Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial: 3ª parcela é liberada para novo grupo; veja quem recebe

De acordo com o calendário de pagamentos, hoje, 12 de julho, é a vez dos beneficiários que nasceram em julho realizarem o saque em dinheiro da quantia.

Desde o seu início, o benefício do Auxílio Emergencial de 2021 divide o calendário de pagamentos entre o depósito e o saque. Isto é, primeiramente ocorre o depósito na Conta Poupança Digital da Caixa Econômica Federal. Dessa forma, todos os participantes do benefício poderão ter acesso de forma remota aos valores. Nesse momento, então, é possível realizar transferências e o pagamento de certas contas por meio de boleto.

Indo adiante, apenas depois do depósitos de todos os grupos de aniversariantes dos beneficiários do Cadastro Único, é que o Governo Federal libera o saque em dinheiro.

Atualmente, o calendário do Auxílio Emergencial se encontra no pagamento da terceira parcela, de quatro, originalmente. Contudo, com a prorrogação do programa, será um total de sete parcelas. Assim, com a finalização do depósito da terceira parcela, iniciou-se a liberação do saque em dinheiro no dia 1º de julho, que seguirá até o dia 19 de julho, ou seja, a próxima segunda-feira.

A liberação do saque para os beneficiários que nasceram em julho acontece hoje

Seguindo o calendário de pagamentos, hoje, 12 de julho, os participantes que nasceram no mês de julho poderão sacar seus valores. Essa possibilidade se mostra importante ainda que em um contexto de pandemia, quando o distanciamento social é necessário.

Ocorre que a população de renda mais baixa, a qual o programa abarca, possui menos habilidade com celulares do tipo smartphone. Isto é, às plataformas nas quais a movimentação do benefício acontecem. Portanto, o saque em dinheiro é importante para esse público.

Além disso, é importante frisar que essa divisão entre o depósito e a possibilidade de saque não ocorre para os participantes do Bolsa Família. Então, ainda que o beneficiário esteja recebendo os valores do Auxílio Emergencial, ele seguirá obedecendo o calendário de seu programa original. Dessa maneira, a divisão se destina aos que possuem o Cadastro Único.

Em seguida, a liberação do saque em dinheiro se dará da seguinte forma, para os grupos abaixo:

  • Terça-feira, 13 de julho: beneficiários que nasceram em agosto.
  • Quarta-feira, 14 de julho: beneficiários que nasceram em setembro.
  • Quinta-feira, 15 de julho: beneficiários que nasceram em outubro.
  • Sexta-feira, 16 de julho: beneficiários que nasceram em novembro.
  • Segunda-feira, 19 de julho: beneficiários que nasceram em dezembro.

Como o beneficiário poderá realizar o saque?

Logo, para que o beneficiário consiga prosseguir com o saque da quantia, será necessário prosseguir com determinados passos. Portanto, primeiramente, ele deverá entrar em sua conta no aplicativo Caixa Tem. Dentro da plataforma, então, precisará selecionar a opção “saque sem cartão” e, em seguida, “gerar código de saque”.

Além disso, para conseguir visualizar o código, será necessário inserir sua senha de login. Assim, com o código em mãos, o participante do programa deverá se direcionar a uma agência da Caixa, ou Casa Lotérica, ou, ainda, correspondentes Caixa Aqui.

Contudo, é importante lembrar que o código apenas possui a validade de uma hora. Desse modo, é recomendável que o trabalhador apenas gere o código quando já estiver no local do saque, ou que se direcione rapidamente.

Ademais, o horário de funcionamento da Caixa é das 8 horas às 13 horas, de segunda a sexta-feira. Assim, os beneficiários que poderão sacar em seus respectivos dias poderão se dirigir às agências nesses dias e horários.

Ainda assim, caso o participante prefira segue sendo possível realizar compras, através do cartão de débito virtual e QR Code. Além disso, o aplicativo também abarca o pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, dentre outros serviços.

