Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Quem eram os Amoritas?

Os Amoritas: entenda tudo sobre esse grupo

Os Amoritas, também chamados de Babilônicos, foram um importante povo da Mesopotâmia, que consolidou um grande Império e desenvolveu diversas áreas do conhecimento.

O grupo aparece com frequência em diversas questões de História Geral, principalmente no ENEM e nos vestibulares. Assim, é essencial que você domine as principais características dos Amoritas para garantir um bom desempenho nas provas.

Os Amoritas: Introdução

Os amoritas, também chamados de babilônicos, eram povos semitas que, originalmente, viviam no deserto sírio-árabe. Posteriormente, por volta do ano 200 a.C., esses grupos irão invadir as cidades-Estados da Mesopotâmia, contribuindo para a queda da civilização suméria-arcadiana.

Os Amoritas: Características

Os amoritas foram os responsáveis pela construção da cidade de Babilônia, que ficaria conhecida como a cidade mais próspera da Mesopotâmia, além de ser também o centro comercial da região. Essas características da cidade se devem à sua localização estratégica, localizada perto de outra grande e importante cidade, Bagdá, a atual capital do Iraque.

Os Amoritas: Imperador Hamurabi

O Imperador Hamurabi foi o responsável pela consolidação do Primeiro Império Babilônico, ao unificar o primeiro império, que havia sido construído por Amoreu Sumuabum, em torno de 1894 a.C. e unir os povos sumérios e arcadianos que disputavam entre há por tantos anos.

É importante destacar que ao conquistar os grupos sumérios e acadianos, os amoritas adotaram as suas artes, sua escrita, sua literatura e seu sistema de educação.

Além disso, Hamurabi proporcionou diversas melhorias no setor agrícola, consolidando grandes avanços e agregando territórios que expandissem as terras disponíveis para produção no reino babilônico. Esses avanços faziam com que o Estado estivesse sempre no comando absoluto das principais atividades do Império. Entre elas, podemos citar o comércio, no qual os mercadores eram obrigados a auxiliar o Estado pagando grandes impostos.

O governo de Hamurabia fornecia, ainda propriedades aos funcionários públicos. Dessa maneira, o controle dos indivíduos e da economia seria mais simples, pois contaria com o auxílio do poder público.

Os Amoritas: Decadência do Império Babilônico

Quando Hamburabi faleceu, o Império Babilônico passou a enfrentar forte crise e decadência. As cidades-Estado que haviam sido dominadas pelo Imperador passaram a se revoltar. Igualmente, o Império começou a ser invadido por uma série de grupos.

Os Cassitas (povo indo-europeu), por exemplo, invadiram o Império Babilônico após as conspirações contra a sucessão imperial e grandes cargas de trabalho determinadas pelo Estado aos camponeses. A invasão dos cassitas acabou, oficialmente, com o poder dos grupos amoritas.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. jo Diz

    eu odeio historia to aqui pela aula online

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.