Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

TUDO o que você precisa saber sobre as Grandes Navegações para o ENEM

As Grandes Navegações no ENEM

As Grandes Navegações fazem parte dos temas mais cobrados na prova de História do ENEM. Principalmente nas questões de História Geral, que normalmente se associam a questões de geografia, de sociologia e interdisciplinares.

Dessa maneira, você PRECISA saber as principais características desse acontecimento histórico se quiser ir bem na prova de humanas do ENEM.

O artigo de hoje vai abordar tudo aquilo que você precisa saber sobre as Grandes Navegações para ir bem no ENEM.

As Grandes Navegações – Introdução

No século XV, em que se iniciam as Grandes Navegações, o conhecimento humano estava se desenvolvendo.

Alguns estudiosos da época observaram que os navios que iam para o mar desapareciam aos poucos conforme iam mais longe. Isso demonstrou que a Terra deveria ser esférica e não redonda.

Dessa forma, um dos principais dogmas da Idade Média é quebrado, se iniciando a Idade Moderna.

Além disso, outras descobertas e inovações do período contribuíram para o início das Grandes Navegações. Os europeus desenvolveram instrumentos de navegação, como a bússola, que se baseavam na posição dos astros e que ajudavam na locomoção.

As próprias embarcações também receberam aprimoramentos, como por exemplo o uso de caravelas.

Grandes Navegações – objetivos

Em 1453, os europeus perderam para os turco otomanos a rota das índias, que era feita pelo Mar Mediterrâneo. Com isso, a obtenção de mercadorias vindas do local, como tecidos, tinturas, tapetes e especiarias, se tornou muito mais difícil, afetando diretamente a economia europeia.

Assim, os europeus reconheceram a necessidade de estabelecer uma nova rota de comércio rumo às índias.

Nessa época, alguns navegadores achavam que era possível dar a volta pela Terra para chegar nas índias. Ao mesmo tempo, outros acreditavam que poderiam chegar contornando a África.

As monarquias europeias, então, passaram a investir nesses navegadores. Destacaram-se Portugal e Espanha.

Mas o pioneirismo de Portugal é mais cobrado pelo ENEM por envolver o Brasil. Ele se deve a diversos fatores, entre eles: a localização estratégica, o apoio da Igreja, as técnicas avançadas de navegação e a precoce formação do seu território nacional.

Grandes Navegações – Consequências

As Grandes Navegações têm extrema importância porque elas redesenharam o mapa do mundo, além de confirmarem as teorias sobre o formato esférico da Terra.

Com esse evento, descobriram-se muitos territórios, como a África e a América.

Portugal conseguiu se afirmar como potência econômica, graças aos diversos recursos obtidos com essas navegações.

As Grandes Navegações se iniciam definitivamente em 1492, quando Cristóvão Colombo chega à América.

 

 

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.