VALORES A RECEBER: Banco Central LIBERA novas CONSULTAS nesta semana?

VALORES A RECEBER: Banco Central LIBERA novas CONSULTAS nesta semana?

A segunda fase de consultas do Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central (BC) segue sem previsão de ser liberada. A rodada estava prevista para começar no dia 2 maio. No entanto, desde que os servidores da instituição entraram em greve, todas as operações ficaram atrasadas.

A segunda fase de consultas do Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central (BC) segue sem previsão de ser liberada. A rodada estava prevista para começar no dia 2 maio. No entanto, desde que os servidores da instituição entraram em greve, todas as operações ficaram atrasadas.

Quando o BC anunciou o lançamento do SVR, projetou que haviam R$ 8 milhões a serem resgatados. Só na primeira fase, que aconteceu em abril deste ano, os cidadãos tiveram acesso a R$ 4 milhões. A outra metade deve ser devolvida na segunda etapa do programa.

No entanto, é importante lembrar que a paralisação dos servidores do Banco Central já terminou há mais de 40 dias, mas ainda não houve a divulgação de um novo período para as consultas. Ao acessar o site do Sistema de Valores a Receber, o cidadão encontra a seguinte mensagem:

“As consultas ao Sistema de Valores a Receber (SVR) estão temporariamente suspensas para aprimoramento”.

Mudanças no Sistema Valores a Receber

Com a nova rodada de devolução, o cidadão poderá verificar se há saldo presente concernente a:

  • Contas-correntes ou de poupança encerradas, com saldo disponível;
  • Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o BC;
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;
  • Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Além disso, o BC anunciou algumas mudanças para a próxima fase de acesso aos recursos. Uma delas é que não será necessário realizar o agendamento. Dessa forma, o cidadão poderá solicitar o saque do dinheiro no momento da primeira consulta.

Contudo, o sistema vai contar com novas informações repassadas pelas instituições financeiras. Ou seja, quem não tinha valores a receber na primeira etapa deve consultar novamente o Sistema, uma vez que os dados serão atualizados e pode haver uma nova quantia disponível para você sacar.

Como sacar o dinheiro esquecido?

Após realizar a sua primeira consulta no Sistema pelo site oficial, caso seja constatado que possui valores a receber, será necessário sacá-los. Vale lembrar que a consulta é feita com o número do CPF e data de nascimento, além de precisar de uma conta Gov.br nível prata ou ouro.

A seguir, veja como sacar valores a receber:

  1. Acesse o site na data informada e efetue o login;
  2. Após isso, realize as consultas dos valores a receber; a instituição que deve devolver o valor; a origem do dinheiro esquecido;
  3. Clique na opção “Solicitar por aqui”, para receber via Pix, ou na opção “Solicitar via instituição” para entrar em contato e combinar qual será a instituição de sua escolha.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.