Serasa Limpa Nome: Nova ação permite o pagamento de dívidas em 14 vezes

A Serasa está promovendo mais um Feirão Limpa Nome. Cerca de 100 empresas parceiras estão operando na nova campanha. Os cidadãos negativados podem pagar suas dívidas de forma parcelada em 14 vezes ou mais.

A Serasa está promovendo mais um Feirão Limpa Nome. Cerca de 100 empresas parceiras estão operando na nova campanha. Os cidadãos negativados podem pagar suas dívidas de forma parcelada em 14 vezes ou mais.

Segundo o órgão de proteção ao crédito, aproximadamente 66 milhões de pessoas estão inadimplentes no país. Nessa rodada, devem haver mais de 7 milhões de renegociações. Lembrando que a iniciativa sempre é realizada pela Serasa.

Opções de renegociação

Como mencionado, o negativado poderá renegociar sua dívida de forma parcelada, em 14 vezes ou mais. No entanto, é possível recorrer a outros métodos, como dividir o pagamento entre 6 a 13 vezes ou entre 2 e 5 vezes.

Também existe a opção do pagamento à vista, na qual é possível receber descontos. Por fim, ainda existem opções de pagamento de débitos em atraso a partir de R$ 9,90 e outros que podem ser pagos por até R$ 99,90.

Onde renegociar?

O interessado em renegociar a sua dívida deve acessar os canais oficiais da ação, como o site do Serasa Limpa Nome, WhatsApp (11) 99575-209 ou telefone 0800 591 1222. Vale ressaltar que ainda é possível ir presencialmente aos Correios e realizar a operação.

Mais de 22 milhões já podem ter acesso ao crédito via cadastro positivo

De acordo com um estudo realizado pela Serasa, com a implementação do cadastro positivo, cerca de 22,1 milhões de brasileiros agora têm a oportunidade de acessar um crédito de qualidade. O número passou de 59,1 milhões de pessoas para 81,2 milhões.

No levantamento, essas pessoas estavam com um score” (pontuação) na Serasa abaixo de 500 e, devido a isso, não recebiam propostas de empréstimos. No entanto, a baixa pontuação não significava negativação, mas apenas informações insuficientes do histórico financeiro dos cidadãos.

Do total de pessoas beneficiadas, cerca de 11,8 milhões são mulheres e 10,3 milhões, homens. A faixa etária entre eles é de 26 a 40 anos, com adição de 10,2 milhões de pessoas com acesso a crédito.

Além disso, 6,2 milhões dos aprovadas possuem entre 41 e 60 anos; 4,6 milhões têm até 25 anos e 1,1 milhão, mais de 60 anos. Com relação a renda dessas pessoas, a maioria (12,4 milhões) possuem ganhos mensais de R$ 1 mil a R$ 2 mil.

“As companhias que concediam crédito baseadas majoritariamente em informações negativas, como contas não pagas ou atrasadas, passaram a contar com todo o histórico financeiro do cidadão e fazer análises frente à forma como ele quita suas dívidas contraídas com os bancos, empresas do comércio e serviços”, disse o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, em nota.

Ele ainda ressalta que, do ponto de vista do credor, a ferramenta permite uma concessão de crédito mais “segura e rentável”.

Vale salientar que o estudo foi realizado em comparação aos anos de 2019 e 2020, sendo utilizada uma amostra de 1,2 milhão de consumidores de todas as regiões. Os dados foram divulgados para população brasileira a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.