Pagamento da quarta parcela e antecipação do calendário

Em seguida, com o fim das liberações de saque em dinheiro da terceira parcela, o calendário do Auxílio Emergencial prevê o depósito da quarta parcela. Inicialmente, ainda, esta seria a última parcela do programa. Contudo, com a prorrogação do benefício em mais três parcelas, os participantes contarão com o apoio até outubro desse ano.

Desse modo, até o momento, o calendário de pagamentos indica que os depósitos iniciarão no dia 23 de julho, seguindo até 22 de agosto para os beneficiários do Cadastro Único. No entanto, já foi possível perceber que o Governo Federal vem adiantando grande parte das datas.

Assim, um calendário com maior espaço entre cada grupo passou a ter seus depósitos um atrás do outro. Isto é, no lugar de dois ou três dias entre uma liberação e outra, permitiu-se que cada dia atingisse um grupo em sequência do outro.

Portanto, é possível estimar que o mesmo acontecerá com o calendário da quarta parcela. Principalmente quando se considera a prorrogação do programa. Nesse sentido, já que as próximas três parcelas precisam terminar em outubro para que o Governo Federal estreie a reestruturação do Bolsa Família, é muito provável que as parcelas da quarta parcela terminem ainda em julho ou no início de agosto.

Calendário da quarta parcela

Bolsa Família

Para os beneficiários do Bolsa Família, é mais fácil prever os dias de pagamento, já que o calendário do programa segue a regra dos dez últimos dias úteis do mês. Portanto, basta conferir quais serão tais dias para saber. Além disso, o grupos se dividem com base no último número de seu NIS (número de identificação social). Então, o calendário ficará da seguinte maneira:

  • Segunda-feira, 19 de julho: beneficiários com NIS de final 1.
  • Terça-feira, 20 de julho: beneficiários com NIS de final 2.
  • Quarta-feira, 21 de julho: beneficiários com NIS de final 3.
  • Quinta-feira, 22 de julho: beneficiários com NIS de final 4.
  • Sexta-feira, 23 de julho: beneficiários com NIS de final 5.
  • Segunda-feira, 26 de julho: beneficiários com NIS de final 6.
  • Terça-feira, 27 de julho: beneficiários com NIS de final 7.
  • Quarta-feira, 28 de julho: beneficiários com NIS de final 8.
  • Quinta-feira, 29 de julho: beneficiários com NIS de final 9.
  • Sexta-feira, 30 de julho: beneficiários com NIS de final 0.

Cadastro Único

Ademais, o grupo que possui o Cadastro Único, dentre outros que não estão no Bolsa Família primeiramente receberão o depósito. Apenas em seguida, portanto, terão um novo calendário de saque em dinheiro.

No entanto, é importante frisar que o calendário a seguir possui uma grande chance de antecipação. Ainda assim, as datas que o Governo Federal ainda indicam são:

  • Sexta-feira, 23 de julho: beneficiários que nasceram em janeiro.
  • Domingo, 25 de julho: beneficiários que nasceram em fevereiro.
  • Quarta-feira, 28 de julho: beneficiários que nasceram em março.
  • Domingo, 1º de agosto: beneficiários que nasceram em abril.
  • Terça-feira, 03 de agosto: beneficiários que nasceram em maio.
  • Quinta-feira, 05 de agosto: beneficiários que nasceram em junho.
  • Domingo, 08 de agosto: beneficiários que nasceram em julho.
  • Quarta-feira, 11 de agosto: beneficiários que nasceram em agosto.
  • Domingo, 15 de agosto: beneficiários que nasceram em setembro.
  • Quarta-feira, 18 de agosto: beneficiários que nasceram em outubro.
  • Sexta-feira, 20 de agosto: beneficiários que nasceram em novembro.
  • Domingo, 22 de agosto: beneficiários que nasceram em dezembro.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.