Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Violência psicológica no trabalho: Como lidar com essa situação?

Entenda como você pode lidar com a violência emocional no ambiente corporativo.

violência psicológica no trabalho é mais recorrente do que podemos imaginar. É bem possível, inclusive, que você já conheça alguém que passou por esse tipo de situação. Ou, pior do que isso, essa pessoa pode ser você. Seja no ontem, no hoje ou no amanhã.

Por isso é tão importante conscientizar a todos sobre esse problema, a fim de evitar o crescimento desse tipo de quadro e disponibilizar auxílio para um momento tão delicado.

No decorrer deste conteúdo, portanto, você encontrará diversas informações sobre como atuar diante de uma situação de violência psicológica no trabalho. Acompanhe.

Quais os sinais de violência psicológica no trabalho?

Os sinais da violência psicológica no trabalho podem ser bem silenciosos, mas, se você se atentar a eles, perceberá a recorrência e a intensidade em que acontecem.

Embora os sinais possam parecer “leves demais” para ser uma violência, imagine que cada agressão é como o uso de uma lixa grossa, que vai arranhando e ferindo o sujeito até que este esteja completamente machucado.

Por isso, devemos dar atenção aos mais leves e simples sinais, a fim de criar uma atmosfera mais positiva no ambiente de trabalho. Veja agora alguns sintomas do problema:

  • O gestor ou superior grita constantemente com a vítima. Embora o sujeito se esforce para entregar um bom trabalho, é sempre humilhado, seja sozinho, ou na frente dos demais.
  • A pressão pelo trabalho perfeito é constante, embora os prazos sejam muito apertados e as metas praticamente inatingíveis.
  • O gestor não valoriza o trabalho da vítima e as críticas destrutivas são constantes.
  • A ameaça da demissão acontece de maneira recorrente.
  • A vítima é ridicularizada na frente dos outros, sendo o “exemplo negativo” da empresa.
  • O tratamento é diferente. Enquanto os demais funcionários são recebidos de uma forma, quem sofre de violência psicológica no trabalho é tratado de maneira discriminatória.
  • A difamação também faz parte da rotina da empresa.
  • Quaisquer outras ações que promovam a ridicularização, o constrangimento ou o desconforto excessivo do funcionário.

Como lidar com a violência psicológica no trabalho?

No caso de violência emocional no trabalho, não existe segredo: é necessário comunicar o RH. Especialmente se você for a vítima. Mas, se não for, vale fazer a comunicação para dar aquele suporte para o colega de trabalho.

De todo modo, veja as nossas dicas de como agir diante dessa situação:

  • Se você é a vítima: Tente conversar com um colega de trabalho para se sentir mais seguro e acolhido. Em seguida, busque ajuda no RH da sua empresa. Lembre-se de anotar os episódios de violência e, se possível, leve testemunhas com você.
  • Se você é colega da vítima: Anote os momentos em que a violência acontece e procure o RH. Relate o ocorrido e esteja pronto para ser uma testemunha de vítima. Lembre-se de também acolher o sujeito em sofrimento, dando a ele o suporte necessário para que não se sinta tão solitário dentro da corporação.

A violência psicológica no trabalho deve ser evitada e extinguida. Não permita que outros “pisem” em você e, caso presencie uma cena de violência, não fique parado! Busque ajuda no RH da sua empresa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.