Atenção, motorista! Estas atitudes provocam acidentes sérios

Confira quais são as atitudes impróprias que podem causas graves consequências

Existem algumas atitudes que provocam acidentes sérios, e por isso, todos os motoristas devem evitá-las.

Dessa maneira, para que você saiba quais são essas atitudes. E assim, se previna de acidentes e autuações, reunimos algumas das informações mais relevantes sobre esse assunto para te passar.

Por isso, acompanhe a leitura até o final e confira! 

Atenção, motorista! Estas atitudes provocam acidentes sérios

O trânsito no Brasil é conhecido por ser um dos mais violentos do mundo. Aliás, a imprudência está entre as principais causas de acidentes no país. 

Em 2021, houve mais de 33 mil mortes devido a acidentes de trânsito, um aumento de 3,4% em relação a 2020. 

No entanto, embora os números preliminares de 2022 mostrem uma leve queda, ainda perdemos mais de 32 mil vidas em acidentes de trânsito. De acordo com um estudo do Ministério dos Transportes, em 53,7% dos acidentes, a causa foi a imprudência dos motoristas. 

Sendo assim, confira abaixo algumas atitudes que provocam acidentes sérios para que possa evitá-las: 

Falta de atenção devido ao uso do celular

Primeiramente, vale destacar que o uso do celular enquanto dirige é uma das principais causas de distração no trânsito. Além do mais, ao desviar a atenção do motorista, segurar o celular ocupa uma das mãos que deveriam estar no volante. 

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, cerca de 30 motoristas usam o celular a cada hora.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 252, estabelece que dirigir com apenas uma das mãos, devido ao uso do celular, é uma infração gravíssima sujeita a multa no valor de R$ 293,47. Bem como, à adição de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Atenção, motorista! Estas atitudes provocam acidentes sérios
Atenção, motorista! Estas atitudes provocam acidentes sérios. Foto: Canva

Desrespeito à sinalização de trânsito

Além disso, ignorar sinais vermelhos e exceder os limites de velocidade também são exemplos de desrespeito à sinalização de trânsito e à segurança nas vias. Para muitas pessoas, cometer essas infrações resume-se a pagar multas e perder pontos na carteira. No entanto, desrespeitar as leis e sinais de trânsito não coloca apenas a vida do infrator em risco, mas também a de outras pessoas que não têm nada a ver com sua má conduta.

O CTB classifica todas as atitudes capazes de causar acidentes ou riscos aos usuários das vias como infrações graves ou gravíssimas. Portanto, estão sujeitas às mesmas multas e demais punições mencionadas acima. 

Excesso de velocidade

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes no trânsito. 

Assim sendo, a aplicação das penalidades varia conforme a gravidade da infração, com multas entre R$ 130,16 e R$ 880,41, além da possibilidade de suspensão da CNH.

Respeitar os limites de velocidade é responsabilidade de todos os condutores. Isso porque o excesso de velocidade não apenas aumenta a gravidade dos acidentes, mas também reduz o tempo de reação em situações de emergência. Logo, isso torna mais difícil evitar colisões e acidentes fatais.

Dirigir alcoolizado

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) considera o ato de dirigir alcoolizado uma infração gravíssima, além de ser considerado crime de trânsito. 

Contudo, apesar da vigência da Lei Seca, ainda há motoristas que insistem em conduzir sob o efeito de álcool, ignorando as penalidades previstas na lei e o perigo envolvido.

No Brasil, a tolerância é zero. Isso significa que o condutor que dirige com qualquer quantidade de álcool no sistema, detectada pelo Teste do Bafômetro, pode receber autuações, penalizações e até mesmo processos por crime, dependendo da quantidade de álcool ingerida.

Desrespeito às faixas de pedestres

Não dar preferência aos pedestres nas faixas é outra atitude que contribui para acidentes no trânsito. Além disso, os motoristas têm a obrigação legal de parar para os pedestres nas faixas, mas muitos negligenciam essa regra. Isso coloca os pedestres em sério perigo, especialmente em áreas urbanas.

Dessa maneira, o respeito pelas faixas de pedestres é uma questão de segurança e cortesia. Portanto, priorizar a travessia dos pedestres é fundamental para evitar atropelamentos e garantir a segurança nas vias.

Não usar cinto de segurança

Por fim, o não uso do cinto de segurança é uma atitude que aumenta o risco de lesões graves e morte em acidentes de trânsito. Afinal, é um dos dispositivos mais eficazes para proteger os ocupantes do veículo em caso de colisão.

Além disso, não usar o cinto de segurança é uma infração de trânsito, sujeita a multas e perda de pontos na CNH. Sendo assim, todos os ocupantes do veículo devem usá-lo, independentemente de estarem no banco da frente ou de trás.

Agora que você já sabe quais são as atitudes que provocam acidentes graves, deixe nos comentários a sua opinião sobre esse assunto! 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.