Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Arthur Lira descarta possibilidade de pagamentos muito altos no novo Bolsa Família

Quem estava imaginando que o novo Bolsa Família poderia ter valores muito maiores do que a média atual vai acabar se frustrando. É que de acordo com o Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o programa não vai desrespeitar o teto de gastos de forma alguma.

Em entrevista nesta quinta-feira (24), o parlamentar disse que o Governo precisa enviar uma proposta que caiba nos cofres públicos. Caso contrário, ela não vai passar no Congresso. A fala de Lira agrada o mercado e desagrada boa parte dos beneficiários do programa.

É que se o novo Bolsa Família não vai furar o teto de gastos, então passa a ser muito provável que o projeto não tenha uma média maior ou igual a R$ 300 nos seus pagamentos. De acordo com o Ministério da Economia, esse valor seria suficiente para ultrapassar o teto.

Hoje, ainda de acordo com o Ministério, o Governo Federal paga uma média de R$ 190. O projeto deve subir essa patamar, mas não para muito além disso. Informações de bastidores dão conta de que a elevação seria para a casa dos R$ 250 ou R$ 280.

Na última semana, o Presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que o projeto vai ter um pagamento médio de R$ 300 nesta nova fase. No entanto, ainda de acordo com a imprensa, essa declaração não pegou nada bem dentro do Ministério da Economia, que quer pagar menos do que isso em média.

Lira

Vale lembrar que Arthur e Lira e Jair Bolsonaro são aliados políticos. Aliás, o Presidente do Brasil apoiou publicamente a eleição de Lira para a presidência da Câmara ainda no último mês de fevereiro. E o fato é que o parlamentar venceu a disputa com uma certa folga.

No entanto, Lira costuma ter uma postura distinta de Bolsonaro quando o assunto é o equilíbrio fiscal. Ele chegou ao poder com um discurso de defesa do teto de gastos. Agora, ao dizer que não vai passar um projeto com um valor muito alto, ele manda também um recado ao chefe do executivo.

Não se sabe exatamente o que o Presidente Jair Bolsonaro acha sobre esse posicionamento de Lira. No entanto, se sabe que ele deverá fazer um pronunciamento ainda nesta semana para anunciar alguns detalhes sobre esse novo projeto. E o valor médio dele é uma das informações mais esperadas.

Auxílio Emergencial

Vale lembrar que nesta mesma declaração o Presidente Jair Bolsonaro deverá falar também sobre o Auxílio Emergencial. De acordo com informações de membros do próprio Palácio do Planalto, o chefe do executivo deverá anunciar qual será o tamanho da prorrogação do programa em questão.

Segundo informações da imprensa, o mais provável é que o benefício ganhe mais três meses. Inicialmente se falou em mais dois, mas o ritmo da vacinação no país segue muito lento na visão dos especialistas em saúde pública. Então o programa deve durar mais tempo.

Caso isso se confirme, então o Auxílio Emergencial iria seguir até o próximo mês de outubro, e não mais até julho, como eles estavam prevendo inicialmente. Assim, o novo Bolsa Família, que começaria em agosto, deve entrar em cena apenas em novembro. Pelo menos essa é a ideia do Governo Federal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.