Canal de Suez e o Estreito de Bab al Mendeb no Iêmen.

Afeganistão, Kuwait, Paquistão, Qatar e Iêmen

Nesses países, a maioria sunita governa a minoria xiita.

Papel do nacionalismo

A divisão sunita-xiita é complicada pelo cisma nacionalista entre os países do Oriente Médio. 18 árabes descendem do Império Otomano, que existiu do século 15 ao século 20. O Irã, por outro lado, descende do Império Persa do século 16.

Os sunitas árabes temem que os xiitas persas estejam construindo um crescente xiita no Irã, Iraque e Síria.

Os sunitas veem isso como um ressurgimento da dinastia xiita Safávida no Império Persa. Foi quando os xiitas conspiraram para ressuscitar o domínio imperial persa sobre o Oriente Médio e depois sobre o mundo.

História da divisão sunita-xiita

A divisão sunita-xiita ocorreu em 632 d.C., quando o profeta Muhammad morreu. Os sunitas acreditavam que um novo líder deveria ser eleito e, assim, escolheram o conselheiro de Muhammad, Abu Bakr. “Sunni” em árabe significa “aquele que segue as tradições do Profeta”.

Os xiitas, por outro lado, acreditavam que o novo líder deveria ser um familiar de Muhammad, Ali bin Abu Talib. Como resultado, os xiitas consideram seus líderes religiosos sagrados e conferem a eles o poder e não ao estado. “Shia” vem de “Shia-t-Ali” ou “o Partido de Ali”.

A saber, muçulmanos sunitas e xiitas têm muitas crenças em comum. Eles afirmam, por exemplo, que Alá é o único Deus verdadeiro e que Muhammed é seu profeta. Além disso, eles leem o Alcorão e aderem aos seguintes cinco pilares do Islã:

  • Sawm – jejum durante o Ramadã. Isso ocorre no nono ciclo lunar do calendário islâmico.
  • Hajj – uma peregrinação a Makkah, Arábia Saudita. Deve ser feito pelo menos uma vez
  • na vida de um muçulmano.
  • Shahada – uma declaração de fé que todos os verdadeiros muçulmanos devem fazer.
  • Salat – orações que os muçulmanos devem fazer cinco vezes ao dia.
  • Zakat – a doação de caridade aos pobres.

E então, gostou de conhecer melhor sobre a divisão entre sunitas e xiitas? Sem dúvidas essa temática pode aparecer em provas diversas. E além disso, trata-se de uma informação valiosa acerca da história do mundo.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.