Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Quantas horas estudar por dia para uma avaliação?

Uma pergunta comum entre os vestibulandos e concurseiros é: quantas horas eu preciso estudar por dia para ser aprovado? A resposta não é tão simples quanto parece, pois depende de um conjunto de fatores. As bancas de jornais estão lotadas e livros e manuais que afirmam trazer a fórmula mágica do sucesso por meio de cronogramas simplistas. No entanto, acreditar neles é um equívoco.

Na ponta do lápis

Em primeiro lugar, lembre-se que a quantidade de horas não implica necessariamente em um bom aproveitamento. Apesar do tempo de dedicação aos estudos ser um fator importante, ele por si só, não determina a aprovação de ninguém. Nesse sentido, é preciso garantir a qualidade no uso dessas horas. Por isso, na hora de definir sua programação, leve em conta demandas pessoais como família, amigos,  saúde e lazer. Lembre-se também que pode ocorrer imprevistos e isso afeta diretamente no tempo reservado para os estudos. 

Uma dica interessante é ajustar o tempo de acordo ao conhecimento que já têm dos conteúdos. Se domina uma disciplina, dedique menos tempo para ela e foque nas matérias mais complexas ou nas quais possui maior dificuldade. Se você trabalha e precisa conciliar uma jornada dupla, talvez seu tempo seja limitado. Nesse caso, não perder oportunidade é fundamental. 

Montar um ciclo de estudos é outra boa estratégia. Você pode começar pelas disciplinas básicas como Português, Raciocínio Lógico, e conhecimentos gerais. Não estude uma de cada vez pois com o tempo você pode esquecer as leituras que fez no começo o projeto. Portanto, intercale as matérias e trabalhe com elas de modo simultâneo. Isso não quer dizer que precisa se sobrecarregar. Basta estabelecer poucos minutos por dia para cada uma delas, e fazer pausas regulares para descansar a mente.

Para a elaboração do ciclo, é possível recorrer a aplicativos ou a outras plataformas digitais que auxiliam o estudante a gerenciar sua carga horária de maneira simples e prática.

E aí? Gostou das dicas? Então deixe o seu comentário!

Leia também Mapa mental: O que é e como criar.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.