Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

A Falência: análise da obra para vestibulares

Um resumo completo sobre o romance

A Falência: resumo completo para as suas provas

A Falência é uma obra que foi escrita pela escritora realista-naturalista Júlia Valentim da Silveira Lopes de Almeida.

A obra faz parte da lista de leituras obrigatórias de diversos vestibulares do país, como aquela do vestibular da Unicamp e do vestibular da UFRGS.

Dessa forma, para te ajudar a se preparar da melhor forma possível, o artigo de hoje trouxe um resumo com uma breve análise de A Falência. Confira!

Biografia de Júlia Lopes de Almeida

Júlia Lopes de Almeida nasceu no Rio de Janeiro em setembro de 1862. A autora recebeu uma excelente educação, a qual foi responsável por propiciar para ela os elementos necessários para exercer uma atividade intelectual intensa dentro da literatura brasileira.

A Falência: resumo da obra

Em “A falência”, romance escrito no ano de 1901, Júlia Lopes de Almeida retrata a falência de um comerciante de café no final do século XIX, durante a República Velha.

Os dois personagens principais, Francisco Teodoro e sua esposa Camila, são os responsáveis pela representação dos os comportamentos típicos da burguesia brasileiro ada época.

O enredo narra como a família vai à falência, evento que provoca o suicídio de Francisco. Depois do acontecimento trágico, Camila, passa morar na casa de Nina, sobrinha de Francisco.

A partir desse momento, a narrativa se desdobra para as duas personagens femininas. A autora coloca um grande foco sobre o tema da liberdade feminina e da luta de classes.

A Falência: características

A obra de Júlia Lopes de Almeida está situada entre os movimentos do realismo e do naturalismo. Uma das principais características do romance é a reflexão sobre as relações sociais presentes na sociedade brasileira do final do século XIX.

Em “A Falência”, Júlia Lopes de Almeida possui uma clara preocupação com os debates sobre a liberdade da mulher na sociedade brasileira da época e com as divisões sociais existentes na mesma.

Podemos dizer que a autora possui uma visão crítica do funcionamento da sociedade brasileira, utilizando o seu romance como uma ferramenta para instigar a reflexão sobre o ambiente em que vivia.

Outro tema importante presente na obra é o adultério, abordado também por tantos outros romances do Realismo e do Naturalismo.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.