Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Anarquismo: Resumão para o Enem e vestibular

Muitos conhecem o termo anarquia, mas poucos sabem sua real significância. Acompanhe!

O anarquismo é um sistema político, filosófico e ideológico e tem como características à ausência de governo, o fim do Estado e da autoridade oriunda dele.

O termo tem origem grega da palavra “anarkhos” isto é, “sem governo” e “sem poder”. Atualmente, muitas pessoas utilizam o termo equivocadamente, visto que eles usam para referir-se a desordem, em uma sociedade sem regras, usado muitas vezes para mencionar o caos.

Trata-se de um tema cotado para vestibulares e do país todo, assim como para o Enem. Então, o que acha de descobrir características e conceitos? Acompanhe a seguir!

Anarquismo – Resumo

O anarquismo surgiu no século XIX através do filósofo e político inglês William Godwin (1756 – 1836) que sugere um sistema político diferente do já existente capitalista, que estava vigente desde a Revolução Industrial.

Segundo o filósofo, a sociedade pode viver sem as leis e restrições impostas por um governo. Desse modo, a liberdade dos cidadãos representa o estado da sociedade ideal.

Além disso, Godwin defendia princípios propondo o fim da propriedade privada e da divisão das classes sociais. A saber, ele também propõe o fim do Estado e das instituições de modo geral.

Dessa maneira, a sociedade iria ocorrer mediante a falta de autoritarismo, opressão e dominação. Posteriormente, outros pensadores continuaram os estudos e teorias sobre o assunto, são eles:

  • Max Stirner (1806 – 1856)
  • Joseph Proudhon (1809 – 1865)
  • Leon Tolstoi (1828 – 1910)
  • Mikhail Bakunin (1814 – 1876)

Todavia, no século XX o movimento anarquista entra em um grande declínio.

Principais características

Podemos citar dentre as principais características do capitalismo:

  1. Liberdade e autonomia dos cidadãos
  2. Propriedade coletiva
  3. Autogestão – forma de governo
  4. Autodisciplina e responsabilidade
  5. Educação libertária
  6. Harmonia e solidariedade

Essas são as principais características defendidas pelos filósofos e estudiosos que abordaram o tema.

Anarquismo no Brasil

No Brasil, as ideias anarquistas chegaram durante o século XX com a chegada de imigrantes europeus. Dessa forma, elas corroboram na época para o desenvolvimento dos movimentos sociais.

Dentre algumas das lutas memoráveis que usavam conceitos do anarquismo, podemos citar a greve dos operários em São Paulo e Rio de Janeiro, na primeira metade do século, além disso, o movimento punk sobretudo no começo dos anos 80 tinha afinidade com os ideais anarquistas.

Diferença entre anarquismo e comunismo

Muitas pessoas têm dúvidas e acabam confundindo e relacionando os dois modos de governo. Porém, ambos são muito diferentes.

No anarquismo, não existe Estado, e promove a eliminação de qualquer ordem hierárquica e favorece organizações libertárias.

Já o comunismo defende um sistema econômico que não exista classes, além disso, a propriedade é comum. Outro ponto é que no comunismo existe uma proposta de governo, no anarquismo não existe governo.

Anarco-sindicalismo

Por fim, o anarco-sindicalismo é uma corrente sindicalista que surgiu em Haia nos países baixos em 1872. O movimento apareceu durante a quinta edição do congresso da Primeira Internacional dos Trabalhadores.

Nesse sentido, o trabalhador é peça fundamental da sociedade. Sendo assim, ele deve ser aperfeiçoado. Vale frisar, que para muitos o anarco-sindicalismo é um método de luta.

Não deixe de ler também – Comunismo x socialismo: Entenda de vez as diferenças entre os dois sistemas

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.