Quanto vale a moeda de 25 centavos com este pequeno defeito

Veja como identificar o erro nesta moeda de 25 centavos, e saiba quanto esta peça está valendo no mercado da numismática

O que você pensa quando alguém fala em moeda rara? Para a grande maioria das pessoas, é natural que o primeiro pensamento seja aquelas peças centenárias, os objetos de ouro, ou até mesmo os grandes baús enterrados que costumamos ver em filmes e séries de tv.

Mas o fato é que não é preciso ir tão longe para encontrar uma moeda rara, e menos ainda para ganhar dinheiro com elas. Vários destes exemplares podem ser encontrados a qualquer momento. Aliás, é possível que você tenha uma moeda rara escondida na sua carteira neste exato momento.

25 centavos

Neste artigo, por exemplo, vamos falar sobre a moeda de 25 centavos do ano de 2011. Trata-se de uma peça que ainda está em circulação e que, portanto, pode ser encontrada a qualquer momento, por qualquer pessoa em todas as regiões do país.

De que peça estamos falando? Abaixo, listamos as principais características deste exemplar, tomando como base as informações disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Novo Padrão Monetário 2º Família Diversos Metais;
  • Plano Monetário: Padrão Real 2º Família (1998-atualmente);
  • Período: República;
  • Casa da Moeda: Rio de Janeiro;
  • Diâmetro: 25mm;
  • Peso: 7.55gr;
  • Metal: Aço Revestido de Bronze;
  • Borda: Serrilhada;
  • Reverso: Moeda;
  • Desenho do Anverso: Manuel Deodoro da Fonseca (1827-1892), ladeada pelas Armas Nacionais e pelo dístico Brasil;
  • Desenho do Reverso: À esquerda, linhas diagonais de fundo dão destaque ao valor facial; data.
Quanto vale a moeda de 25 centavos com este pequeno defeito
Esta é uma moeda de 25 centavos do ano de 2011. Imagem: Reprodução

Quando ela pode ser considerada valiosa?

As características acima, no entanto, fazem parte de uma moeda comum de 25 centavos do ano de 2011, isto é, uma peça sem nenhum tipo de erro de cunhagem. Neste caso, portanto, um exemplar encontrado em um troco na feira não terá muito valor para os colecionadores.

Mas existem casos específicos em que a moeda pode ter muito mais valor. Isso ocorre quando o exemplar conta com algum defeito de fabricação. Neste cenário, ela poderá ser vendida por um patamar muito mais alto.

Estamos falando de um erro conhecido no meio da numismática como Batida Dupla. Trata-se de um defeito em que a máquina da Casa da Moeda bateu duas vezes em uma mesma peça. É possível perceber a duplicação na palavra CENTAVOS, no número 25 e também nas estrelas.

Caso você encontre uma peça de 25 centavos do ano de 2011 que conte com os defeitos citados acima, ela poderá ser vendida a R$ 45.

“Mas definir valor comercial à essas moedas é algo relativamente complicado, principalmente porque, como foram produzidas como erros durante o processo de cunhagem, não há registros da quantidade de moedas emitidas”, diz o especialista Plínio Pierry. 

Como vender uma moeda

Encontrou esta ou qualquer outra moeda valiosa? O próximo passo é procurar saber qual é o valor exato daquela peça. Para tanto, o cidadão pode procurar uma loja especializada, que poderá ser virtual ou física. Uma outra opção é procurar uma casa de leilão numismático. Por todos estes caminhos, será possível confirmar o valor do níquel.

Uma das opções é a casa Brasil Moeda Leilões, que funciona de maneira virtual. Logo depois de encontrar a moeda, o cidadão vai poder cadastrar o item encontrado e enviar para uma avaliação. Na sequência, a Casa envia o valor. O cidadão poderá definir se vai colocar à venda ou não.

O cidadão também poderá verificar a lista completa com sites de outro compradores de moedas raras. Nesta lista, será possível inclusive conferir se há alguma loja física de comprador nas proximidades da sua residência.

O Brasil já contou com várias moedas no decorrer da sua história, de modo que esta peça de 25 centavos de 2011 foi apenas uma dentre tantas outras que já circularam pelas nossas ruas. Abaixo, você pode ver um resumo da nossa história monetária:

  • Período colonial a 1942 – Réis
  • De 1942 a 1967 – Cruzeiro
  • De 1967 a 1970 – Cruzeiro Novo
  • De 1970 a 1986 – Cruzeiro
  • De 1986 a 1989 – Cruzado
  • De 1989 a 1990 – Cruzado Novo
  • De 1990 a 1993 – Cruzeiro
  • De 1993 a 1994 – Cruzeiro Real
  • De 1994 até os dias atuais – Real

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.