Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Concurso TRT MT 2022: banca é contratada para organização do edital

Edital poderá sair em breve.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Estado do Mato Grosso continua avançando para o lançamento de seu edital. O órgão anunciou que o contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC) foi assinado.

De acordo com o documento publicado, a assinatura entre as partes aconteceu no último dia 15 de junho. Agora, com a banca definida e contratada, o TRT vai partir para os ajustes finais, para publicação do documento.

Segundo informações do TRT MT, a intenção é divulgar o edital nos próximos dias. As provas devem acontecer em setembro.

Concurso autorizado

Nesse sentido, houve a publicação de resolução administrativa que autoriza o lançamento do novo certame.

Assim, a divulgação do documento que conta com o aval do concurso ocorreu no Diário Eletrônico da própria instituição no último dia 06 de junho.

A portaria que concede a autorização, então, teve publicação logo após a 5ª Sessão Administrativa Ordinária. Isto é, em que a realização do certame teve aprovação por unanimidade.

Entre os principais motivos que levaram à autorização do processo, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) elencou os seguintes pontos:

  • A previsão de suplementação orçamentária, que o CSJT (Conselho Superior da Justiça do Trabalho) garante. Esta, então, se destina à realização de concurso para contratação de novos servidores efetivos;
  • A expiração do prazo de validade do último concurso público de 2015, desde o mês de abril de 2022;
  • A imposição de restrições, pelo CSJT, ao provimento de cargos efetivos em 2022 de outras especialidades que não as da área de Tecnologia da Informação e Comunicação;
  • A inexistência de lista de aprovados da área de Tecnologia da Informação e Comunicação que o Tribunal Regional de Mato Grosso pode aproveitar.

Ademais, o TRT MT indica que certamente o edital deverá contar com vagas para os cargos para a área de Tecnologia e Comunicação.

No entanto, ainda não é possível saber de maiores informações, como vagas e quantidade de cargos. Nesse sentido, a instituição não descarta que cargos de outras áreas, que não de TI, também sejam ofertados pelo tribunal.

Portanto, apenas com a publicação do edital será possível ter certeza de quais serão estas vagas e para quais carreiras.

TRT MT já formou comissão organizadora

Desde o mês de maio o TRT MT já um possui uma comissão de trabalho para concurso público.

Desse modo, o objetivo destes servidores é de efetuar a contratação da banca examinadora responsável pela execução de seu novo concurso. Assim, a equipe é composta pelos seguintes nomes:

  • Luiza Emiko Yabe;
  • Christiane Ribeiro Gili;
  • KArla Fernanda Breetz Rodovalho;
  • Lívia Timm Rocha;
  • Leandro Cesar Pereira Miranda;
  • Patrícia Soares de Paula Lopes;
  • Wanderson Sebastião França.

Com o avanço desta etapa, então, estima-se que os preparativos para o lançamento do certame estejam bem adiantados. Portanto, será possível ter acesso a mais informações no decorrer das próximas semanas.

Veja também: PGE PA publica edital para Procurador

Até o momento, contudo, o TRT ainda não estipulou um prazo máximo para a conclusão do processo de análise e seleção da banca examinadora.

“O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) autorizou a realização de concursos públicos para reposição de vagas nos tribunais regionais do trabalho em 2022. Nesse novo contexto, a administração do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT/MT) pretende realizar concurso para servidores efetivos, tendo em vista a expiração do último em 14.04.2022”, divulgou o tribunal em nota para a imprensa.

Último concurso aconteceu em 2015

O último concurso do TRT MT aconteceu no ano de 2015. Na época, portanto, a vagas se destinaram aos cargos de técnicos e analistas, ou seja, para nível médio e superior.

Por meio do edital, foram 16 vagas imediatas além de formação de cadastro de reserva para outras áreas de atuação.

Assim, os candidatos passaram por provas objetiva e discursiva, que possuíam caráter eliminatório e classificatório.

Veja também: Concurso Senado entra na fase de escolha da banca organizadora

Os exames contavam com 60 questões de múltipla escolha, enquanto a etapa discursiva era composta por uma redação. Na época, então, as questões se organizaram da seguinte maneira:

  • Prova objetiva: 20 questões de Conhecimentos Gerais, com peso 1.
  • Prova objetiva: 20 questões de Conhecimentos Específicos, com peso 3.
  • Exame discursivo: redação, de peso 1.

Nesse sentido, é interessante que os cidadãos que desejam trabalhar no TRT MT confiram estes exames anteriores.

Servidores contam com formação contínua

Desde a última segunda-feira, 06 de junho, iniciou-se a 1ª Semana Jurídica de 2022. Isto é, que se trata de um evento com o objetivo de capacitar magistrados, a cada seis meses pelo Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT).

Desse modo, com direção da Escola Jurídica, a Semana Jurídica faz parte do processo de formação dos magistrados que buscam aperfeiçoamento em sua carreira profissional.

A capacitação vem ocorrendo de maneira virtual e deverá acontecer até a próxima sexta-feira, 10 de junho. O evento reúne juízes e desembargadores que atuam nas varas e no tribunal de Cuiabá e do interior do estado do Mato Grosso.

Nesse sentido, durante a última segunda-feira, o atual presidente do TRT MT,  desembargador Paulo Borrionuevo, iniciou o encontro frisando a importância da realização do evento. Visto que, segundo o mesmo, é capaz de promover uma troca de experiências e conhecimentos adquiridos pelos magistrados.

“A Semana Jurídica desponta como momento significativo para reforçar as competências e habilidades dos magistrados”, afirmou o presidente do TRT MT.

Após cumprimentar os participantes da iniciativa, a desembargadora Eliney Veloso, diretora da Ejud, reiterou que a Semana Jurídica é um importante evento para a promoção do aperfeiçoamento e amadurecimento profissional. Ademais, mesmo que de maneira virtual, esta é uma oportunidade para reencontrar os colegas de profissão.

Representando a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Amatra), a juíza Dayna Lannes comentou sobre a sua participação no encontro e parabenizou a organização pelos assuntos e conteúdos durante o primeiro dia de debate.

O evento é importante para os membro do TRT MT

A programação prevê reflexões que partem da abordagem filosófica que envolvem trabalho e bem-estar avançando, assim, para debates jurídicos, temas institucionais e questões sobre saúde mental, como o caso da síndrome de burnout no ambiente de trabalho

Durante os cinco dias do evento, palestrantes de renome nacional serão responsáveis por conduzir debates jurídicos e institucionais de diferentes assuntos. Isto é, como, por exemplo, a aplicação das convenções internacionais aos julgados, liquidação de sentenças coletivas, doenças ocupacionais, trabalho na pandemia e desafios ao retorno presencial, provas digitais e justiça 4.0.

Veja também: TCE PB contrata banca examinadora para concurso

Presente na abertura do encontro, a vice-diretora da Esmagis, a desembargadora Helena Bezerra Ramos, fez questão de comemorar a parceria.

“A sociedade de Mato Grosso vai receber os frutos desse trabalho”, declarou a magistrada.

Conforme apontou a desembargadora, ambas as instituições estão relacionadas e fazem parte de um mesmo sistema judicial que possui, entre outros pontos em comum, a aplicação referente aos direitos sociais e direitos humanos, em todos os ramos do judiciário.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.