Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.5/5 - (13 votes)

Apagão no pagamento do Bolsa Família é real?

De acordo com membros do Palácio do Planalto, chance de um apagão nos pagamentos do Bolsa Família estão descartadas

O Bolsa Família chegou oficialmente ao fim neste domingo (7). De acordo com informações oficiais, a lei que criou o projeto foi oficialmente revogada pela Medida Provisória (MP) que cria o Auxílio Brasil. Por isso, muita gente está preocupada com o que vai acontecer a partir dos próximos meses.

É que de fato, ainda não há muita confirmação sobre esse assunto. Em entrevista no final da última semana, o próprio Presidente Jair Bolsonaro disse que não garante os pagamentos do Auxílio Brasil este ano. Ele disse, entre outras coisas, que esse é um tema que não é mais dele, e sim do Congresso Nacional.

Só que independente dessa indefinição, o Governo vem garantindo que não vai acontecer um apagão nos pagamentos. É que nas redes sociais, muita gente está temendo que o Planalto pudesse não pagar nada neste mês , visto que o Bolsa Família acabou e o Auxílio Brasil ainda não está pronto.

Mas isso não deve acontecer. Pelo menos é o que o Governo Federal está garantindo neste momento. De acordo com membros do Palácio do Planalto, o dinheiro dos repasses deste mês de novembro não dependem de aprovação do Congresso Nacional. O aumento vai acontecer de qualquer maneira.

Mas não será um aumento para a casa dos R$ 400, e sim dos R$ 260 neste primeiro momento. Além disso, no primeiro repasse esse dinheiro vai apenas para as pessoas que já estavam recebendo o Bolsa Família no mês de outubro. Estamos falando, portanto, de algo em torno de 14,6 milhões de cidadãos.

Apagão

Embora diga que não vai existir apagão para os usuários do Bolsa Família, o Governo não tem como negar que para as demais pessoas ele vai existir, sim. Pelo menos essa é a conclusão que pode-se tirar olhando para os números oficiais.

É que além dessas 14,6 milhões de pessoas, outros estão passando por necessidades e não receberão nada em novembro. De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, cerca de 25 milhões de indivíduos ficarão nesta situação.

Esperando uma solução

Em entrevista recente, o Ministro da Cidadania, João Roma, admitiu essa situação. Ele disse que milhões de brasileiros ficarão sem renda de uma hora para outra entre os meses de outubro e novembro.

Isso vai acontecer muito em função do fim do Auxílio Emergencial. O último pagamento do programa aconteceu no fim do mês passado. O Palácio do Planalto ainda não bateu o martelo sobre uma possível prorrogação do benefício.

Auxílio Brasil não tem vaga para todo mundo

Muitos dos usuários “órfãos” do Auxílio Emergencial estão tentando entrar no Bolsa Família. Dá para dizer que alguns conseguirão isso. Mas essa muito provavelmente não vai ser a realidade da grande maioria das pessoas neste momento.

Acontece que o Auxílio Brasil não vai ter vaga para todo mundo. Em declaração recente, o Ministro chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, disse cerca de 20 milhões de brasileiros estão passando fome, mas o Governo só deve atender 17 milhões.

3.5/5 - (13 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.