Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Revolução Verde: Como o tema pode ser cobrado no vestibular e ENEM

Entenda as principais características do tema, que pode cair em provas de vestibulares e no Exame Nacional do Ensino Médio

A revolução verde é um dos temas contemporâneos mais importantes das últimas décadas. Além de ser muito cobrado nos vestibulares e no ENEM.

Por isso, vale muito a pena ficar antenado no assunto.

Revolução Verde – O que é e como surgiu o termo?

A Revolução Verde foi desenvolvida por meio de pesquisas para melhor fertilização do solo, melhores sementes, uso de agrotóxicos, assim como a melhoria do maquinário utilizado no processo da agricultura para aumento da produtividade.

A expressão “Revolução Verde” ficou conhecida em 1966 por William Gaud, para explicar o processo de inovações tecnológicas na agricultura.

Norman Borlaug e suas pesquisas

A revolução verde foi criada pelo agrônomo norte americano Norman Borlaug que inicio pesquisas sobre variedades de trigo resistentes à pragas, no final da década de 30.

Suas pesquisas chamaram muita atenção e o agrônomo foi convidado pelo governo mexicano a comandar um programa nacional de produção de trigo em 1944.

A parceria foi um sucesso e tornou o México um país autossuficiente na produção de trigo. Suas pesquisas foram importantíssimas para o aumento da produção no campo.

Em decorrência disso, diversos países começaram a adotar seus estudos para melhorar a produtividade, através da modernização agrária.

Norman Borlaug foi condecorado em 1970 com o Prêmio Nobel da Paz por sua contribuição para diminuição da fome no mundo.

Revolução Verde no Brasil

O processo de modernização agrícolas iniciou-se na década de 60 no Brasil. E fez parte do “milagre econômico” na época da ditadura militar.

As inovações vieram através das universidades, centros de pesquisas e a criação da Empraba (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) fundada em 1973.

Visando adentrar o mercado estrangeiro, o Brasil liderou por muito tempo a produção e exportação de soja e milho no mundo.

Vantagens e desvantagens

O desenvolvimento e implementação de tecnologias voltadas para aumento da produção que ocorre no campo apresenta vantagens e desvantagens em todo o processo da revolução verde. Veja:

Vantagens

  • Aumento da produção de alimentos no mundo
  • Desenvolvimento tecnológico
  • Aperfeiçoamento em pesquisas
  • Diminuição de preços de alimentos básicos

Desvantagens

  • Desmatamento
  • Queimadas
  • Erosão e esgotamento do solo
  • Intervenção no ecossistema para plantio
  • Uso de agrotóxicos
  • Priorização de latifúndios e pouco investimento em agricultores menores
  • Êxodo rural

A revolução verde criou os produtos transgênicos devido a modificação genética das sementes. Com isso, produzem produtos mais fortes e pode-se até mesmo alterar o tamanho e o sabor do alimento.

A revolução tecnológica aplicada no processo com a inserção de maquinários, aumentou a rapidez e produtividade, porém instaurou também o desemprego no campo.

Além disso, o uso de fertilizantes e de produtos para combater pragas como agrotóxicos e pesticidas diminuem muito os desperdícios, mas geram debate em relação a saúde dos seres humanos.

E então, você já conhecia algo sobre a revolução verde?

Leia também – Geografia: Entenda o que estuda a climatologia e suas subdivisões

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.