Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Revalida 2020: Detalhes da aplicação da prova

O exame Revalida 2020 recebeu mais de 16,5 mil inscrições. A avaliação, a saber, vale para pessoas que desejam autenticar o diploma de medicina obtido fora do Brasil.

Em comparação com a última edição, ocorrida em 2017, houve 114% a mais de candidaturas. Na edição passada registrou-se 7.380 candidaturas. Destas, 393 receberam a aprovação. Lembrando que a legislação referente prevê que essa prova aconteça a cada semestre.

Os dados foram divulgados na última quarta-feira (28) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova.

Perfil dos candidatos do Revalida 2020

  • 51,8% (8.016) são mulheres
  • 48,2% (7.466) são homens
  • 64,7% (10.720) são brasileiros
  • 16,3% (2.700) são cubanos
  • 5,9% (980) são cubanos

Os diplomas provém dos seguintes países

  • 43,2% (7.154) dos inscritos obtiveram o diploma na Bolívia
  • 23,7% (3.928) fizeram medicina em Cuba
  • 14,5% (2.400) cursaram medicina no Paraguai

A prova teórica acontece no próximo dia 6 de dezembro.

A quem se destina o Revalida 2020

Brasileiros e estrangeiros formados em medicina em instituição do exterior e que residem em situação legal no Brasil podem realizar o Revalida 2020 para validar seus diplomas.

A saber, o programa de avaliação passou a existir em 2011 com a finalidade de regularizar no Brasil o diploma de graduação em medicina de quem se forma fora do país.

De acordo com o edital da prova, os candidatos devem mostrar que possuem conhecimentos equivalentes àqueles profissionais graduados no Brasil.

Etapas da avaliação

O Revalida conta com prova teórica e prática.

O exame teórico, aplicado em 6 de dezembro, ocorrerá nas seguintes capitais brasileiras:

  • Belém/PA,
  • Belo Horizonte/MG,
  • Brasília/DF,
  • Campo Grande/MS,
  • Curitiba/PR,
  • Fortaleza/CE,
  • Manaus/AM,
  • Porto Alegre/RS,
  • Recife/PE,
  • Rio Branco/AC,
  • Rio de Janeiro/RJ,
  • Salvador/BA
  • São Paulo/SP

A parte teórica terá duas partes aplicadas no mesmo dia em diferentes períodos. Pela manhã, a prova contará com 100 questões objetivas. À tarde, cinco questões discursivas.

Em relação a essa fase, os candidatos deverão obter no mínimo 63 em 100 pontos possíveis na prova objetiva e 29 dos 50 pontos na prova discursiva.

Já a segunda parte consiste em uma avaliação prática. Baseia-se em 10 entrevistas (anamneses) para diagnóstico inicial de doenças em uma simulação na qual atores se passam por pacientes.

Apesar do edital para a segunda etapa do Revalida não ter sido publicado ainda, de acordo com o Inep, a edição atual terá uma novidade. Os aprovados na primeira fase, mas reprovados na segunda poderão se inscrever diretamente nesta última fase nas próximas duas edições futuras.

Leia também – Dicas do que estudar para o Revalida 2020

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.