Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Saques do FGTS 2019: é melhor tirar ou deixar o dinheiro no fundo? Saiba!

Os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm início em setembro. Enquanto isso, muitas pessoas ainda contam com dúvidas se é vantajoso ou não realizar a retirada do benefício, que não é obrigatória. No entanto, a resposta depende de cada caso.

Segundo especialistas ouvidos pelo G1, antes de avaliar as vantagens e desvantagens para decidir se vai ou não realizar os saques do FGTS, é preciso entender que existem duas liberações diferentes. Lembrando que uma não depende da outra, ou seja, o beneficiário pode optar por sacar em apenas uma das modalidades, nas duas (saque imediato e saque aniversário) ou em nenhuma.

Os saques

O calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi divulgado. Os saques de R$ 500 começam no dia 13 de setembro para quem tiver conta poupança na Caixa e no dia 18 de outubro para quem não for correntista.

De acordo com o governo, o governo pode sacar de todas as contas do FGTS que possuírem, sejam de contas ativas (emprego atual) ou de contas inativas (empregos anteriores).

Por exemplo, se o trabalhador tiver duas contas, uma com saldo de R$ 2.000 e outra com R$ 3.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Se tiver R$ 70 na conta, poderá retirar o valor total.

O governo informou que quem tiver conta poupança na Caixa, o depósito será feito automaticamente. Os correntistas que não desejarem sacar os valores deverão informar ao banco – eles terão até 30 de abril de 2020 para solicitar o desfazimento do crédito ou a transferência do valor para outra instituição financeira.

Calendário para quem tem conta poupança na Caixa

  • Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: 13 de setembro de 2019
  • Aniversário em maio, junho, julho e agosto: 27 de setembro de 2019
  • Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: 9 de outubro de 2019

Calendário para quem não tem conta poupança na Caixa

  • Aniversário em janeiro: 18 de outubro de 2019
  • Aniversário em fevereiro: 25 de outubro de 2019
  • Aniversário em março: 8 de novembro de 2019
  • Aniversário em abril: 22 de novembro de 2019
  • Aniversário em maio: 6 de dezembro de 2019
  • Aniversário em junho: 18 de dezembro de 2019
  • Aniversário em julho: 10 de janeiro de 2020
  • Aniversário em agosto: 17 de janeiro de 2020
  • Aniversário em setembro: 24 de janeiro de 2020
  • Aniversário em outubro: 7 de fevereiro de 2020
  • Aniversário em novembro: 14 de fevereiro de 2020
  • Aniversário em dezembro: 6 de março de 2020

Saque Imediato

O trabalhador que tiver o Cartão Cidadão pode fazer o saque nos caixas eletrônicos. Os saques de menos de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, com apresentação de carteira de identidade e número do CPF.

É importante lembra que o trabalhador que retirar o dinheiro vai continuar a ter direito à retirada integral do valor do FGTS em caso de demissão sem justa causa, além da multa de 40% sobre o valor total.

O governo estima que a liberação dos saque alcance 96 milhões de trabalhadores. Atualmente, existem 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS. Desse total, cerca de 211 milhões (80%) têm saldo de até R$ 500.

O setor de Economia do governo estima que 23 milhões de pessoas terão condições de quitar suas dívidas com o dinheiro dos saques de até R$ 500. De acordo com a pasta da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, 37,3% das pessoas com nome negativado têm dívidas inferiores a R$ 500.

É melhor tirar ou deixar o dinheiro no fundo?

Um ponto que merece atenção do trabalhador na decisão de sacar ou não o FGTS é a mudança na distribuição dos lucros do fundo. Acontece que o governo decidiu ampliar a fatia dos lucros que é dividida com o beneficiário, e, com isso, o rendimento do FGTS se torna mais vantajoso e deve se aproximar da rentabilidade da poupança.

A rentabilidade do fundo deve subir para próximo de 6%, conforme cálculos do professor de finanças do Insper Michael Viriato. Com rendimentos de 6%, a lucratividade do FGTS será maior do que o da poupança, por exemplo, que hoje gira em torno de 4%.

