Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Remessas mundiais de PCs tem pior trimestre em nove anos

As remessas caíram 12,6% no segundo trimestre de 2022, a maior queda do mercado global de PCs para um único trimestre nos últimos nove anos

De acordo com números do Gartner, consultoria de pesquisa e aconselhamento para empresas, as remessas mundiais de PCs totalizaram 72 milhões de unidades no segundo trimestre de 2022, O número que representa uma queda de 12,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Este é o maior declínio em nove anos para o mercado global de PCs. 

As remessas são os números de equipamentos enviados pelas fabricantes até as revendas e lojas, ou seja, não representam as vendas reais do setor. No entanto, um baixo número de remessas indica que o setor tem baixas expectativas de vendas.

LEIA MAIS: Mercado de PCs cresce no Brasil, enquanto cai no resto do mundo

Segundo analistas, a redução é causada por uma série de fatores incluindo desafios geopolíticos, econômicos e da cadeia de suprimentos que afetam todos os mercados regionais. A redução já vem desde o primeiro trimestre de 2022 e acelerou no segundo, impulsionada pela guerra na Ucrânia. 

Outros pontos que influenciaram negativamente também foram a pressão inflacionária nos gastos e a queda acentuada na demanda por Chromebooks. As interrupções na cadeia de suprimentos também continuaram, mas a principal causa dos atrasos na entrega de PCs deixou de ser a falta de componentes, se concentrando nas interrupções logísticas.   

Os compradores corporativos continuaram a experimentar prazos de entrega mais longos do que o normal, mas esse cenário começou a melhorar no final do segundo trimestre, parcialmente devido à reabertura das principais cidades da China no meio do trimestre.  

Fabricantes aumentam preços  

Para manter os lucros à medida que a inflação aumenta os custos, a indústria de computadores aumentou os preços médios de venda, mesmo com o enfraquecimento da demanda. A redução na oferta de Chromebooks, que tendem a ter preços baixos, e a mudança para produtos premium também influenciaram o preço médio. No entanto, um aumento no estoque pode causar um declínio dos valores médios, pois os fornecedores tentarão diminuir o estoque. 

Segundo o estudo do Gartner, os três principais fornecedores do mercado mundial de PCs sofreram declínios nas remessas de PCs no segundo trimestre de 2022, mas sua classificação permaneceu inalterada. A combinação de queda de 27,5% da HP e de 5,2% da Dell permitiu que a própria Dell chegasse a 0,3 ponto percentual em relação a HP em participação de mercado. A Apple foi o único fornecedor a registrar crescimento no segundo trimestre de 2022, impulsionado pela popularidade do dispositivo M1. 

Estimativas preliminares de remessas mundiais de PCs para o 2T22 (em milhões de unidades) 

Fabricante  Remessas 2T22  Participação de Mercado — 2T22 (%)  Remessas 2T21  Participação de Mercado — 2T21 (%)  Crescimento 2T22-2T21(%)  
Lenovo  17,8  24,8  20,4  24,8  -12,5  
HP Inc.  13,5  18,8  18,6  22,6  -27,5  
Dell  13,2  18,5  14,0  17,0  -5,2  
Apple  6,3  8,8  5,8  7,1  9,3  
Acer  5,0  7,1  6,2  7,6  -18,7  
ASUS  4,6  6,5  4,9  6,0  -4,3  
Outros  11,1  15,5  12,3  15,0  -9,5  
Total   72,0  100  82,4  100  -12,6 

Observações: Os dados incluem desktops, notebooks, ultramobile premiums (como Microsoft Surface) e Chromebooks, mas não iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar.  

Top 3 perdem mercado 

Entre os fabricantes, a pesquisa do Gartner indica que as remessas mundiais de PCs da Lenovo caíram na comparação ano a ano, implicando no terceiro trimestre consecutivo de declínio para a empresa. No entanto, a empresa cresceu 2% em sua participação no mercado mundial de desktops, em parte devido a melhorias em sua cadeia de suprimentos na EMEA (Europa, Oriente Médio e África). 

A HP teve um declínio de 27,5% no segundo trimestre de 2022, principalmente em consequência da acentuada queda nas vendas de Chromebooks. No caso da Dell, as remessas diminuíram ano a ano pela primeira vez, desde o terceiro trimestre de 2020, em todas as principais regiões. A exceção é a América Latina, onde a empresa registrou um crescimento de 6,5%. Apesar do declínio geral, a participação de mercado da Dell aumentou 1% em comparação a um ano atrás. 

Até mesmo o mercado de PCs dos Estados Unidos caiu no segundo trimestre de 2022, com perdas de 17,5%. Embora o mercado tenha registrado um crescimento nas remessas de desktops e laptops, esse crescimento foi compensado por um declínio de 50% ano a ano nas vendas de Chromebooks. 

A Dell garantiu o primeiro lugar no mercado de PCs nos Estados Unidos com 27,2% de participação. Apesar de uma queda de 43,5% no número de remessa, a HP ocupou a segunda posição com 22,3% de participação de mercado.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.