A mudança na remuneração deve começar a partir de agosto, quando os R$ 12 bilhões de lucro do FGTS, em 2018, serão distribuídos integralmente aos trabalhadores. Antes da mudança, anunciada pela equipe econômica, apenas 50% do lucro era distribuído para os trabalhadores. Além desse lucro, as contas do FGTS rendem 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), que é calculada pelo Banco Central e hoje está próxima de zero.

Mudanças na remuneração do FGTS: FGTS sempre tem um rendimento garantido de 3% mais a variação da TR; Com a decisão de repassar todo o lucro para o trabalhador, o FGTS deve ter um rendimento próximo de 6% este ano; Se essa rentabilidade se confirmar, deve ser superior ao que é oferecido pela poupança. Produto mais popular do país, a caderneta deve pagar cerca de 4% este ano.

Recomendações

Veja abaixo as recomendações do educador financeiro Reinaldo Domingos, da DSOP, dadas ao site G1, da Globo:

Para quem já tem uma reserva financeira: “Para quem tem reserva ou já é uma pessoa investidora, o melhor caminho é não sacar e aguardar por outras oportunidades. Isso por conta da mudança na remuneração do FGTS, ao distribuir 100% do lucro do fundo, o que dependendo dos resultados por chegar a um rendimento de 6%, como a Taxa Selic, ou até superior.”

Para quem não tem uma reserva financeira: “Nesse caso é indicado não sacar em nenhuma situação (tanto o saque de até R$ 500 quanto o saque anual), já que o próprio FGTS já é uma reserva e que terá rendimento maior. Portanto, a pessoa pode considerar deixar esse dinheiro guardado em vez de correr o risco de sacar para utilizá-lo em gastos desnecessários ou direcionar para o Tesouro, que renderá a mesma coisa.”

Quem está com financiamento da casa própria em andamento: “Quem tem financiamento não deve mexer em qualquer tipo de movimentação, seja dos R$ 500 ou saque-aniversário, pois o benefício de abater o FGTS para a aquisição da casa própria, para entrada ou prestações, está mantido.”

Quem está inseguro no emprego: “É importante não mexer nos R$ 500, até por conta da distribuição de 100% do lucro, que irá render mais que a poupança, chegando a 6% que hoje paga a Selic. Também não é indicado optar pelo saque-aniversário, pois assim terá a condição de ser remunerado em caso de demissão.”

Quem tem dívidas: “Caso o valor do saque seja suficiente para quitar a dívida na sua totalidade, o ideal é sacar e quitá-la imediatamente para fugir dos juros, principalmente os que são maiores como cheque especial e cartões de crédito. Se o valor não for suficiente para quitar a dívida total, é mais indicado manter essa reserva e negociar a dívida posteriormente. Lembrando que o FGTS não deve ser destinado para qualquer tipo de adiantamento em relação a essas dívidas, caso elas estejam controladas dentro do orçamento.”

Quem não tem dívidas: “Para quem está equilibrado, não tem dívidas, ou seja, consegue viver com seu ganho mensal sem problema, o indicado é sacar os R$ 500 da conta ativa ou mais se tiver mais de uma conta inativa e apenas isso. É uma oportunidade utilizar esses R$ 500, ou caso tenha mais em contas inativas, e fazer um investimento para a aposentadoria, já que esse dinheiro é para complementar a aposentadoria. Por que não começar agora?

Quem está desempregado: “Depende. Caso esteja desempregado há 3 anos, poderá sacar 100% do valor pelas regras antigas, que não foram mudadas. Se acabou de sair de um emprego e tem um dinheiro inativo, aí faz sentido o saque, dependendo da finalidade. É preciso analisar o cenário. Se quiser ter o dinheiro periódico anualmente, e não tiver reservas, é melhor optar pelo saque-aniversário. Mas reforço que, caso esteja muito próximo dos 3 anos de desemprego, o melhor é não optar pelo saque aniversário.”

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Sem comentários
  1. Cefas Cardoso da Silva Diz

    Sou cliente da caixa desde 1983 quando eu fui cadastrado no pis, tinha o cartão cidadão depois de um certo tempo tive que trocar fiz o pedido na agência, mas vocês aí não estão emitindo mais então tirem, isso de uma vez não fazer às pessoas perderem tempo em filas porque a caixa na maioria das vezes está sem sistema aqui em Suzano e mal querem atender o povo .!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.